IFSP - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

Edital nº 024 de BTV - Seleção de Projetos de Extensão 2017 - Edital nº 024 de BTV - Seleção de Projetos de Extensão 2017

Este edital não possui texto de chamada.




MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CÂMPUS BOITUVA

EDITAL Nº 024/2017, DE 06 DE MARÇO DE 2017


SELEÇÃO DE PROJETOS DE EXTENSÃO PARA O ANO DE 2017


O Diretor-Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo do Câmpus Boituva, em conformidade com a Lei nº 9.394 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional), de 20 de dezembro de 1996 e a Lei nº 11.892 (Lei de Criação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia e dá outras providências), de 29 de dezembro de 2008, faz saber, pelo presente Edital, que estarão abertas, no período de 06 a 24 de março de 2017, as inscrições  para  a  seleção  de Projetos  de Extensão  com  concessão de  bolsa  discente,  na modalidade Bolsa Extensão, referentes ao ano letivo de 2017.

1.  DO OBJETIVO DO EDITAL

1.1 O presente Edital destina-se a regulamentar a seleção de Projetos de Extensão com concessão de Bolsa Discente na modalidade Extensão, para o ano letivo de 2017, no Câmpus Boituva.

1.2 Serão  selecionados  e  contemplados  até  cinco  projetos  envolvendo  públicos-alvo, direcionado a comunidade externa, destinando-se: R$ 25.000,00 para concessão de Bolsas Discentes – Modalidade Extensão, compreendendo o valor de R$ 400,00 mensais, com duração de no mínimo 04 meses (abril, maio, junho e agosto de 2017) e no máximo 08 meses (setembro, outubro, novembro e dezembro de 2017), para um aluno por projeto;

1.3 O número de projetos a serem contemplados está vinculada à matriz orçamentária do
Câmpus Boituva para este fim, serão 05 (cinco) projetos a serem selecionados.

1.4 O valor da Bolsa Discente é de R$ 400,00 (quatrocentos reais), para dedicação de 20 (vinte) horas semanais do bolsista, pagos mensalmente, com duração de 04 a 08 meses.

1.5 O Servidor Responsável pelo projeto ficará responsável também pelo(s) bolsista(s).

1.6 As atribuições do Servidor Responsável e do Bolsista de Extensão são apresentadas nos
Artigos 11 e 12 da Portaria nº 3.639 de 25 de julho de 2013.

2.  INFORMAÇÕES GERAIS

2.1 Considera-se projeto de extensão o conjunto de atividades interdisciplinares de caráter educativo, tecnológico, artístico, científico, social e cultural, desenvolvidas e/ ou aplicadas na interação com a comunidade interna e externa, com objetivos específicos e prazos determinados, visando à interação transformadora entre a comunidade acadêmica e a sociedade.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CÂMPUS BOITUVA

2.2 A portaria regulamentadora do Programa de Bolsa Discente – Modalidade Bolsa de

Extensão é a Portaria nº 3.639 de 25 de julho de 2013.

2.3 O processo de seleção de projetos nesta modalidade ocorrerá em conformidade com os
Artigos 7º, 8º 9º e 10º da Portaria nº 3.639 de 25 de julho de 2013.

3.  DA INSCRIÇÃO DOS PROJETOS

3.1 O período de inscrição dos projetos é de 06/03/2017 a 24/03/2017.

3.2 Não   serão   aceitas   propostas   entregues   pessoalmente,  sendo   obrigatório   o encaminhamento do formulário exclusivamente pela plataforma eletrônica sigproj, até as 23 horas e 59 minutos, horário de Brasília, do dia 24 de março de 2017.

3.3 Os   projetos   deverão   ser   cadastrados   exclusivamente   na   plataforma   sigproj, disponibilizada no endereço  http://sigproj1.mec.gov.br.

3.4 Para submeter o projeto na plataforma eletrônica sigproj, o responsável pelo projeto deverá realizar um cadastro prévio para obter a senha de acesso.

3.5 Poderão   submeter   projetos   de   extensão   os   servidores   (docente   ou   técnico administrativo) ativos do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de São Paulo Câmpus Boituva, com titulação mínima de graduação.

3.6 Deverão ser anexados ao projeto as declarações de anuência (anexos I, II e III), certificado de conclusão do curso de maior escolaridade e termo de compromisso (anexo IV)

3.7 Declaração  de  anuência  deverá  ser  impressa  e  assinada  pela  chefia  imediata  do proponente, pelo coordenador de extensão e pelo diretor-geral do Câmpus Boituva.

3.8 O Termo de compromisso deverá ser impresso e assinado pelo coordenador do projeto.

3.9 Os formulários dos documentos indicados no item anterior deverão ser impressos, assinados pelos responsáveis, digitalizados e seus arquivos inseridos no formulário de inscrição do sigproj no item Anexos.

4.  SELEÇÃO DOS PROJETOS

4.1 O  atendimento  aos  requisitos  deste  edital  será  verificado  pela  Coordenadoria  de
Extensão do Câmpus Boituva.

4.2 Os projetos que estiverem com a documentação adequada serão homologados pela Coordenadoria de Extensão do Câmpus Boituva e encaminhados a Comissão de Extensão do Câmpus Boituva.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CÂMPUS BOITUVA

4.3 A seleção dos projetos será realizada pela Comissão de Extensão do Câmpus Boituva.

4.4 Serão quesitos obrigatórios: atendimento ao edital, envolvimento da comunidade externa, preenchimento correto do formulário, envio dos documentos solicitados e participação de, pelo menos, um bolsista discente.

4.5 A comissão avaliará e classificará os  projetos emitindo uma nota de zero a dez, conforme Tabela 1.

Tabela 1: Quadro de quesitos e pontuação para avaliação do projeto

QUESITO    PONTUAÇÃO   
PESO
    MÍNIMA    MÁXIMA   
1.  Atendimento à área e linha de extensão;    0    10    0,10
2. Nível de envolvimento da comunidade externa;    0    10    0,20
3.   Objetivos e descrição das atividades dos alunos extensionistas (será considerada a clareza da descrição e adequação das atividades);   

0   

10   

0,10
4. Justificativa (será considerada a coerência apresentada e a motivação do projeto, isto é, a
demanda a ser atendida);   

0   

10   

0,05
5. Objetivos (será considerada a clareza e a precisão
dos objetivos definidos e a conformidade com a linha de extensão proposta);   

0   

10   

0,10
6.   Metodologia (será   considerada   a  explicitação
dos procedimentos metodológicos e a coerência com
os objetivos expostos);   

0   

10   

0,15
7. Resultados esperados (será considerada a relevância
dos resultados esperados);   
0   
10   
0,15
8. Cronograma de execução (será analisado o
detalhamento e a coerência);   
0   
10   
0,05
9.   Acompanhamento e   avaliação (será considerada a
descrição e a explicitação dos indicadores e da sistemática de avaliação);   
0   
10   
0,05
10. Previsão de produtos de extensão (artigo, vídeo,
revista, livro, apostila, cartilha, jornais, CD entre outros).   
0   
10   
0,05

4.6 O resultado será dado por meio da soma das notas obtidas em cada item descrito na
“Tabela 1”.

4.7 Os projetos serão classificados em ordem decrescente de pontuação e divulgado no site http://btv.ifsp.edu.br/site/ no dia 03/04/2017.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CÂMPUS BOITUVA



4.8 Não serão classificados projetos que não atendam ao item 4.4 desde edital.

4.9 Serão 5 (cinco) projetos contemplados com bolsa discente, o número de bolsistas por projeto selecionado e a duração do projeto, dependerão do orçamento do Câmpus disponível para tal finalidade e serão definidos pela direção do Câmpus Boituva.

5.  DA SELEÇÃO DOS BOLSISTAS

5.1 A seleção dos bolsistas será feita em data posterior à divulgação dos resultados da seleção dos projetos, através de edital específico.

5.2 O responsável pelo projeto deverá informar à Coordenadoria de Extensão o perfil do bolsista a ser selecionado (Ex: Curso/Habilidades/Conhecimento).

5.3 A seleção será feita pelo responsável pelo projeto, através de entrevista com os alunos inscritos.

5.4 O aluno selecionado deverá estar regularmente matriculado em cursos do IFSP e dispor de carga horária para o desenvolvimento das atividades de extensão, dedicando-se por
20 horas semanais ao projeto.

5.5 É vedada a seleção de aluno que tenha vínculo empregatício ou que seja beneficiário de outro tipo de bolsa do IFSP ou de qualquer outra Instituição.

5.6 O  não  cumprimento  das  atribuições  e  responsabilidades  sem  apresentação  de justificativa formal ao coordenador do projeto e à Coordenadoria de Extensão poderá ocasionar o cancelamento da bolsa ou a substituição do discente-bolsista.

6.  DAS ATRIBUIÇÕES DO SERVIDOR RESPONSÁVEL PELO PROJETO

6.1 Elaborar projeto pelo qual será responsável e submetê-lo na Plataforma sigproj.

6.2 Participar do processo seletivo de bolsistas comparecendo às entrevistas agendadas para seu projeto.

6.3 Indicar as atividades a serem desenvolvidas pelo bolsista sob sua responsabilidade, estabelecendo o horário em que o bolsista deverá realizá-las.

6.4 Supervisionar as atividades do bolsista ligado ao projeto do qual é responsável.

6.5 Analisar e avaliar os  relatórios  entregues  pelo  bolsista  encaminhando-os  ao  setor responsável designado pelo câmpus.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CÂMPUS BOITUVA

6.6 Avaliar mensalmente o desempenho do bolsista e suas atividades.

6.7 Imprimir  cópia  do  Projeto  selecionado  e  entregar  assinado  na  Coordenadoria  de
Extensão, juntamente com os anexos.

6.8 Ao término do projeto, submeter o relatório final no sigproj, além de imprimir e entregar na Coordenadoria de Extensão.

6.9 O coordenador do projeto aprovado se compromete a apresentar no IV Congresso de
Extensão organizado pela PRX que tem previsão para realização em novembro de 2017.

7.  DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

7.1 O Servidor poderá submeter mais de um projeto.

7.2 O  Servidor  que possuir  projetos  em  andamento  em  qualquer  modalidade,  poderá submeter novos projetos.

7.3 Os projetos aprovados nos Editais nº 823/16 e 824/16, que eventualmente não foram contemplados devido a questões orçamentárias da Pró-reitoria de Extensão, terão seus resultados considerados e classificados na relação de projetos aprovados nesse edital.

7.4 Caso projetos semelhantes para o Câmpus sejam apresentados, o critério de seleção a ser utilizado, contemplará o servidor não selecionado no edital 017/2017 – Referente a projetos de ensino.

7.5 Qualquer proposta enviada fora do prazo estipulado neste Edital será indeferida.

7.6 Os casos omissos e as situações não previstas no presente Edital serão resolvidos pela
Direção-Geral do Câmpus Boituva ouvindo a Coordenação de Extensão.

7.7 Calendário do processo:


Atividades   
Data/período
Inscrição dos Projetos    06 a 24/03/2017
Análise e seleção dos projetos    25/03 a 02/04/2017
Divulgação dos Projetos Selecionados    03/04/2017
Inscrição dos Bolsistas    03 à 05/04/2017
Análise e seleção dos bolsistas    06 à 10/04/2017
Divulgação do Resultado Final    11/04/2016
Entrega dos Documentos pelos bolsistas selecionados    11 à 12/04/2017
 

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CÂMPUS BOITUVA

Início das Atividades    14/04 /2017
Entrega das Frequências    Até dia 05 de cada mês
Registro das atividades na planilha eletrônica disponibilizada pela CEX.    De acordo com o plano de ação do projeto





Bruno Nogueira Luz
Diretor-Geral Boituva