UFPE - Universidade Federal de Pernambuco

2012-PROEXT-UFPE-PIBEX-INTERIORIZAÇÃO - 2012-PROEXT-EDITAL PARA BOLSAS DE INICIAÇÃO À EXTENSÃO – PIBEX 2012 – INTERIORIZAÇÃO

Edital para Bolsas de Iniciação à Extensão – PIBEX 2012 e de apoio financeiro a Projetos de Extensão para o período 2012, a serem executados nos municípios localizados na Zona da Mata, Agreste e Sertão do Estado de Pernambuco.  



           
 

EDITAL PARA BOLSAS DE INICIAÇÃO À EXTENSÃOPIBEX 2012 – INTERIORIZAÇÃO

 

 

A Pró-Reitoria de Extensão – PROEXT - torna público o Edital para Bolsas de Iniciação à Extensão – PIBEX 2012 e de apoio financeiro a Projetos de Extensão para o período 2012, a serem executados nos municípios localizados na Zona da Mata, Agreste e Sertão do Estado

de Pernambuco.

 

1. Objetivos

1.1    Apoiar projetos desenvolvidos em municípios da zona da Mata, Agreste e Sertão do Estado;

1.2    Fortalecer as ações de interiorização da extensão;

1.3    Apoiar projetos desenvolvidos no Programa UFPE & Políticas Públicas: Diálogos com os Municípios, em parceria com

         representações do poder local dos Municípios, em ações de complementaridade a programas integrantes de políticas públicas

         locais, regionais e/ou nacionais;

1.4    Apoiar ações que contribuam para a inclusão sócio-produtiva com vistas ao desenvolvimento local e/ou regional;

 

2.   Áreas Programáticas e Temas 

O projeto deverá contemplar uma das áreas programáticas propostas pela PROEXT nas temáticas previstas no Plano Nacional de Extensão - PNE, conforme quadro a seguir:

 

Áreas programáticas propostas

pela PROEXT/UFPE

Áreas temáticas previstas no PNE

UFPE & Políticas Públicas

Saúde, educação, meio ambiente, direitos humanos e justiça, trabalho, comunicação; ciência e tecnologia; desenvolvimento local/regional; inclusão sócio-produtiva; atenção a grupos vulneráveis (Idosos, portadores de necessidades especiais, negros, índios, crianças e adolescentes em situação de risco, mulheres).

UFPE & Movimentos Sociais

 

Capacitação e qualificação de recursos humanos e de lideranças de movimentos sociais; produção e difusão de material educativo; tecnologias sociais e economia solidária.

UFPE & Educação Inclusiva

e Formação Permanente

 

Formação continuada de professores da rede pública de ensino fundamental e médio; formação e/ou qualificação de jovens, lideranças, gestores e/ou trabalhadores para o mundo do trabalho; capacitação e qualificação de recursos humanos e de gestores públicos; difusão e divulgação das ciências; educação à distância.

Interação UFPE | Empresas

Empreendedorismo; empresas juniores; inovação tecnológica; pólos tecnológicos; tecnologia e produção; desenvolvimento de produtos.

UFPE & Políticas Culturais

Desenvolvimento de cultura; difusão e preservação cultural – memórias/patrimônios e acervos; cultura de paz; apoio aos pontos de cultura instalados no Estado.

 

 

3. Diretrizes Gerais

O Projeto proposto deverá atender às seguintes condições:     

3.1.     Ser apresentado por professor ou técnico de nível superior, vinculado ao quadro ativo permanente da UFPE; ou por docentes ou técnicos administrativos de nível superior aposentados, regidos pela resolução 09/2007.

3.2.     Ser aprovado pelo Órgão Colegiado do Departamento ou pela Direção, em caso de Núcleo ou Órgão Suplementar;

3.3.     Ter apresentado os relatórios parcial e final das atividades desenvolvidas em 2011, em casos de pedidos de renovação;

3.4.     Cada coordenador poderá submeter apenas 01 (um) projeto, e optar pelo EDITAL PROEXT (01) 2012 – BEX GRANDE RECIFE ou EDITAL PROEXT (02) 2012 – BEX INTERIORIZAÇÃO, com solicitação de bolsa e/ou recursos.

 

4.      Inscrição das Propostas

4.1.      As propostas deverão ser elaboradas via Internet pelo SIGPROJ - disponibilizado no endereço eletrônico http://sigproj1.mec.gov.br;

4.2.      Os proponentes devem observar, rigorosamente, o envio das propostas a PROEXT, exclusivamente, pelo SIGPROJ;

4.3.      Todas as propostas deverão ser analisadas e aprovadas, nas instâncias previstas pela UFPE, no caso, Departamentos ou Núcleos e Coordenações Setoriais de Extensão, antes do seu envio à Pró-Reitoria de Extensão;

4.4.      A ata da aprovação interna da proposta, em formato PDF, deverá ser anexada e enviada via SIGPROJ, juntamente com a proposta;

4.5.      Será aceita, no momento da inscrição, a declaração ad referendum em pdf, que deverá ser substituída  pela ata de aprovação do Pleno  quando da aprovação no edital;

4.6.      Em caso de propostas submetidas à renovação o relatório final do período 2011 também deverá ser anexado, em formato PDF;

4.7.      Os recursos (material de consumo, serviços de pessoas jurídicas, diárias, passagens, e locação de veículos) e/ou bolsas

            deverão ser informados através de planilha específica disponibilizada no site da PROEXT e anexada a proposta;

             OBS: No preenchimento da proposta responder NÃO a pergunta referente ao envolvimento de recursos financeiros.

4.8.      As propostas devem ser transmitidas pelo SIGPROJ ao MEC até as 23 horas e 59 minutos, horário de Brasília, da data limite de submissão de propostas;

4.9.      O responsável pelo envio receberá, imediatamente após o envio, um recibo eletrônico de protocolo da sua proposta enviada;

4.10.    Não serão aceitas propostas enviadas por qualquer outro meio, tampouco após o prazo final definido no item 4.8, deste edital;

4.11.    A PROEXT não se responsabilizará por propostas não recebidas em decorrência de eventuais problemas técnicos e congestionamento das linhas de comunicação;

4.12.    Serão desclassificadas todas as propostas dos órgãos que não cumprirem as condições acima.

 

5. Dos limites do financiamento e itens financiáveis

O presente Edital prevê a concessão de bolsas e a aplicação de recursos financeiros, considerando-se os seguintes critérios de distribuição:

5.1.     Contemplar, por ordem de classificação, propostas enquadradas nas áreas programáticas da PROEXT, respeitado o limite máximo de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) e até duas (02) bolsas por projeto;

5.2.     Serão financiáveis os elementos de despesa, desde que os mesmos estejam comprovados e estritamente vinculados à execução das atividades e sustentados nas definições metodológicas da proposta de acordo com a planilha;

5.3.    Há possibilidade, durante o processo de análise, de ocorrer solicitações de ajustes no plano de aplicação de recursos.            

 

6. Dos Critérios de Análise e Julgamento das Propostas

 

6.1.  Caberá à PROEXT e à Câmara de Extensão, a análise e o julgamento das propostas, obedecendo às seguintes etapas:

·          Análise Técnica: etapa preliminar e eliminatória, realizada pela equipe técnica da PROEXT, a qual procederá à análise formal das propostas em consonância às exigências definidas no presente edital;

·          Análise de Mérito: será realizada por consultores ad hoc cadastrados na PROEXT e pela Câmara de Extensão.

 

 6.2.  Os projetos serão selecionados, por ordem de classificação, considerando a clareza e a coerência da proposta de atividade, com base nos seguintes critérios/pontuação:

         Critérios de Análise e Julgamento

Critérios

Pontuação Máxima

1. Relevância Acadêmica-Articulação das atividades de extensão propostas com o ensino e/ou com a pesquisa, explicitando os impactos técnico-científico, pessoal e social na formação dos alunos, sistematização e comunicação dos trabalhos a serem produzidos (relatórios, recursos didáticos, artigos e outros).

 

3,0

2. Interdisciplinaridade e transdisciplinaridade da proposta-Proposta integradora, com envolvimento de, no mínimo, 02 áreas do conhecimento, caracterizada pela interação de modelos e conceitos, com consistência teórica, metodológica e operacional, envolvendo professores, técnicos e alunos de 02 ou mais cursos/departamentos/órgãos suplementares.

 

2,0

 

3. Alcance Social da Proposta-Compromisso com ações voltadas para a superação das desigualdades sociais e/ou melhoria da qualidade de vida de segmentos em situação de vulnerabilidade social; A explicitação do alcance social da proposta está representada neste item com a especificação do público direto e indireto a ser beneficiado pelo projeto.

2,0

 

4. Articulação e envolvimento de outros parceiros-Projeto envolvendo outros segmentos da sociedade (órgãos governamentais, sociedade civil, movimentos sociais, instituições de ensino, empresas privadas) e/ou Órgãos Suplementares da UFPE, com ou sem contrapartida financeira externa (recursos de convênios, editais, parcerias) e/ou outros apoios. 

1,5

 

5. Viabilidade do projeto-Coerência e adequação da proposta quanto à problemática, aos objetivos, metodologia, atividades e resultados esperados; adequação do orçamento para alcance dos objetivos; adequação do cronograma físico; explicitação dos indicadores descritores do impacto das ações previstas e sistemática de avaliação.  

1,5

 

TOTAL

10

 

Nota:

a.   A pontuação final de cada proposta será dada pelo somatório dos resultados para cada item;

b.   Será considerado como critério de desempate a pontuação maior nos itens 3 e 4;

c.    Será desclassificado o projeto que obtiver ZERO em qualquer dos itens e não atingir a pontuação total mínima de 5,0 (cinco);

d.   Não caberá reconsideração de recurso à decisão da Câmara de Extensão.

       

       

7. Dos Procedimentos e Obrigações

7.1.   O coordenador de projeto submetido será considerado parecerista ad hoc de, no mínimo, três (3) propostas deste edital e avaliador do ENEXT;

7.2.   Os bolsistas deverão apresentar com aprovação do orientador, obrigatoriamente, os resultados finais e/ou parciais do Projeto, sob forma de painel e/ou exposição oral, no Encontro de Extensão (ENEXT) da UFPE;

7.3.   A bolsa de extensão terá a duração de dez (10) meses com vigência de março de 2012 a dezembro de 2012;

7.4.   É obrigatória a apresentação de Relatório Parcial até o dia 10 de agosto de 2012, e do Relatório Final até o dia 10 de janeiro de 2013;

7.5.   Para concorrer ao edital PROEXT/UFPE do ano seguinte, o coordenador terá que estar quite com as exigências do item 3.3;

7.6.   O aluno indicado como bolsista deverá:

a)   Estar matriculado regularmente em curso de graduação da UFPE;

b)   Disponibilizar no mínimo 12 horas/semanais às atividades do projeto;

c)    Não ter reprovação não-recuperada em seu histórico escolar;

d)   Não possuir, na vigência da bolsa, vínculo empregatício ou outra modalidade de bolsa, excetuada a Bolsa de Manutenção Acadêmica, do DAE/PROACAD;

 

7.7. O aluno não contemplado com bolsa poderá participar do Projeto, na qualidade de voluntário, desde que haja autorização do coordenador explicitada no Termo de Compromisso do estudante voluntário, indicando a sua adesão ao Programa de Iniciação

        à Extensão.

 

 

8. Calendário

        

Itens

Prazos

Lançamento do Edital

10 de janeiro de 2012

Inscrição eletrônica das propostas no SIGPROJ

Até 18 de março de 2012 às 23h59 h

Divulgação dos resultados

Até 25 de março de 2012  

Encaminhamento à PROEXT da documentação do(s) bolsista (s) selecionado (s)

Até 30 de março de 2012

Apresentação do Relatório Parcial

10 de agosto de 2012

Apresentação do Relatório Final

10 de janeiro de 2013

 

 

·        Informações adicionais poderão ser obtidas na Coordenação de Gestão da Extensão da PROEXT pelos telefones: (81) 2126-8134 e

       2126-8609 ou por correio eletrônico pelo endereço: sigproj.proext@ufpe.br;

·        Câmara de Extensão reserva-se o direito de resolver casos omissos e situações não previstas no presente Edital.

 

 

Recife,  10   de janeiro de 2012.

 

 

Prof. Edilson Fernandes de Souza

Pró-Reitor de Extensão da UFPE

 

Prof. Edilson Fernandes de Souza

Pró-Reitor de Extensão da UFPE