UEMS - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Edital 039/2009-PROEC/UEMS - EDITAL N 039/2009 PROEC/UEMS

Este edital no possui texto de chamada.



UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL
PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS.
 
EDITAL N° 039/2009 PROEC/UEMS
 
EDITAL DE SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE AÇÕES DE EXTENSÃO
PRÉ-REQUISITO PARA A PARTICIPAÇÃO NO PROJETO RONDON NACIONAL - OPERAÇÃO RONDON CENTRO-NORDESTE, VERÃO 2010
 
 
1 -  Lançamento do Edital pela UEMS
09 set. 2009
2 -  Encaminhamento de propostas via SIGProj
Até 24 set. 2009
3 -  Encaminhamento de propostas via malote da UEMS
Até 25 set. 2009
4 -  Análise das propostas
Até 8 out. 2009
5 -  Divulgação das propostas selecionadas por Unidade Universitária
A partir de 9 out. 2009
6 -  Desenvolvimento das ações de extensão nas Unidades Universitárias  
19 out. a 27 nov. 2009
7 -  Relatório Final dos projetos desenvolvidos nas Unidades
Até 04 dez. 2009
8 -  Divulgação da(s) equipe(s) selecionada(s) para a o Projeto Rondon Nacional - Operação Centro-Nordeste - verão 2010
Até 11 dez. 2009
9 -  Preparação da(s) equipe(s) selecionada(s) para a Operação Centro-Nordeste - verão 2010
21 dez. 2009 a
15 jan. 2010
10 -    Deslocamento das equipes para os Estado de Goiás
22 jan. 2010
11 -    Retorno das equipes do Estado de Goiás
06 fev. 2010
12 -    Deslocamento das equipes para o Estado de Tocantins  
23 jan. 2010
13 -    Retorno das equipes do Estado de Tocantins
07 fev. 2010
14 -    Deslocamento das equipes para o Estado da Bahia
15 jan. 2010
15 -    Retorno das equipes do Estado da Bahia
31 jan. 2010
16 -    Deslocamento das equipes para o Estado de Alagoas
16 jan. 2010
17 -    Retorno das equipes do Estado de Alagoas
01 jan. 2010
18 -    Entrega do relatório individual dos rondonistas à PROEC/UEMS
Até 12 de fev. 2010
 

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
Pró-reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários.
Divisão de Extensão
 
EDITAL N° 039/2009 PROEC/UEMS
 
 
A Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários no uso de suas atribuições legais, torna público, para conhecimento da comunidade acadêmica, o Edital n° 039/2009 PROEC/UEMS, das ações de extensão a serem desenvolvidas pelas Unidades Universitárias da UEMS, válidas como pré-requisito para a participação no Projeto Rondon Nacional - Operação Rondon Centro-Nordeste, Verão 2010.
 
1.      OBJETIVO
 
1.1 Selecionar propostas de ações de extensão na forma de eventos e/ou cursos a serem desenvolvidas nas Unidades Universitárias da UEMS, de acordo com o item 5 deste Edital.
1.2 Selecionar, dentre os participantes deste Edital, aqueles que formarão a(s) equipe(s) que representará(ão) a UEMS na edição do Projeto Rondon Nacional – Operação Centro-Nordeste - verão 2010.
 
2.      PRAZOS
 
1.1 Período de encaminhamento de propostas via SIGProj: 9 a 24 de setembro de 2009.
1.2 Período de encaminhamento de propostas via malote da UEMS: 9 a 25 de setembro 2009.
1.3 Divulgação das propostas selecionadas: a partir de 9 de outubro 2009.
1.4 Desenvolvimento das ações de extensão pelas Unidades Universitárias da UEMS: 19 de outubro a 27 de novembro de 2009.
1.5 Encaminhamento do Relatório Final dos projetos desenvolvidos nas Unidades: até 4 de dezembro de 2009.
 
2.      CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO
 
Poderão participar das propostas para este Edital:
 
2.1 Docente ou técnico administrativo de formação superior do quadro efetivo da UEMS sem quaisquer pendências em ações de Extensão ou com o Programa Institucional de Bolsa Extensão – PIBEX.
2.2 Discentes regularmente matriculados nos cursos de graduação, que estejam cursando o último ou penúltimo ano de seu curso. Os discentes, quando na condição de coordenador da ação de extensão, deverão ter obrigatoriamente o acompanhamento de um docente orientador do quadro efetivo da UEMS que fará a supervisão do desenvolvimento das ações e se responsabilizará pelos recursos eventualmente captados e a respectiva prestação de contas;
2.3  O docente convocado, cedido ou visitante, só poderá ser coordenador do projeto, mediante parecer fundamentado do(s) Colegiado(s) de Curso(s), com apresentação de um Termo de Compromisso de um docente efetivo, com experiência em uma das áreas envolvidas no projeto, que assumirá a execução da(s) ação(ões) prevista(s) se houver necessidade. Esse docente deverá participar do planejamento da ação e ter conhecimento da execução da mesma por meio dos relatórios.
 
3.      APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA
 
Poderão ser apresentadas ao Edital 039/2009 - PROEC/UEMS:
 
3.1 Propostas de Eventos e/ou Cursos de Extensão novos, com o tempo máximo previsto para execução das ações em seis semanas.
3.2 Só serão aceitas propostas de Eventos e/ou Cursos de Extensão, via on-line pelo SIGProj - http://sigproj.mec.gov.br.
3.3 Após a submissão no SIGProj, o coordenador da proposta deverá imprimi-la, assiná-la e encaminhá-la com parecer da Coordenadoria de Curso e Gerência da Unidade à Divisão de Cultura e Assuntos Comunitários - DCAC/PROEC, via malote.
3.4 Caso o coordenador da proposta seja um aluno, o mesmo deverá assinar a proposta conjuntamente com um professor orientador efetivo do quadro da UEMS.
 
4. RECURSOS FINANCEIROS
 
4.1 As propostas de Eventos e/ou Cursos de Extensão poderão ou não prever a captação de recursos financeiros por meio de inscrições e/ou recursos de terceiros, em conformidade com as Resoluções, COUNI-UEMS Nº. 289/2005, CEPE-UEMS Nºs. 579 e 580/2005.
4.2 As propostas não poderão prever ônus para a UEMS.
 
5. ÁREAS DA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA
As propostas deverão atender a uma ou mais ações previstas no CONJUNTO A ou CONJUNTO B, conforme esclarecidas a seguir. Cada proposta deve se ater, somente, ao desenvolvimento de ações de um dos conjuntos, A ou B.
CONJUNTO A
 
CULTURA
·        Ação 1 - Capacitar multiplicadores para o desenvolvimento de atividades que promovam a capacidade de expressão cultural da comunidade, valorizem a cultura local e promovam o intercâmbio de informações e capacitar multiplicadores em ações de incentivo ao esporte e lazer.
DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA
·        Ação 2 - Capacitar organizações da sociedade civil na defesa dos direitos de cidadania e na implantação de ações de assistência social e instalar, dinamizar ou atualizar os conselhos municipais, como os de educação, de saúde, tutelar, de assistência social, da criança e do meio ambiente, entre outros.
EDUCAÇÃO
·        Ação 3 - Capacitar educadores do ensino fundamental e médio sobre técnicas de ensino e aprendizagem, motivação, relacionamento interpessoal, distúrbios de aprendizagem, educação inclusiva e no atendimento a portadores de necessidades educativas especiais.
·        Ação 4 - Capacitar educadores do ensino fundamental e médio como multiplicadores em gestão financeira, pessoal e familiar, em conformidade com a Estratégia Nacional de Educação Financeira (http://www.vidaedinheiro.gov.br/Enef/default.aspx).
SAÚDE
·        Ação 5 - Capacitar agentes de saúde em saúde da família, saúde bucal, doenças endêmicas locais, acolhimento e humanização do atendimento de saúde e capacitar multiplicadores em saúde sexual e reprodutiva de adolescentes e jovens, na prevenção da prostituição infantil, na prevenção do uso do álcool e de drogas e na prevenção da violência contra mulheres, crianças e adolescentes.
·        Ação 6 - Capacitar multiplicadores em nutrição, com incentivo no uso de alimentos regionais.
 
CONJUNTO B
 
COMUNICAÇÃO E TRABALHO
·        Ação 1 - Divulgar as lideranças e servidores municipais os benefícios, serviços e programas oferecidos na esfera federal e capacitar servidores municipais em gestão pública e de projetos.
MEIO AMBIENTE
·        Ação 2 - Capacitar multiplicadores em defesa do meio ambiente e saneamento básico.
TECNOLOGIA E PRODUÇÃO
·        Ação 3 - Capacitar produtores locais e Incentivar o cooperativismo, associativismo e empreendedorismo para a geração de renda e o desenvolvimento econômico sustentável.
·        Ação 4 - Capacitar servidores públicos na área de informática.
·        Ação 5 - Disseminar soluções auto-sustentáveis - tecnologias sociais - que melhorem a qualidade de vida das comunidades.
TRABALHO
·        Ação 6 - Promover ações que desenvolvam o potencial turístico local, incluindo a capacitação de mão-de-obra ligada ao comércio de bens e serviços.
 
6. ELABORAÇÃO DA PROPOSTA
 
As propostas ao EDITAL Nº. 039/2009 – PROEC/UEMS deverão atender às seguintes diretrizes específicas:
 
6.1 De natureza acadêmica – Mérito Acadêmico:
6.1.1 Cumprimento ao preceito da indissociabilidade, extensão, ensino e pesquisa, caracterizada pela integração da ação desenvolvida à formação técnica e cidadã do estudante e pela produção e difusão de novos conhecimentos e novas metodologias, de modo a configurar a natureza extensionista da proposta;
6.1.1 Interdisciplinaridade com ações interprofissionais, com consistência teórica e operacional que permita a estruturação das diversas ações de extensão;
6.1.2 Impacto na formação do estudante – técnico-científica, pessoal e social; e
6.1.3 Geração de produtos ou processos, como publicações, monografias, abertura de novas linhas de extensão, ensino e de pesquisa.
 
6.2  De relação com a sociedade – Mérito Social:
 
6.2.1 Impacto social, pela ação transformadora sobre os problemas sociais, contribuição à inclusão de grupos sociais, ao desenvolvimento de meios e processos de produção, inovação e transferência de conhecimento e à ampliação de oportunidades educacionais, facilitando o acesso ao processo de formação e de qualificação;
6.2.2 Relação dialógica, multilateral com os outros setores da sociedade, pela interação do conhecimento e experiência acumulados na academia com o saber popular e pela articulação com organizações de outros setores da sociedade, com vistas ao desenvolvimento de sistemas de parcerias interinstitucionais; ou
6.2.3 Contribuição na formulação, implementação e acompanhamento das políticas públicas prioritárias ao desenvolvimento regional e nacional.
6.3        A participação de discente é condição obrigatória em toda ação de extensão, fazendo parte da equipe de trabalho, vivenciando a relação ensino-aprendizagem a partir da interlocução com as demandas da sociedade.
 
REQUISITOS PARA ADMISSÃO
 
7.1        A proposta de ação de extensão deverá estar de acordo com as Resoluções COUNI Nº. 289/2005, Resoluções CEPE Nºs. 579 e 580/2005, disponível no website da PROEC (www.uems.br/proec/dex).
7.2        O coordenador/proponente da atividade de extensão não deverá possuir quaisquer pendências em relatórios parciais e finais de atividades de extensão na PROEC.
 
INSCRIÇÃO DAS PROPOSTAS
 
8.1 As inscrições das propostas deverão ser realizadas mediante os seguintes procedimentos:
8.1.1       Preenchimento on-line do formulário específico para a ação proposta, Evento ou Curso de Extensão, diretamente no Sistema de Informação de Extensão – SIGPROJ (http://sigproj.mec.gov.br). Para logar no sistema é necessário estar cadastrado no SIGProj. O cadastro pode ser realizado, clicando em “ainda não sou cadastrado” para obtenção da senha de acesso ao Sistema. Com o CPF e a senha logar, clicar em “elaborar/editar atividades”, cadastrar o projeto e submeter a proposta no Sistema SIGPROJ.
8.1.2       Após a submissão no SIGPROJ e aprovação no Colegiado do Curso/chefia imediata e Gerência da Unidade, a proposta deverá ser impressa, devidamente assinada, anexado o número de protocolo gerado automaticamente pelo SIGPROJ, e encaminhada via malote (Unidades Universitárias UEMS) ou entregue na Divisão de Cultura e Assuntos Comunitários - DCAC/PROEC (sede UEMS, Bloco A, segundo piso).
8.2        Não serão aceitas propostas de ações elaboradas e encaminhadas em documento formato Word.
 
9        ANÁLISE E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS
 
9.1             Caberá à Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários a análise e julgamento das propostas recebidas.
9.2             Os critérios de julgamento considerarão a coerência, o conteúdo teórico das propostas e o atendimento às ações dos conjuntos A ou B conforme Item 5 deste Edital.
9.3             Concluído o julgamento das propostas será divulgado via Edital o resultado final da seleção.
 
 
10               ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO
 
O acompanhamento das propostas dar-se-á por intermédio de:
10.1         Análise do relatório final de atividades;
10.2         Verificação “in loco” das ações em desenvolvimento;
 
11     DOS RELATÓRIOS
 
11.1    O Coordenador da ação deverá elaborar o relatório final de atividades e encaminhá-lo à DCAC/PROEC via Coordenação do Curso e Gerência da Unidade Executora para análise e aprovação do relatório;
11.2    O(s) Relatório(s) de atividades deverão atender aos dispostos nos artigos 30, 34, 35 e 36 da Resolução CEPE/UEMS Nº. 579/2005 e ainda:
11.3         No que diz respeito ao MéritoSocial:
11.3.1          Identificação das ações concretas que caracterizem o atendimento aos objetivos definidos para o Evento ou Curso de Extensão, no âmbito social;
11.3.2          Identificação do impacto social com os indícios das transformações após a execução da ação ocorrida.
 
11.4         No que diz respeito ao Mérito Acadêmico:
11.4.1          Identificação das ações realizadas que caracterizam avanços na área de ensino e pesquisa para os discentes e docentes envolvidos;
11.4.2          Identificação das ações concretas que se assemelhem às ações apresentadas no item 5 deste edital;
11.4.3          Identificação de ações concretas que traduzam experimentação de alternativas metodológicas no trabalho comunitário e no ensino;
11.4.4          Identificação de ações realizadas que traduzam atitudes pró-ativas diante dos desafios e limites da realidade do público-alvo.
 
12          DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
 
12.1    Os casos omissos serão resolvidos pela Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários.
12.2    Mais informações podem ser obtidas através do e-mail uemsprojetorondon@yahoo.com.br .
 
 
Dourados, 09 de setembro de 2009.
 
 
 
Profª Dra. Beatriz dos Santos Landa
Pró-Reitora de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários
PROEC/UEMS