IFRS - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

EDITAL DE FLUXO CONTÍNUO 2017 - EDITAL DE FLUXO CONTÍNUO 2017

Registrar as ações de ensino propostas por servidores, com envolvimento de estudantes, no âmbito do IFRS e normas do PIBEN. Para maiores informações, consulte o edital.



 

Edital PROEN/IFRS nº 05/2016

 

Fluxo Contínuo 2017

 

A Pró-Reitora de Ensino do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), no uso de suas atribuições legais, torna público o Edital PROEN/IFRS nº 00/2016 – Fluxo Contínuo 2017, destinado ao registro, análise e acompanhamento dos Programas ou Projetos de Ensino a serem realizadas no ano de 2017.

 

 

1 OBJETIVO 

1.1 Registrar as ações de ensino propostas por servidores, com envolvimento de estudantes, no âmbito do IFRS e normas do PIBEN.

 

2 DA VIGÊNCIA, ELABORAÇÃO E ENVIO DAS PROPOSTAS    

2.1 As propostas deverão ser elaboradas, com base no modelo (Anexo I) e anexadas diretamente no módulo “ENSINO” do Sistema de Informação e Gestão de Projetos (SIGProj),  conforme as orientações contidas na Instrução Normativa PROEN/IFRS nº 03, de 26 de maio de 2015. 

 

2.2 As propostas deverão ser apresentados nas seguintes modalidades, conforme a Instrução Normativa PROEN/IFRS nº 03, de 26 de maio de 2015:

a) Programa: é Programa de Ensino o conjunto articulado de projetos e outras ações de ensino, preferencialmente integrando ensino, pesquisa e extensão, que tenha o caráter orgânico institucional, clareza de diretrizes e orientação para um objetivo comum, sendo executado a médio e longo prazos;

b) Projeto: é Projeto de Ensino aquele que contempla atividades de caráter temporário, elaborado e proposto por um ou mais professores e/ou técnicos administrativos do IFRS, que envolva os estudantes, formulado com vistas à melhoria dos processos de ensino e de aprendizagem, dos cursos oferecidos pelo IFRS.

 

2.3 Recomenda-se que as ações considerem os seguintes aspectos:

a) Inserção nas Políticas de Ensino do IFRS;

b) Necessária articulação com o currículo do curso;

c) Indissociabilidade ensino-pesquisa-extensão;

d) Apoio às experiências já iniciadas pela instituição;

e) Participação discente expressa através de engajamento voluntário na proposta.

 

2.4 A versão final da proposta de ensino, cadastrado no SiEN/SIGProj, acompanhado do protocolo SIEN gerado pelo sistema e seus anexos deverão ser enviados por e-mail específico à Direção de Ensino do campus de lotação do servidor.

 

2.5 Devem ser cadastradas em SiEN/SIGProj, obrigatoriamente, todos os Projetos ou Programas de Ensino que serão executadas entre 1º de fevereiro de 2017 e 31 de dezembro de 2017.

 

2.5.1 As visitas técnicas e outras ações de ensino seguem as normativas internas de cada campus.

 

2.6  Toda proposta de ensino que envolva celebração de convênio, ou outro documento de igual valor jurídico, seja com participação direta ou indireta da instituição, somente será autorizada com a devida manifestação da Procuradoria Federal Especializada do IFRS.

 

 

3 DA RESPONSABILIDADE PELO CADASTRO

            3.1 O coordenador de cada proposta é o responsável pelo cadastro em SiEN/SIGProj.

 

4 DA PARTICIPAÇÃO

4.1 Poderão ser proponentes de ações de ensino todos os servidores que fazem parte do quadro efetivo do IFRS, sem quaisquer pendências com relatório final de Programa ou Projeto de Ensino.

 

4.2 Será permitido ao docente substituto ou temporário, também sem quaisquer pendências em relatório final, coordenar Programas ou Projetos de Ensino, desde que a data prevista para o término da execução das ações, incluindo-se a apresentação do relatório final, seja de, no máximo, 30 (trinta) dias anterior a data do término de seu contrato com o IFRS.

 

4.3  É obrigatório que o proponente tenha seu currículo cadastrado na Plataforma Lattes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), atualizado há, no máximo, 30 (trinta) dias da submissão da proposta.

 

5 DO PRAZO

É obrigatório que as propostas sejam submetidas, através do módulo SiEN/SIGProj, com no mínimo 30 (trinta) dias  de antecedência de sua execução e conforme calendário de reuniões da CAGE.

 

6 DA AVERIGUAÇÃO

6.1 As propostas serão averiguadas pela CAGE com o sentido dessa tornar-se sabedora da tramitação da proposta.

 

6.2  Após o envio por e-mail da proposta assinada, pelo coordenador da ação à Direção de Ensino do campus, as propostas serão encaminhadas, conforme calendário definido para as reuniões da CAGE.

 

7 DO ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO DAS AÇÕES

7.1 O acompanhamento da execução das atividades será realizada pela CAGE ou outros por ela designados, da unidade de origem do Programa ou Projeto de Ensino.

 

7.2 A avaliação, por parte dos membros da CAGE ou outros por ela designados, dar-se-á por meio do relatório final.

 

7.3 O relatório final deverá seguir as orientações conforme o modelo (Anexo II).

 

8 DA PRORROGAÇÃO DA AÇÃO

Em caso de necessidade, o coordenador do Programa ou Projeto de Ensino poderá solicitar ao Coordenador de Ensino, ou ocupante de cargo ou função equivalente, a prorrogação do prazo de execução, conforme as orientações contidas na Instrução Normativa PROEN/IFRS nº 03, de 26 de maio de 2015.

 

9 DA SUBMISSÃO DE RELATÓRIOS

9.1 O coordenador da proposta de ensino deverá elaborar o relatório final em até 10 (dez) dias úteis após o término da mesma, de acordo com as normas estabelecidas para essa finalidade.

 

9.2 O relatório final, assinado pelo coordenador da proposta de ensino, deverá ser enviado para e-mail específico à Direção de Ensino do campus de lotação do servidor, para análise.

 

10 DA VIGÊNCIA

Esse edital estará disponível até 30 de novembro de 2017 para o cadastro das ações mencionadas no item 2.2.

 

11 DA CERTIFICAÇÃO DAS AÇÕES

Só poderão ser certificadas, para todos os fins, as ações de ensino cadastradas no SiEN/SigProj, desde que em conformidade com o disposto nesse Edital.

 

12 DA SOLICITAÇÃO DE ATENDIMENTO

O atendimento referente ao SiEN/SigProj dar-se-á por meio de solicitações enviadas através do e-mail SiEN@ifrs.edu.br.

 

13 DISPOSIÇÕES GERAIS

13.1 As disposições que envolvem a gestão de aspectos financeiros, patrimoniais, de pessoal ou quaisquer despesas decorrentes de fatores externos e/ou internos, relacionados às ações apresentadas e aprovadas pelo presente Edital são de responsabilidade do campus. 

 

13.2 A qualquer tempo esse Edital poderá ser revogado, retificado ou anulado, no todo ou em parte, por motivo de interesse público, sem que isso implique direito à indenização de qualquer natureza.

 

13.3 Os casos omissos serão decididos pela PROEN e CAGE dos campi.

 

 

 

Bento Gonçalves (RS), 14 de dezembro de 2016.

 

 

 

Profª Clarice Monteiro Escott

Pró-reitora de Ensino do IFRS ,

Portaria IFRS nº 385/2016

 

 

 

*O original encontra-se assinado na Pró-Reitoria de Ensino.