UFPB - Universidade Federal da Paraíba

PROBEX 2012 - PROBEX 2012

Este edital não possui texto de chamada.



UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS

COORDENAÇÃO DE PROGRAMAS DE AÇÃO COMUNITÁRIA

 

 

PROGRAMA DE BOLSA DE EXTENSÃO – PROBEX

CONVOCATÓRIA – 2012

 

A Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários – PRAC e a Coordenação de Programas de Ação Comunitária – COPAC convocam a Comunidade Universitária a participar do Programa de Bolsas de Extensão – PROBEX, Edição 2012, que terá oito meses de duração, com valor mensal de R$ 280,00, por 15 horas semanais.

O PROBEX é mantido com recursos próprios da Universidade, previstos no orçamento da Reitoria, e tem o propósito de contribuir para a formação acadêmica dos estudantes dos cursos de graduação e das escolas técnicas, a partir da experiência em ações de extensão universitária. Sua responsabilidade é com a distribuição de bolsas para discentes, e sua base normativa está fixada nas Resoluções do CONSEPE N. 09/93 e N. 76/97. Diante do exposto, faz-se necessária a colaboração dos Centros, Departamentos e Setores, ou de parceiros externos, com outras formas de apoio e recursos para contribuir para a execução dos projetos do PROBEX.

     Este programa se constitui em uma das estratégias da política de extensão da UFPB, que prioriza a formação acadêmica e cidadã do seu corpo discente através de ações identificadas com as necessidades e as demandas da sociedade paraibana, no sentido de promover o desenvolvimento a partir de um trabalho conjunto com as comunidades e grupos envolvidos.

     O calendário de atividades para o PROBEX 2012 se observa no quadro abaixo:

 

CALENDÁRIO

ATIVIDADES

PERÍODO

Inscrição dos projetos na Plataforma SIGProj

09/03 a 01/04/2012

Seleção dos projetos

02 a 13/04/2012

Divulgação dos resultados da seleção

16/04/2012

Inscrição dos alunos

17 a 23/04/2012

Seleção dos bolsistas

24 a 30/04/2012

Divulgação dos resultados

02/05/2012

Período de início e término da bolsa

03/05 a 30/12/2012

XIV Encontro de Extensão – ENEX

15 a 19/10/2012

 

 

I - CRITÉRIOS DE DISTRIBUIÇÃO DAS BOLSAS

 

O PROBEX – 2012 contará com 439 bolsas de extensão, que serão distribuídas conforme aprovação dos projetos no processo seletivo, na seguinte proporção:

 

a)    112 bolsas distribuídas equitativamente com os Centros (7 para cada Centro, respeitando-se a pontuação mínima média de 6,0 dada pelos critérios de seleção). As bolsas que não forem alocadas para os Centros devido à desclassificação dos projetos serão incluídas no montante do item (d), abaixo;

b)    21 bolsas, equivalentes a 5% do total – excetuando-se as bolsas do item (e) – para projetos estratégicos de extensão para os setores vinculados à Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários – PRAC, respeitando-se a pontuação mínima média de 6,0 dada pelos critérios de seleção. As bolsas que não forem alocadas para a PRAC devido à pontuação dos projetos serão incluídas no montante do item (d), abaixo;

c)    34 bolsas distribuídas para a Comissão de Monitoramento e Avaliação da Extensão, sendo 2 para cada Centro e 2 para a Coordenação Técnica da CMAE;

d)    253 bolsas (ou número superior, em consonância com os itens (a) e (b), acima) distribuídas segundo a classificação obtida pelos projetos no processo de seleção em ordem decrescente, respeitando-se a proporcionalidade por Centros (segundo o número de alunos matriculados) e a pontuação mínima média de 6,0 dada pelos critérios de seleção.

e)    Atendendo à demanda e às especificidades da Escola Técnica de Saúde/CCS/UFPB, serão disponibilizadas 19 bolsas de extensão, todas elas financiadas com recursos próprios da ETS e atendendo às seguintes especificações:

e.1) 10 bolsas de R$ 280,00, com carga horária semanal de 15h e duração de 12 meses, destinadas especificamente a alunos de ensino médio da Escola Técnica de Saúde;

e.2) 9 bolsas de R$ 375,00, com carga horária semanal de 20h e duração de 12 meses, destinadas aos alunos dos seguintes cursos de graduação:

·         Psicologia: 1 bolsa

·         Administração: 2 bolsas

·         Computação: 2 bolsas

·         Pedagogia: 2 bolsas

·         Serviço Social: 1 bolsa

·         Secretariado: 1 bolsa

Todos os projetos concorrentes a essas bolsas deverão ser obrigatoriamente coordenados por docentes da Escola Técnica de Saúde.

Caso haja interesse do Coordenador do Curso, as bolsas indicadas no item (e), acima, poderão ter sua carga horária semanal alterada para 20h, e seu valor para R$ 375,00, desde que devidamente justificado.

 

Para a inscrição no PROBEX – 2012 deverá ser apresentado apenas um projeto de Extensão por docente ou técnico-administrativo de nível superior, isoladamente ou em grupo. A equipe do projeto deverá ser composta por coordenador, professor(es) colaborador(es), aluno(s) bolsista(s) (selecionado(s) no período pré-determinado) e aluno(s) colaborador(es), extensionista(s) colaborador(es), em número proporcional ao âmbito e às demandas do projeto.

O proponente deverá fazer o cadastramento pessoal e gerar uma senha de acesso no Sistema de Informação e Gestão de Projetos – SIGProj, no site http://sigproj1.mec.gov.br, para em seguida inscrever o projeto e anexar as seguintes certidões:

a)    certidão de aprovação do projeto pelo Departamento ou Setor a que o projeto está vinculado;

b)    certidão de que o projeto está articulado ao Projeto Pedagógico do Curso de graduação, emitida pela coordenação de curso, se for o caso;

c)    documento de concordância do órgão/setor/entidade parceira que abrigará o projeto, se for o caso.

Também deverá preencher um formulário de identificação simples, no endereço eletrônico https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dGJSY3gxeFAySTJmUllpZ2tmN1R2TUE6MQ

Os projetos serão relacionados às áreas temáticas de maior expressão, conforme relação a seguir:

 


1.        Comunicação

2.        Cultura

3.        Direitos Humanos e Justiça

4.        Educação

5.    Meio Ambiente

6.    Saúde

7.    Tecnologia e Produção

8.    Trabalho


 

II - PROCESSO SELETIVO

 

Serão classificados os projetos que atingirem a pontuação mínima média de 6,0 (de um máximo de 10,0) dada pelos critérios de seleção.

 

a)   Comissão de Seleção

A Comissão Permanente de Seleção do PROBEX, responsável pelo estabelecimento dos critérios e etapas, assim como pelo gerenciamento operacional do processo de seleção, é formada pela Pró-Reitora de Extensão e Assuntos Comunitários, Coordenadores da PRAC, Coordenadores Técnicos da Comissão de Monitoramento e Avaliação da Extensão e Assessores de Extensão dos Centros.

 

b)   Processo de Avaliação

A seleção das propostas será desenvolvida através do sistema de avaliação “por pares”: corpo de pareceristas será constituído tanto pelos proponentes coordenadores de projetos quanto por outros extensionistas de comprovada experiência no desenvolvimento/gerenciamento de projetos de extensão. (ver anexo I)

Para contar com uma avaliação mais participativa por parte dos diferentes Centros da UFPB. Para esta avaliação se solicitará que os coordenadores e membros das equipes de extensão contribuam com o processo avaliativo tendo como base os critérios estabelecidos no Comitê Assessor de Extensão da UFPB. Dada a importância deste processo será emitido certificado de participação como avaliador a todos os pareceristas.

 

c)   Critérios Prévios de Aceitação do Projeto

¨       Preencher todos os requisitos da Convocatória;

¨       o preenchimento completo do formulário SIGProj no prazo indicado no calendário, com o número do protocolo gerado pelo sistema;

¨       o preenchimento completo do formulário de identificação simples https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dGJSY3gxeFAySTJmUllpZ2tmN1R2TUE6MQ;

¨    para os proponentes que solicitam renovação ou propõem um novo projeto, tendo coordenado algum projeto PROBEX 2011, é obrigatório o envio do Relatório Final do projeto e do(s) bolsista(s) referentes à edição de 2011, pelo sistema SIGProj, e o preenchimento do formulário de autoavaliação do desempenho de 2011, disponível no site: https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dEtORklUNVhhU05WaEdES2g1S0QydGc6MQ

O não-cumprimento das condições acima elencadas implica a não-consideração da proposta, salvo casos excepcionais, devidamente justificados.

 

III - CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DOS PROJETOS

 

1.    Relevância Acadêmica

1.1. Articulação do projeto de extensão com programa de extensão do Centro ou Departamento

1.2. Articulação das atividades de extensão propostas com o Projeto Pedagógico do Curso (PPC)

1.3. Articulação com o ensino (conteúdos de disciplinas, procedimentos metodológicos) e a pesquisa (produção e difusão de dados da realidade, subsídio dos dados para a intervenção)

1.4. Articulação das áreas do conhecimento na consecução do projeto, por meio da interdisciplinaridade

1.5. Participação do corpo docente do Centro ou Departamento, além do coordenador

1.6. Fundamentação conceitual e metodológica

2.    Relevância Social

2.1. Articulação do projeto com as necessidades e as demandas provenientes da sociedade e grupos

2.2. Participação e engajamento da população/grupos participantes

2.3. Vínculo claro dos objetivos e metas com a população participante

2.4. Grau de vulnerabilidade da população participante

2.5. Objetivos dirigidos a empoderar os participantes

3.    Viabilidade de execução do projeto

3.1. Objetivos específicos bem formulados e vinculados com metas

3.2. Coerência entre os objetivos e metas e a estratégia/atividades propostas

3.3. Mecanismos e formas de monitoramento e avaliação bem estabelecidos

3.4. Consistência do plano e cronograma de atividades

 

IV – ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO DOS PROJETOS

 

·         O desenvolvimento dos projetos será acompanhado pela Comissão de Extensão do Centro e pela Comissão de Monitoramento e Avaliação da PRAC.

·         Quaisquer mudanças ou adequações do conteúdo do projeto aprovado deverão ser comunicadas por escrito à Assessoria de Extensão do Centro e à COPAC/PRAC.

·         O coordenador é responsável pela atualização dos dados no SIGProj.

 

V - SELEÇÃO DOS BOLSISTAS

 

·         Poderão se inscrever alunos que estejam regularmente matriculados na UFPB, nos cursos de graduação e técnicos de nível médio, e com o CRE igual ou superior a 6,0 (seis). A exigência do semestre ou ano que o aluno deve estar cursando dependerá dos requisitos explicitados pela coordenação do projeto.

·         A frequência do bolsista será encaminhada pelo Coordenador do projeto à Assessoria de Extensão do Centro até o dia 25 de cada mês, que, por sua vez, a remeterá à COPAC/PRAC até o dia 30 (o não envio no prazo implicará a suspensão do pagamento da bolsa).

·         O bolsista que não corresponder às normas do programa será desligado do projeto pela Assessoria de Extensão por proposição do Coordenador, a qualquer tempo.

·         A substituição do bolsista só será permitida até o 4º mês de execução do PROBEX. A inserção de novo bolsista no projeto, após esse prazo, só poderá ser feita via processo administrativo específico para esse fim, após análise de mérito da questão.

·         A apresentação, pelo bolsista, do relatório final das atividades realizadas (SIGProj) e a participação no encontro anual de extensão da UFPB (ENEX) são obrigatórios e fazem parte da avaliação dos projetos.

Os casos omissos serão decididos pela Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários – PRAC, ouvido o Comitê Assessor de Extensão.

 

João Pessoa, 09 de março de 2012

 

Fernando Augusto Medeiros da Silva

Coordenador/COPAC

Lúcia de Fátima Guerra Ferreira

Pró-Reitora/PRAC

 

 

 

ANEXO I - DA AVALIAÇÃO POR PARES

 

O processo atenderá às seguintes características:

a)    Cada proposta será avaliada por três pareceristas, que não poderão pertencer, na sua totalidade, ao mesmo Centro de que o proponente faz parte.

b)    A nota final atribuída a cada proposta será a média aritmética das notas atribuídas pelos três pareceristas.

c)    O direcionamento das propostas aos pareceristas será feito em consonância com as autoindicações de áreas temáticas indicadas durante o preenchimento do formulário de identificação simples. A identidade dos pareceristas será mantida em anonimato.

d)    A avaliação será realizada “on-line”, por meio do preenchimento de um formulário específico contendo os critérios listados neste Edital (aprovados pelo Comitê Assessor de Extensão). O endereço para preenchimento será enviado aos pareceristas juntamente com os projetos e respectivos documentos a serem analisados.

e)    Cada parecerista poderá analisar um mínimo de 3 (três) propostas, segundo a demanda e a sua experiência anterior em atividades de extensão.

f)    Com base nas notas dadas pelos pareceristas, os projetos serão classificados numa escala única de 0 a 10, desclassificando-se aqueles que não alcancem a nota mínima 6,0 (seis).

g)    O número de projetos selecionados com bolsa em cada Centro será determinado pelos projetos classificados acima do ponto de corte, tendo como limite o número máximo dado pela proporção de alunos do Centro respectivo.

h)    Se houver um excedente de bolsas em alguns Centros por seus projetos não terem alcançado a nota mínima, elas serão alocadas aos demais Centros com projetos classificados acima dessa nota, respeitando-se a classificação decrescente desses projetos.

 

 

***

 

Contatos:

3216-7071

avaliacaoprac@gmail.com