IFAC - Instituto Federal do Acre

EDITAL TESTE - teste ifac

INSTITUCIONALIZAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA E IMPLEMENTAÇÃO DE BOLSAS DO PROGRAMA DE PESQUISA INICIANTE NO PERÍODO 2012-2013 EDITAL PRPIP/IFAC Nº 01/2012



MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ACRE Rua Coronel José Galdino, 495, Bosque, Rio Branco/AC – CEP 69909-760 pren@ifac.edu.br INSTITUCIONALIZAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA E IMPLEMENTAÇÃO DE BOLSAS DO PROGRAMA DE PESQUISA INICIANTE NO PERÍODO 2012-2013 EDITAL PRPIP/IFAC Nº 01/2012 A Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (IFAC) torna público o presente Edital Integrado para a institucionalização de projetos de pesquisa em fase de desenvolvimento ou em implantação no IFAC e seleção de Projetos de Pesquisa para o Programa Pesquisador Iniciante do IFAC, que poderão receber bolsas de pesquisa conforme disponibilidade institucional e das agências de fomento. PREÂMBULO A continuidade das atividades de Pesquisa no IFAC é fundamental para a consolidação do Instituto Federal do Acre como Instituição que contribui para o avanço da Ciência e da Tecnologia com vistas ao desenvolvimento autônomo e sustentável do Estado. 1 PROPOSTA a) Institucionalizar projetos de pesquisa no âmbito do IFAC; b) Conceder bolsas de pesquisa em acordo com o quantitativo a ser disponibilizado pelo IFAC e pelas Agências de Fomento, de modo a consolidar a pesquisa científica no IFAC e contribuir para o desenvolvimento do Estado de Acre. As pesquisas deverão ser implantadas no Estado do Acre, nas áreas de atuação/interesses do IFAC e em obediência aos princípios éticos e legais. 1.1 Objetivos a) Contribuir para a formação científica de recursos humanos para a pesquisa; b) Contribuir para reduzir o tempo médio de permanência dos alunos na Instituição; c) Promover o desenvolvimento de metodologias e processos inovadores; d) Favorecer a comunicação científica no âmbito do IFAC. 1.1.1 Em relação aos orientadores: Estimular pesquisadores produtivos (professores e técnicos administrativos em educação) a orientarem estudantes dos cursos Técnicos de Ensino Médio, Subseqüente e Superior nas atividades científicas, tecnológicas, profissionais e artístico-culturais do IFAC. 1.1.2 Em relação aos bolsistas: Proporcionar ao bolsista, orientado por pesquisador qualificado, a aprendizagem de técnicas e métodos de pesquisa, bem como estimular o desenvolvimento do pensar cientificamente e da criatividade, decorrentes das condições criadas pelo confronto direto com os problemas de pesquisa. 1.2 Documentação requerida Os documentos necessários e suficientes para a implementação das atividades inerentes a este Edital estão especificadas no item 8. 2 ABRANGÊNCIA DA PROPOSTA 2.1 As bolsas de pesquisa, consideradas sua concessão pelas agências de fomento a partir dos editais públicos aos quais o IFAC concorrerá, serão de Iniciação Científica Junior – ICJ, Iniciação Cientifica – PIBIC e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação – PIBIT. 2.2 CARACTERIZAÇÕES DAS BOLSAS: As Bolsas de pesquisa disponibilizadas serão: a) Modalidade Ensino Médio: para alunos de curso técnico integrado ao Ensino Médio e Técnico Subsequente, Médio do IFAC; MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ACRE Rua Coronel José Galdino, 495, Bosque, Rio Branco/AC – CEP 69909-760 pren@ifac.edu.br b) Modalidade Graduação: para alunos de cursos de Graduação do IFAC (Licenciatura e Tecnólogos) 2.2.1 Bolsa de Iniciação Científica e Cientifica Júnior- ICJ Objetivo: Despertar vocação científica e incentivar talentos potenciais entre estudantes do ensino médio profissional da Rede Pública, mediante sua participação em atividades de pesquisa científica ou tecnológica, orientadas por pesquisador qualificado. 2.2.2 Bolsa de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação – PIBITI Objetivo: Estimular os jovens do ensino médio e superior nas atividades, metodologias, conhecimentos e práticas próprias ao desenvolvimento tecnológico e processos de inovação. 2.2.3 Cada orientador poderá submeter até dois (2) projetos, para modalidades de bolsas diferentes e orientar até dois (2) estudantes em cada modalidade de pesquisa: Ensino Médio ou Graduação. 2.2.4 As verbas de apoio à pesquisa serão disponibilizadas pelos Campi; 2.2.5 Em caso de internalização de recursos de fontes externas, a PRPIP encaminhará esses recursos nas vias institucionais para serem incorporados ao orçamento dos Campi; 2.2.6 Serão classificados os projetos que atingirem nota igual ou superior a setenta (70), de acordo com o item 7.1.1- Matriz de análise. 2.2.7 O projeto deverá indicar na primeira folha: 1- uma das duas modalidades de bolsa: Modalidade Ensino Médio Técnico ou Modalidade Graduação; 2- indicar se é projeto novo ou renovação; 3- em caso de projeto que não necessite de bolsa, apresentar essa informação também na primeira folha. 2.2.8 Os projetos institucionalizados serão divulgados no site do IFAC; 2.2.9 Os projetos serão ranqueados da maior nota para a menor nota; 2.2.10- O critério para a concessão de bolsas está assim definido: as bolsas do CNPq serão concedidas para os projetos com maior nota, respeitando a disponibilidade das mesmas; 3 PERÍODO DA CONCESSÃO As pesquisas terão vigência de um ano, iniciando em 1º de março de 2012 e encerrando em 28 de fevereiro de 2013, para todas as modalidades de bolsas previstas neste edital. 4 REQUISITOS E CONDIÇÕES 4.1 Para bolsas de Graduação: 4.1.1 Para o orientador do Projeto a) ser pesquisador(a) com titulação mínima de especialista, ou de perfil equivalente que tenha expressiva produção científica, tecnológica ou artístico-cultural recente, divulgada nos principais veículos de comunicação da área; b) somente poderão concorrer docentes ou técnicos em educação vinculados a grupo de pesquisa homologado pelo IFAC e disponibilizado no Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq. A cópia do extrato do grupo de pesquisa deverá ser impressa e entregue em anexo ao projeto; c) cada orientador poderá ter no máximo dois orientandos nessa modalidade de Bolsa; d) o Currículo Lattes cadastrado no CNPq do orientador deve estar atualizado e ser enviado em anexo ao projeto. 4.1.2 Para o aluno candidato a bolsista: a) estar regularmente matriculado no IFAC; b) apresentar toda a documentação exigida no ato do envio do projeto pelo orientador; c) dedicar-se às atividades de pesquisa por no mínimo 20 horas semanais; d) ser selecionado e indicado por pesquisador/coordenador do projeto de pesquisa beneficiado por quota desta modalidade de bolsa; e) executar o plano de atividades aprovado; f) apresentar os resultados parciais e finais da pesquisa, sob a forma de painel ou exposição oral, acompanhados de relatório, nos seminários de iniciação científica promovidos pela instituição. g) ter currículo atualizado na Plataforma Lattes cadastrado no CNPq; É vedada a indicação de candidatos para exercer atividades indiretas e que não estejam vinculadas à MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ACRE Rua Coronel José Galdino, 495, Bosque, Rio Branco/AC – CEP 69909-760 pren@ifac.edu.br pesquisa, como apoio administrativo ou operacional. 4.2 Para bolsas de Ensino Médio Técnico: 4.2.1 Para o orientador do Projeto a) ser pesquisador com titulação mínima de Especialista, ou de perfil equivalente que tenha expressiva produção científica, tecnológica ou artístico-cultural recente, divulgada nos principais veículos de comunicação da área, bem como vínculo institucional com o IFAC; b) cada orientador pode ter apenas dois alunos nessa modalidade de bolsa; c) O Currículo Lattes cadastrado no CNPq do orientador deve estar atualizado e ser enviado em anexo ao projeto. 4.2.2 Para o aluno candidato a Bolsa de Iniciação Científica -IC: a) estar regularmente matriculado em curso de Ensino Médio Técnico ou Subsequente do IFAC; b) apresentar toda a documentação exigida no ato do envio do projeto pelo orientador; c) dedicar-se às atividades de pesquisa por no mínimo 20 horas semanais; d) ser selecionado e indicado por pesquisador/coordenador do projeto de pesquisa beneficiado por quota desta modalidade de bolsa; e) executar o plano de atividades aprovado; f) apresentar os resultados parciais e finais da pesquisa, sob a forma de painel ou exposição oral, acompanhados de relatório, nos seminários de iniciação científica promovidos pela instituição. g) ter currículo atualizado na Plataforma Lattes cadastrado no CNPq; É vedada a indicação de candidatos para exercer atividades indiretas e que não estejam vinculadas à pesquisa, como apoio administrativo ou operacional. 4.3 Cancelamento de Bolsas e Substituição de Bolsistas 4.3.1 As bolsas podem ser suspensas e/ou canceladas mediante solicitação fundamentada pelo orientador, ou pela Coordenação de Pesquisa do IFAC, em caso de descumprimento das normas deste Edital, das normas do CNPq, de afronta à ética na pesquisa e na inovação e danos ao patrimônio público; 4.3.2 Os bolsistas excluídos não poderão retornar ao sistema na mesma vigência e nem pleitear nova Bolsa no Edital imediatamente subseqüente ao ocorrido; 4.3.3 Os orientadores que denegarem orientação, pedindo cancelamento de projeto de pesquisa aprovado não poderão pleitear nova bolsa no Edital imediatamente subsequente. 4.4 Cancelamento e Substituição de Orientador 4.4.1 a substituição de orientador de projeto de pesquisa somente será feita nos seguintes casos: a) por comprovada incapacidade física ou mental do mesmo; b) por transferência, demissão ou exoneração do serviço público do IFAC; c) por se encontrar julgado e condenado criminalmente mediante decisão transitada em julgado; d) por falecimento; 4.4.2 Caberá a Direção de pesquisa do Campus ao qual o projeto estiver vinculado providenciar, no prazo de 30 dias novo orientador (a) para a pesquisa; 4.4.3 Em caso de não haver no Campus professor apto a orientar a pesquisa, a orientação ficará sob responsabilidade da Direção de Pesquisa, Inovação e Pós-graduação do IFAC; 5 RECURSOS FINANCEIROS E BENEFÍCIOS 5.1 Os recursos financeiros disponibilizados pelos Campi ou agências de fomento à pesquisa serão utilizados especificamente para as despesas destinadas ao projeto; 5.2 Caberá aos Campi definir quais as despesas serão autorizadas para as pesquisas, bem como percentuais e valores que poderão ser gastos com cada projeto; 5.3 Os recursos serão solicitadas direta e exclusivamente ao Campus no qual o Projeto de Pesquisa será implementado; MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ACRE Rua Coronel José Galdino, 495, Bosque, Rio Branco/AC – CEP 69909-760 pren@ifac.edu.br 5.4 Em caso de internalização de recursos da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC) ou de agências de fomento para finalidade de pesquisa no IFAC, a Pró-reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação fará o gerenciamento desses recursos, aplicando-os de forma equânime em cada projeto, considerando os recursos solicitados. 6 - REQUISITOS PARA O PROJETO DE IMPLEMENTAÇÃO DE BOLSAS DE IC E ICJ A seguir indicam-se os itens obrigatórios para o projeto de pesquisa (de acordo com modelo em anexo). IDENTIFICAÇÃO Título, autores e local de origem e realização MODALIDADE DE BOLSA A QUE ESTÁ CONCORRENDO (PIBIC JR, PIBIT ou ICJ) RESUMO No máximo 300 palavras PALAVRAS- CHAVE Três palavras, separadas por ponto e vírgula, que representem o tema e a atividade do projeto. INTRODUÇÃO Apresentação do tema da pesquisa, com justificativa, histórico, revisão bibliográfica, e indicação da relevância científica e social); OBJETIVOS Geral e específicos MATERIAIS E MÉTODOS Descrever as fontes da pesquisa e os métodos e procedimentos para se chegar aos resultados esperados, descrever os riscos de realização da pesquisa METAS E ATIVIDADES Discriminar as etapas que serão desenvolvidas na pesquisa e as ações previstas para alcançar cada meta RESULTADOS ESPERADOS Descrever, qualificar e quantificar os resultados esperados CRONOGRAMA Descrever como o projeto será desenvolvido ao longo do tempo ORÇAMENTO Discriminar os recursos necessários para o desenvolvimento do projeto EQUIPE PARTICIPANTE Discriminar os pesquisadores envolvidos e as atividades que serão de responsabilidade de cada um REFERÊNCIAS discriminar apenas as referências bibliográficas utilizadas no projeto ANEXOS E APÊNDICES Colocar documentos imprescindíveis para a realização do projeto, tais como: licença ambiental, autorização para visitas em áreas específicas, autorização do conselho de ética, entre outros. 6.1 O projeto deverá ter entre 10 e 15 páginas, excetuando os anexos e apêndices. A numeração das páginas deverá ser feita desde a primeira lauda. 6.2 Poderá ser utilizado papel reciclado e a impressão poderá ser feita em frente e verso. 6.3 Em caso de projeto com mais de um orientando, deverão ser entregues planos de trabalhos específicos para cada um dos bolsistas, com a descrição das atividades que cada bolsista irá desenvolver, os objetivos e o cronograma das atividades e outras informações consideradas relevantes, de modo que cada orientando tenha claro as atividade específicas que dele se espera na pesquisa; MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ACRE Rua Coronel José Galdino, 495, Bosque, Rio Branco/AC – CEP 69909-760 pren@ifac.edu.br 6.4 São itens obrigatórios do Plano de Trabalho do Bolsista: Nº Itens Obrigatórios 1 Título do Projeto 2 Título do Plano de Trabalho 3 Nome do Orientador 4 Nome do Bolsista 5 Atividades que serão desenvolvidas 6 Resultados pretendidos 7 Cronograma 7 REFERÊNCIAS E CRITÉRIOS PARA A ANÁLISE DE PROJETO E DE CURRÍCULO 7.1 Critérios para a análise dos projetos de pesquisa: Nº Critérios 1 Relevância científica 2 Relevância metodológica 3 Formação de recursos humanos 4 Possibilidade de Inovação 5 Adequação às prioridades do IFAC 6 Possibilidade de Transferência dos produtos à sociedade 7 Adequação científica, metodológica e financeira 8 Exequibilidade científica, metodológica e financeira 9 Cronograma de execução dimensionado 10 Resultados dimensionados A equipe de avaliação dará nota variando de 0 a 100 e os projetos com somatório de nota inferior a 70 serão desclassificados para concessão de bolsa. 7.1.1 Matriz de análise Dimensão de análise Nota 0 a 100 Relevância científica Relevância metodológica Formação de recursos humanos Possibilidade de Inovação Possibilidade de Transferência dos produtos à sociedade Adequação as prioridades do IFAC Adequação científica, metodológica e financeira; Exequibilidade científica, metodológica e financeira; Cronograma de execução dimensionado; Resultados dimensionados Total MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ACRE Rua Coronel José Galdino, 495, Bosque, Rio Branco/AC – CEP 69909-760 pren@ifac.edu.br 7.2- Análise do currículo do Coordenador do projeto Titulação, publicação cientifica e projetos. 7.2.1 matriz de análise Item de análise Pontuação TITULAÇÃO Doutor 30 Mestre 25 Artigos publicados nos dois últimos anos Revistas internacionais 15 Revista nacional 10 Congresso Resumo Completo: 3,0 Congresso Resumo expandido 1,5 Congresso Resumo 0,5 Projetos aprovados nos dois últimos anos Pesquisa 10 Extensão 5,0 TOTAL 100 7.3 Os critérios de desempate são: a) melhor valor da matriz do Item 7.1.1. b) melhor valor da matriz do Item 7.2.1. 7.3.1 Ainda havendo empate os critérios adotados serão: a) a maior titulação terá peso diferenciado. b) tempo de atividade em Instituições de pesquisa. 7.4 Os pedidos de recursos ou re-consideração deverão ser encaminhados para a comissão de avaliadores, dentro do prazo definido no Item 12, constando todas as informações e as justificativas que embasam o pedido de re-avaliação. 8 DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA PEDIDO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO DE PESQUISAS E PARA SOLICITAÇÃO DE BOLSA 8.1 Documentação requerida para Institucionalização de Pesquisas: 8.1.1 Memorando de encaminhamento do projeto, em versão impressa, informando que se trata de pesquisa em fase de desenvolvimento ou implantação no Campus (informar nome do Campus) e requerendo sua institucionalização no âmbito do IFAC. O memorando deve informar também a data em que a pesquisa teve ou terá início, se conta com parceiros externos ao IFAC, via Convênio ou Termo de cooperação técnico-científico e se precisa ou não de bolsa de pesquisa. 8.1.2 Cópia impressa do Projeto de pesquisa de acordo com item 6; 8.1.3 Cópia do Currículo Lattes cadastrado no CNPq do Coordenador e dos pesquisadores envolvidos na pesquisa; 8.1.4 Cópia de aceite do projeto pelo CNPq ou outra agência de fomento, caso o projeto receba recursos de fontes externas; 8.1.5 Cópia do Plano de Trabalho a ser desenvolvido pelo bolsista, em caso de projeto que requeira bolsa de pesquisa e cópia dos documentos pessoais listados no item 2 do tópico 9.2; 8.1.6 Cópia do Parecer Favorável do Comitê de Ética em Pesquisa e Inovação da UFAC e Hospital das Clínicas, em caso de pesquisa que envolva seres humanos; 8.1.7 O encaminhamento de projeto de pesquisa para análise pelo Comitê de Ética em Pesquisa e Inovação deverá apresentar os itens solicitados pelo Regulamento desse Comitê, apresentados no Capítulo II, bem como, obedecer a ordem de tramitação estabelecida no Regimento do CEPI/UFAC. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ACRE Rua Coronel José Galdino, 495, Bosque, Rio Branco/AC – CEP 69909-760 pren@ifac.edu.br 8.2 Documentação requerida para Solicitação de Bolsa 8.2.1 Cópia impressa do Projeto de pesquisa de acordo com item 6; 8.2.2 Cópia de documentos pessoais do bolsista: RG, CPF e Dados de Conta Bancária Corrente no Banco do Brasil. A conta bancária deve ser nominal e individual ao bolsista, não sendo aceitas contas conjuntas. A PRPIP não se responsabiliza por informações erradas ou incompletas ou por contas correntes inativas, cabendo ao bolsista procurar seu gerente ou a Receita Federal para sanar eventuais problemas; 8.2.3 Plano de trabalho(s) do bolsista(s); 8.2.4 Cópia do Currículo Lattes cadastrado no CNPq do Coordenador; 8.2.5 Cópia do Currículo Lattes cadastrado no CNPq do Bolsista; 8.2.6 Termo de Compromisso do Bolsista concordando com o desenvolvimento das atividades do projeto e do plano de trabalho. O termo de Compromisso do bolsista deve ser assinado pelo mesmo e entregue à PRPIP em duas vias; 8.2.7 Cópia do Parecer Favorável do Comitê de Ética em Pesquisa e Inovação do IFAC, em caso de pesquisa que envolva seres humanos. 8.3 Das Inscrições 8.3.1 As inscrições podem ser feitas via e-mail no endereço eletrônico pesquisa.iniciante@ifac.edu.br ou protocolado junto as direção de Ensino, Pesquisa e Extensão ou ainda diretamente na PRPI; 8.3.2 As inscrição serão realizadas sem cobranças de taxas; 8.3.3 A entrega dos documentos definidas neste edital poderá ser feita pelo candidato ou por intermédio de procurador, que deverá apresentar procuração por instrumento publico ou particular (sem necessidade de registro em cartório) e documento de identidade. Serão, ainda, admitidas inscrições via e-mail (documentos preenchidos, assinados e escaneados) enviados como “anexo” em formato PDF; 8.3.4 Não serão aceitos pedidos de inscrição via fax; 8.3.5 Não serão considerados, para efeito da analise das inscrições, os pedidos impressos, bem como os e-mails enviados com a documentação IMCOMPLETA ou condicional, ou, fora do prazo estabelecido, uma vez que a efetivação da inscrição dependerá da prévia apresentação de todos os documentos exigidos na seleção; 8.3.6 O preenchimento dos formulários é de inteira responsabilidade do candidato e deverá ser feito de acordo com as instruções fornecidas no edital. Não será admitido pedido de retificação após o termino das inscrições; 8.3.7 O descumprimento de qualquer das disposição contidas no edital implicará na não efetivação da inscrição e eliminação do candidato. 8.3.8 O candidato no ato da inscrição declara estar de acordo com todas as normas e condições deste edital, não sendo aceitas posteriores reclamações sobre o desconhecimento da disciplina do concurso. 9 FLUXO DE ANÁLISE DA DOCUMENTAÇÃO 9.1 A avaliação de documentação de acordo com item 9; 9.2 A avaliação de mérito do projeto de acordo com o item 8.1.1 9.3 Avaliação do currículo do Coordenador do projeto de acordo com o item 8.1.2 9.4 A ausência de qualquer dos documentos implica a interrupção e o cancelamento da análise. 9.5 O não atendimento aos prazos estabelecidos no item 13 implica na interrupção e no cancelamento da análise. 10 EQUIPE PARA A ANÁLISE DAS SOLICITAÇÕES DE BOLSAS DE PESQUISADOR INICIANTE 10.1 A comissão de análise será composta pelo Comitê de Pesquisa do IFAC e por Consultores Externos. Essa equipe será a responsável pelas análises das solicitações baseadas exclusivamente nos critérios desse Edital. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ACRE Rua Coronel José Galdino, 495, Bosque, Rio Branco/AC – CEP 69909-760 pren@ifac.edu.br 10.2 Entende-se por consultor externo um Pesquisador de comprovada capacidade científica, Técnica e integrante de outra Instituição de Pesquisa. 11 DOS RELATÓRIOS DAS PESQUISAS 11.1 Os relatórios das pesquisas deverão ser entregues semestralmente ou sempre que solicitados pela PRPIP; 11.2 Os relatórios deverão ser entregues em formulários próprios, a serem disponibilizados eletronicamente pela PRPIP para os orientadores das pesquisas; 11.3 Uma cópia do relatório deverá ser enviada à PRPIP, preferencialmente por meio eletrônico (e-mail) e uma cópia deverá ficar arquivada em cada Campus; 11.4 O e-mail da PRPIP para envio de relatórios e solicitação de informações é pesquisa.iniciante@ifac.edu.br. 12 DOS SEMINÁRIOS DE PESQUISA 12.1 O seminário de pesquisa é um momento de comunicação científica, socialização do conhecimento produzido pelos pesquisadores e uma exigência do CNPq; 12.2 A PRPIP poderá organizar seminários parciais e final, com vistas à divulgação e reflexão sobre as pesquisas; 12.3 Cada Campus poderá realizar seminários internos de pesquisa; 13 CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO DAS ATIVIDADES PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE BOLSA DE PESQUISADOR INICIANTE Atividade Período Lançamento de edital 05 de janeiro de 2012 Período de Inscrição 09 de janeiro de 2012 a 09 de fevereiro de 2012 Homologação das inscrições 13 de fevereiro 2012 Análise dos projetos 14 de fevereiro a 17 de fevereiro de 2012 Resultados das análises 20 de fevereiro de 2012 Recurso 21 a 22 de fevereiro de 2012 Análise dos recursos 23 de fevereiro de 2012 Resultado final 23 de fevereiro de 2012 Institucionalização das pesquisas e Distribuição/Implantação das bolsas disponíveis 24 a 29 de fevereiro de 2012 14 ACOMPANHAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DOS PROJETOS Os projetos serão acompanhados de acordo com os itens a seguir e em data adequada ao calendário acadêmico do IFAC. Atividade Período Apresentação de Relatório parcial de atividades Agosto de 2012 Relatório ou Artigo final das atividades Novembro de 2012 Apresentação dos resultados em seminários, congressos e demais Setembro de 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ACRE Rua Coronel José Galdino, 495, Bosque, Rio Branco/AC – CEP 69909-760 pren@ifac.edu.br eventos científicos Publicações (livros e artigos em periódicos) Janeiro de 2013 15 DISPOSIÇÕES FINAIS Os casos omissos serão encaminhados à apreciação do Conselho de Pesquisa, Inovação e Pós-graduação do IFAC e as pesquisas que demandarem participação de seres humanos deverão ser submetidas a apreciação do Comitê de Ética em Pesquisa e Inovação da UFAC ou HC, só podendo ser realizadas no âmbito do IFAC a partir da autorização desse Comitê. Rio Branco, 05 de janeiro de 2012. (original assinado) Luís Pedro de Melo Plese Pró-Reitor de Pesquisa, Inovação e Pós-graduação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ACRE Rua Coronel José Galdino, 495, Bosque, Rio Branco/AC – CEP 69909-760 pren@ifac.edu.br Anexo A- ITENS REQUERIDOS PARA O PROJETO DE PESQUISA (ANEXO AO EDITAL N. 07/PRPIP/IFAC/2011) Os projetos de pesquisa deverão ter entre 10 e 15 páginas, excetuados os anexos e apêndices e serem enviados eletronicamente para o e-mail pesquisa.iniciante@ifac.edu.br e em papel para a Pró-reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação do IFAC, via comunicação institucional (malote). IMPORTANTE: Anexar a cada projeto: o plano de trabalho de cada aluno candidato a bolsista, cópia do CPF, do Currículo Lattes cadastrado no CNPq e N. de Conta Corrente e de Agência Bancária do Banco do Brasil. IDENTIFICAÇÃO: Título, autores, Campus ao qual está vinculado e local onde a pesquisa será realizada. MODALIDADE DE BOLSA QUE ESTÁ PLEITEANDO: PROJETO NOVO ( ) RENOVAÇÃO ( ) RESUMO: no máximo 300 palavras. PALAVRAS CHAVES: expressões que representem o tema e a atividade do projeto. Recomenda-se o uso de três (3). INTRODUÇÃO: apresentação da proposta, com justificativa, histórico, revisão bibliográfica, relevância científica e social; OBJETIVOS (geral e específicos): MATERIAIS E MÉTODOS: descrever as fontes da pesquisa e os métodos e procedimentos para se chegar aos resultados esperados, descrever os riscos de realização da pesquisa. METAS E ATIVIDADES: discriminar as etapas que serão desenvolvidas na pesquisa e as atividades dentro de cada meta. RESULTADOS ESPERADOS: descrever, qualificar e quantificar os resultados esperados. CRONOGRAMA: Descrever como o projeto será desenvolvido ao longo do tempo. ORÇAMENTO: Discriminar os recursos necessários para o desenvolvimento do projeto. EQUIPE PARTICIPANTE: Discriminar os pesquisadores envolvidos e as atividades que serão de responsabilidade de cada um. REFERÊNCIAS: discriminar apenas as referências bibliográficas utilizadas no projeto. APÊNDICES E ANEXOS: quando houver. AUTORIZAÇÕES DE COMITÊ DE ÉTICA E DEMAIS AUTORIZAÇÕES DE ÓRGÃOS COMPETENTES: quando for o caso, ex. licença para realizar estudos em reserva legal, com pacientes clínicos, seres humanos, entre outros. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ACRE Rua Coronel José Galdino, 495, Bosque, Rio Branco/AC – CEP 69909-760 pren@ifac.edu.br ANEXO B- MODELO DE PLANO DE TRABALHO DO BOLSISTA (ANEXO AO EDITAL N.07PRPI/IFAC/2011) Título do Projeto: Título do Plano de Trabalho: Nome do Orientador: Nome do Bolsista: Atividades que serão desenvolvidas: Resultados pretendidos: Cronograma mês a mês das atividades que serão desenvolvidas: (o cronograma deve se iniciar em março de 2012 e terminar em fevereiro de 2013)