UESB - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Extensão 2010 (Sem ônus) - Cadastro de Projetos de Extensão 2010

Cadastramento de Projetos de Extensão Sem Ônus 2010. Todas as atividades de Extensão da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, devem ser submetidas a apreciação e aprovação do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão - Resolução CONSEPE 09/90



Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB
Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários – PROEX

Credenciada pelo Decreto Estadual N.o 7.344, de 27.05.1998


EDITAL PARA PROJETOS SEM ÔNUS

                              
O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTEDA BAHIA - UESB, no uso de suas atribuições legais, em conformidade com a Lei Estadualno 7.176, de 10/09/1997, e com o Decreto no 1931/1988, observando as disposições da
Resolução no 09/90, alterada pelas Resoluções nos. 10/1995 e 34/2005, do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão – CONSEPE e Resolução no 10/1999 do Conselho Universitário – CONSU, torna público que estarão abertas as inscrições aos interessados desta Universidade para a apresentação de atividades extensionistas contínuas e esporádicas, por intermédio da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários - PROEX, nas áreas de Comunicação; Cultura e História; Direitos Humanos e Justiça; Educação e Desenvolvimento Social; Meio Ambiente e Sustentabilidade; Saúde; Tecnologia e Produção; Trabalho e Políticas Públicas, a serem contempladas com financiamento interno em 2010, de acordo com o que estabelece o presente Edital.

1. DOS CONCEITOS GERAIS
1.1. A extensão é uma prática acadêmica que se desdobra em processos educativo, cultural e científico, constituindo-se como um conjunto de ações sistemáticas e interativas, que viabiliza o pleno exercício da cidadania. É o princípio mediador capaz de operacionalizar a inter-relação teoria/prática ao se estender atuante na via efetiva da Universidade com a sociedade.
1.2. A Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários – PROEX toma como parâmetro a indissociabilidade de ensino, pesquisa e extensão, e busca compartilhar, por meio dos trabalhos realizados, a reflexão necessária para a instauração de uma prática acadêmica mútua de ensino-aprendizagem.
1.3. A extensão relaciona-se com o ensino e a pesquisa no que se refere à:
a) transformação no processo pedagógico, apresentando situações de desafio e diferentes metodologias;
b) produção de conhecimento que favorece a elaboração de uma nova cultura acadêmica.

2. DOS OBJETIVOS
2.1. Geral:
2.1.1 Financiar, total ou parcialmente, ações de extensão classificadas em: programa, projeto, curso e evento, em conformidade com o item 3 do presente Edital, capazes de partilhar com a Sociedade as conquistas e os benefícios advindos das atividades acadêmico - científicas e tecnológicas geradas ou reconhecidas pela UESB, bem como garantir um elo permanente entre estas, de forma a permitir que a Educação seja a principal mola propulsora dos processos desencadeadores das transformações críticas na Sociedade.
2.2. Específicos:
2.2.1 Fomentar a realização de ações integradas de ensino, pesquisa e extensão;
2.2.2 Apoiar e estimular propostas de extensão, especialmente as de caráter inovador;
2.2.3 Democratizar o conhecimento acadêmico;
2.2.4 Estimular a interdisciplinaridade;
2.2.5 Incentivar práticas acadêmicas que contribuam para o desenvolvimento regional;
2.2.6 Contribuir para a transformação social da comunidade alvo;
2.2.7 Contribuir para o processo de formação acadêmica e cidadã do estudante;
2.2.8 Apoiar financeiramente o aluno com bolsa de extensão (recurso financeiro concedido a um estudante pelo desempenho de atividades vinculadas a um projeto ou programa extensionista);
2.2.9 Apoiar com financiamento interno as propostas de extensão.

3. DA TERMINOLOGIA
Para fins de padronização terminológica, as seguintes definições devem ser utilizadas:
3.1. Programa – Conjunto articulado de projetos e outras ações de extensão (cursos, eventos, prestação de serviços), preferencialmente integradas a atividades de pesquisa e ensino. Tem caráter orgânico-institucional, clareza de diretrizes e orientação para um objetivo comum.
3.2. Projeto – Ação processual e contínua de caráter educativo, social, cultural, científico ou tecnológico, com objetivo específico, desenvolvido de forma sistêmica durante a vigência do Edital.
3.2.1. Para ter caráter contínuo, o Projeto deve abranger atividades de complementação permanente entre a Universidade e a Sociedade, requerendo a constante orientação e interação do Projeto com o público-alvo.
3.2.2. O Projeto pode estar vinculado a um programa (forma processual) ou ser registrado como “Projeto não vinculado a programa” (Projeto isolado).
3.3. Curso – Ação esporádica, pedagógica, de caráter teórico e/ou prático, presencial ou à distância, planejada e organizada de modo sistemático. Serão caracterizados como cursos somente aqueles que possuírem uma carga horária mínima de 16 (dezesseis) horas, tendo uma freqüência mínima de 75% (setenta e cinco por cento).
3.3.1. As ações dessa natureza com menos de 16 horas devem ser classificadas como “evento”.
3. 4. Evento – Ação esporádica que implica na apresentação e/ou na exibição pública, livre ou com clientela específica, do conhecimento ou do produto cultural, artístico, esportivo, científico e tecnológico desenvolvido, conservado ou reconhecido pela Universidade.

4. DAS PROPOSTAS ELEGÍVEIS
4.1. Serão elegíveis as propostas extensionistas aprovadas pelos Departamentos e/ou Instâncias Competentes, que cumprirem os procedimentos acadêmico–administrativos da Instituição.
4.2. Somente poderão ser reapresentadas propostas a este Edital, e participar do processo de análise e julgamento, as que não estejam em débito de apresentação de relatórios de atividades anteriores ou qualquer outra pendência com a Pró-Reitoria.
4.2.1. Toda atividade de extensão aprovada pela Câmara de Extensão do CONSEPE deverá apresentar relatório.
4.2.2. As atividades de extensão com financiamento exclusivamente externo apresentarão relatório financeiro na data estipulada pela agência de fomento.
4.3. O Comitê de Extensão poderá re-classificar a proposta como Programa, Projeto, Curso e a abrangência do Evento.
4.4. As propostas deverão ser elaboradas via internet pelo SigProj, que será disponibilizado no endereço: http://sigproj.mec.gov.br, devendo ser apresentada à PROEX uma via impressa devidamente assinada pelo proponente e Departamentos e/ou Instâncias Competentes.
4.5. O recibo eletrônico de protocolo gerado no envio da proposta deverá ser anexado à via impressa encaminhada à PROEX/GEAC.
4.6. Todas as ações devem ser apresentadas com cronograma físico e, em caso de financiamento, cronograma financeiro de aplicação de recursos.
4.7. Caberá à PROEX/GEAC devolver aos setores proponentes as atividades que não satisfaçam i