UFT - Universidade Federal do Tocantins

Edital UFT PROEX 001/2013 - Fluxo Contínuo - Edital UFT PROEX 001/2013 - Fluxo Contínuo de ações de Extensão da UFT 2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS – UFT Avenida NS 15, ALCNO 14, Bl.04, Sala 117, CEP.: 77001-090, Palmas – TO projeto_extensao@uft.edu.br     FLUXO CONTÍNUO DE AÇÕES DE EXTENSÃO   A Universidade Federal do Tocantins, por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura, torna pública abertura de inscrições para os extensionistas apresentarem propostas de ações de extensão, a seremhttp://sigproj1.mec.gov.brProf. Dr. George França Pró-Reitor de Extensão e Cultura



SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS – UFT PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA – PROEX Avenida NS 15, ALCNO 14, Bl.04, Sala 117, CEP.: 77001-090, Palmas – TO Tel.:(63) 32328064 / E-mail: projeto_extensao@uft.edu.br EDITAL 001/2013 FLUXO CONTÍNUO DE AÇÕES DE EXTENSÃO A Universidade Federal do Tocantins, por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura, torna pública abertura de inscrições para os extensionistas apresentarem propostas de ações de extensão, a serem iniciadas em 2013, por meio do SIGPROJ (http://sigproj1.mec.gov.br), de acordo com as condições definidas neste Edital. 1. DO OBJETIVO 1.1. O presente Edital tem por objetivo regularizar, por fluxo contínuo, o desenvolvimento de ações de extensão sem ônus para a Universidade Federal do Tocantins (UFT), representando significativa articulação entre ensino e pesquisa com as demandas da sociedade e do desenvolvimento regional do Estado de Tocantins. 2. DOS PRAZOS 2.1. Prazo para submissão das propostas: 15/01/2013 a 30/11/2013. 3. DOS PROPONENENTES 3.1. Poderão ser proponentes de ação de extensão: 3.1.1. Docentes e técnico-administrativos que fazem parte do quadro efetivo de servidores da UFT. 3.1.2. O docente visitante, substituto, colaborador ou voluntário não faz parte do quadro efetivo da instituição e por isso não poderá coordenar a ação de extensão. 3.2. Este edital não se destina ao financiamento de Ações de Extensão por parte da Pró-reitoria de Extensão e Cultura 3.3. Se houver recurso financeiro oriundo de editais ou chamadas públicas a ação deverá ter, obrigatoriamente, um gestor que será um docente ou um técnico-administrativo do quadro efetivo da UFT. 3.4. O docente ou técnico-administrativo poderá acumular as atividades de coordenação, orientação e gestão. 3.5. Os proponentes devem ser cadastrados no sistema SIGPROJ. 4. DAS MODALIDADES DE EXTENSÃO 4.1. As propostas de ação de extensão deverão ser apresentadas sob a forma de Programa, Projeto, Curso e Evento, conforme definições das Normas de Ações de Extensão da UFT e no Plano Nacional de Extensão. 4.2. Todos os programas, projetos, eventos e cursos com vigência em 2013 deverão ser cadastrados obrigatoriamente através deste edital. 4.3. Propostas aprovadas por servidores da UFT em editais ou chamadas públicas nacionais que contemplem a Extensão Universitária no ano de 2013 devem, obrigatoriamente, ser cadastras neste edital. 5. DOS TEMAS 5.1. De acordo com a Política de Extensão Universitária da UFT, atendendo ao Plano de Desenvolvimento Institucional e o Planejamento Estratégico em Vigor, as propostas deverão estar enquadradas nos seguintes temas: a. Comunicação; b. Cultura; c. Direitos Humanos e Justiça; d. Educação; e. Meio Ambiente; f. Saúde; g. Tecnologia e Produção; h. Trabalho. 6. ELABORAÇÃO DA PROPOSTA 6.1. As propostas deverão atender às seguintes diretrizes específicas: 6.1.1. De natureza acadêmica: a. Indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, especialmente com o impacto na formação do estudante e na geração de novo conhecimento; ou b. Interdisciplinaridade; c. Envolver obrigatoriamente pelo menos um discente na ação; 6.1.2. Da relação com a sociedade: a. Impacto social; b. Relação dialógica com a sociedade; ou c. Contribuição na formulação, implementação e acompanhamento das políticas públicas prioritárias ao desenvolvimento regional e nacional. 6.2. As propostas com vigência de execução em 2013 deverão ser formuladas e encaminhadas diretamente no SIGProj, sendo que após a data de vigência 30/11/2013, independentemente de problemas de acesso e conexão no SIGProj no último dia, todas as propostas serão desconsideradas por este Edital. 6.3. As propostas deverão: a. Explicitar detalhadamente os fundamentos teóricos que a orientam; b. Descrever, de forma, clara e precisa os objetivos; c. Explicitar os procedimentos metodológicos; d. Indicar o público-alvo e o número estimado de pessoas beneficiadas; e. Definir cronograma de execução detalhado; f. Descrever o processo de acompanhamento e avaliação, com a explicitação dos indicadores e da sistemática de avaliação; g. Detalhar a infra-estrutura necessária para a execução da proposta; e h. Definir ementa do curso, se a ação for do tipo curso. 6.4. As propostas deverão ser aprovadas na Unidade de Origem do docente (Colegiado) ou pela chefia do setor de origem (no caso de técnico-administrativo) até a data limite de vigência deste Edital. A declaração de aprovação da ação ou a ata do colegiado deverá ser anexada à proposta no item 1.9 – Arquivos Anexos do SIGPROJ. 6.5. Os núcleos e comissões vinculados à PROEX poderão encaminhar propostas através de docentes ou técnicos administrativos. Para isso, deverão solicitar na Diretoria de Extensão da PROEX declaração de ciência da realização da ação e deverão anexar este documento no item 1.9 – Arquivos Anexos do SIGPROJ. 6.6. Os Grupos de Trabalho de Extensão, Indígena e Cultura poderão encaminhar propostas através de docentes ou técnicos administrativos. Para isso, deverão solicitar na Diretoria de Extensão (GT de Extensão e Indígena) ou na Diretoria de Cultura (GT de Cultura) da PROEX declaração de ciência da realização da ação e deverão anexar este documento no item 1.9 – Arquivos Anexos do SIGPROJ. 6.7. Não serão aceitas propostas de ações elaboradas e encaminhadas a PROEX em quaisquer outros formatos. 7. REQUISITOS PARA ADMISSÃO 7.1. A proposta de ação de extensão deverá ser encaminhada com o documento anexado citado nos itens 6.4, 6.5 e 6.6 deste edital e o conteúdo deverá ser explicitado de acordo com o que está descrito no item 6.3. 7.2. O coordenador/proponente da ação de extensão não deverá possuir quaisquer pendências em relatórios finais de ações de extensão na PROEX. 8. ANÁLISE E JULGAMENTO 8.1. Caberá a Diretoria de Projetos da PROEX, o enquadramento da ação de extensão considerando os critérios descritos no item 6.1, podendo a ação receber as seguintes situações: a) Ação recomendada; b) Ação não recomendada; c) Ação à reformular 8.2. A PROEX tem o prazo máximo de 45 dias para analisar a proposta, emitir parecer de enquadramento e enviar para o Comitê de Extensão. Após o enquadramento, será encaminhado, via e-mail, parecer informando status e código de cadastro na PROEX. 8.3. É responsabilidade do coordenador da ação a informação correta do e-mail para recebimento do parecer via SIGPROJ. 8.4. As ações cadastradas e seus relatórios estarão sujeitas a avaliação pelo Comitê de Avaliação da Extensão. 9. DO ACOMPANHAMENTO E DA TRAMITAÇÃO É responsabilidade de cada coordenador acompanhar a tramitação de sua(s) proposta(s) no SIGPROJ, e providenciar as reformulações e documentos necessários, independente de receber ou não algum aviso por e-mail. 9.1. Encaminhar o relatório final via SIGPROJ, para todas as modalidades de ação no máximo em 30 dias úteis após o encerramento da ação. 10. DA EXECUÇÃO 10.1. As propostas somente poderão ser executadas quando recebem o status de ação recomendada pela unidade geral. 10.2. É recomendável que as propostas sejam enviadas com no mínimo 45 dias (dias) de antecedência. 10.3. O cadastro das propostas aprovadas por agências de fomento poderá ser realizado a qualquer tempo no referido edital. 11. DISPOSIÇÕES GERAIS 11.1. Editais específicos que preveem o apoio financeiro tais como: apoio a eventos de extensão, semanas acadêmicas, bolsas de extensão, não serão contemplados via este edital. 11.2. A Pró-reitoria de Extensão e Cultura - PROEX da UFT se exime de responsabilidades financeiras, patrimoniais, de pessoal ou qualquer despesa decorrentes de fatores externos e/ou internos, relacionados às ações apresentadas. 11.3. A qualquer tempo, este Edital poderá ser revogado ou alterado, no todo ou em parte, por motivo de interesse público, sem que isso implique direito à indenização de qualquer natureza. 11.4. As ações de extensão validadas neste Edital, quando apresentados em material de divulgação, deverão, obrigatoriamente, citar o apoio da UFT da seguinte forma: “Apoio: PROEX/UFT”. 11.5. Esclarecimentos e informações adicionais poderão ser obtidos, contatando-se a Diretoria de Projetos da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura pelo telefone (63) 3232-8061 / 8064 ou por correio eletrônico no endereço projeto_extensao@uft.edu.br. 11.6. Para situações não previstas no presente Edital, prevalecem as normas e procedimentos da PROEX. 11.7. Os termos deste Edital somente poderão ser impugnados, mediante manifestação formal e fundamentada, apresentada à Pró-Reitoria de Extensão e Cultura, até cinco dias úteis após a sua divulgação. Palmas-TO, 15 de janeiro de 2013. Prof. Dr. George França Pró-reitor de Extensão e Cultura