UFTM - Universidade Federal do Triângulo Mineiro

(Encerrado) EDITAL Nº02/2016/PIBEX/PROEXT/UFTM - EDITAL PIBEX/UFTM Nº. 02/2016, de 22 de Março de 2016.

A Pró-Reitoria de Extensão Universitária da Universidade Federal do Triângulo Mineiro – PROEXT/UFTM no uso de suas atribuições legais convida os coordenadores de projetos/programas de Extensão Universitária da UFTM a apresentarem projetos/programas de Extensão Universitária e, nesta condição, concorrerem à concessão de bolsa destinada a discentes de graduação da UFTM, no âmbito do Programa Institucional de Bolsa de Extensão Universitária da UFTM - PIBEX/UFTM, o qual concederá 25 (vinte e cinco) bolsas de extensão universitária por um período de 06 (seis) meses, no valor total de R$ 60.000,00 (sessenta mil reais).



EDITAL PIBEX/UFTM Nº. 02/2016, de 22 de Março de 2016. PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA - PIBEX EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS/PROGRAMAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE EXTENSÃO A Pró-Reitoria de Extensão Universitária da Universidade Federal do Triângulo Mineiro – PROEXT/UFTM no uso de suas atribuições legais convida os coordenadores de projetos/programas de Extensão Universitária da UFTM a apresentarem projetos/programas de Extensão Universitária e, nesta condição, concorrerem à concessão de bolsa destinada a discentes de graduação da UFTM, no âmbito do Programa Institucional de Bolsa de Extensão Universitária da UFTM - PIBEX/UFTM, o qual concederá 25 (vinte e cinco) bolsas de extensão universitária por um período de 06 (seis) meses, no valor total de R$ 60.000,00 (sessenta mil reais). 1 OBJETIVOS Apoiar, por meio da concessão das citadas 25 (vinte e cinco) bolsas de extensão, o desenvolvimento de projetos/programas nas unidades/órgãos/setores da UFTM visando oportunizar a execução de atividades nas áreas temáticas da Extensão Universitária, quais sejam: Comunicação, Cultura, Direitos Humanos e Justiça, Educação, Meio Ambiente, Saúde, Tecnologia e Produção, e Trabalho, de modo a fortalecer a política de extensão da UFTM. 2 RECURSOS, DURAÇÃO E DESLIGAMENTO/SUBSTITUIÇÃO DO BOLSISTA 2.1 Os recursos financeiros para atendimento deste Edital são oriundos da PROEXT/UFTM e exclusivo para pagamento de bolsas a alunos de graduação desta Instituição, vinculados a projetos/programas, registrados na Pró-Reitoria de Extensão Universitária da UFTM; 2.2 o valor mensal da bolsa é de R$ 400,00 (quatrocentos reais); 2.3 a duração da bolsa será de 06 (seis) meses, sendo que as atividades propostas deverão compreender o período de 01 de maio a 31 de outubro de 2016; 2.4 a vigência da bolsa poderá ser prorrogada, de acordo com o disposto no item 12 do presente edital; 2.5 o prazo de realização do projeto/programa poderá se estender além do período da vigência da bolsa, podendo ser desenvolvido, no máximo, até 31/12/2016; 2.6 durante a vigência da bolsa será permitido o desligamento do bolsista, desde que apresentada justificativa do coordenador do programa/projeto, com ciência do bolsista, em tempo hábil, para possível cancelamento ou substituição, se for o caso, junto ao setor competente da PROEXT. 3 PROPONENTES Poderão ser proponentes de projetos/programas para concessão de bolsas aos citados discentes, docentes que fazem parte do quadro da UFTM e que se encontram na condição de coordenadores de projetos/programas de Extensão Universitária, podendo cada coordenador concorrer com, no máximo, 01 (um) projeto/programa, tendo 01 (um) aluno bolsista por projeto e, no máximo, 03 (três) alunos bolsistas por programa. 4 APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS 4.1 As propostas de projetos/programas deverão ser cadastradas na internet por meio do uso da plataforma eletrônica SIGProj, disponibilizada no endereço: http://sigproj1.mec.gov.br/ . Acessar o tutorial para preenchimento de propostas no endereço: http://www.uftm.edu.br/upload/institucional/MANUAL_DE_EXTENSAO_UFTM_rev_2_29-01-2016.pdf 4.2 no caso de docentes e demais membros da UFTM, participantes da equipe executora da proposta, que não possuem cadastro na plataforma do SIGProj, esses deverão fazê-lo nesse mesmo endereço: http://sigproj1.mec.gov.br/ 4.3 os seguintes documentos também devem ser enviados via plataforma eletrônica http://sigproj1.mec.gov.br/: 1) o termo de compromisso do aluno bolsista, conforme modelo disponível no Anexo I, devidamente preenchido e assinado, disponível na página da Pró-Reitoria de Extensão Universitária: http://www.uftm.edu.br/paginas/carrega/cod/55/area/7/t/FORMULARIOS; 2) declaração de ciência do coordenador do departamento ou do curso, devidamente assinada, conforme modelo disponível no Anexo II. No caso de docentes que atendem a diversos cursos, quem assina é o coordenador do departamento de vinculação do docente. No caso de docentes que atendem a um único curso, quem assina é o coordenador do curso, conforme deliberação do COEXT em reunião realizada no dia 23/04/2015, disponível em: http://www.uftm.edu.br/upload/institucional/Comunicado_9_Proext_assinatura_formulario_de_proposta_extensionista-signed.pdf (por exemplo, para docentes com formação em Engenharia Ambiental lotados no ICTE, quem assina é o Coordenador do Curso de Engenharia Ambiental, e não o Coordenador do Departamento de Engenharia Ambiental; para docentes com formação em Pedagogia lotados no IELACHS, quem assina é o Coordenador do Departamento de Educação, e não o Coordenador de Curso no qual o docente ministra disciplinas); e 3) declaração assinada pela direção da Unidade Acadêmica de lotação do docente, conforme modelo disponível no Anexo III, declarando a existência de infraestrutura necessária para a execução da proposta; 4.4 O coordenador da proposta da área temática Cultura deverá aderir ao Corredor Cultural na UFTM, por meio do envio de declaração, conforme modelo disponível no Anexo IV. Isso implica que, quando houver a chamada para apresentação de propostas culturais da UFTM para possível circulação nas Instituições de Ensino Superior, IES, participantes do Corredor Cultural e localizadas na região Sudeste, nos quatro eixos de circulação listados abaixo, o coordenador de cada projeto/programa aprovado com bolsa(s) por ocasião desse edital deverá enviar, no mínimo, uma proposta de atividade cultural para circulação, a qual deverá estar inserida num dos seguintes eixos: Eixo 1 – Mostras e exposições: circulação de projetos de pesquisa, processos criativos e produções artísticas nas áreas de artes visuais e interdisciplinar; Eixo 2 – Cursos e oficinas: oficinas ministradas por alunos, funcionários e professores de IES, com o objetivo da difusão de conhecimentos artístico culturais; Eixo 3 – Música: circulação de grupos, coletivos e artistas solos com trabalhos artísticos que englobam desde a música popular, instrumental, erudita a músicas experimentais; Eixo 4 – Artes da cena: objetos culturais que englobam manifestações artísticas de teatro, dança, circo e performance. Vale ressaltar que os custos para circulação das atividades culturais serão pagos com recursos oriundos do Ministério da Cultura/MinC (o que está condicionado ao repasse dos recursos à UFTM). 4.5 é obrigatório o envio dos documentos citados anteriormente via plataforma eletrônica até às 23 horas e 59 minutos, horário de Brasília, do dia 03 de abril de 2016, conforme o cronograma do presente Edital. A data do envio registrada pelo sistema servirá como comprovante ao atendimento deste requisito; 4.6 a Pró-Reitoria de Extensão Universitária não se responsabiliza por propostas de projetos/programas não recebidas em decorrência de eventuais problemas técnicos e congestionamento nas linhas de comunicação nem por documentos corrompidos; 4.7 propostas submetidas e que não sigam as orientações citadas anteriormente serão eliminadas e não terão direito a pedido de interposição de recurso. 5 CRITÉRIOS PARA RESPONDER AO PRESENTE EDITAL 5.1 Tratar-se de projeto/programa relacionado com atividades extensionistas; 5.2 tratar-se de projeto/programa desenvolvido por no mínimo dois terços de pessoas vinculadas à UFTM, sejam docentes, servidores técnico-administrativos ou estudantes regulares de graduação ou pós-graduação; 5.3 ser projeto/programa não contemplado com concessão de bolsa por outro órgão de fomento; 5.4 estar sob a coordenação de docente que não esteja em situação de inadimplência junto à Pró-Reitoria de Extensão Universitária (por exemplo: não tenha enviado relatório final de projeto/programa contemplado ou não com bolsa de extensão, não tenha apresentado resultado do projeto/programa contemplado ou não com bolsa de extensão na Jornada de Extensão Universitária, dentre outras situações que configurarem inadimplência junto à PROEXT, ...). 5.5 coordenador de proposta que esteja inadimplente terá sua proposta eliminada, sem direito a pedido de interposição de recurso. 6 CRITÉRIOS PARA SELEÇÃO DE PROJETOS/PROGRAMAS DE EXTENSÃO 6.1 Relevância social da proposta para a comunidade; 6.2 previsão no projeto pedagógico do curso; 6.3 acompanhamento e avaliação; 6.4 natureza acadêmica; 6.5 fundamentação teórica; 6.6 clareza e precisão dos objetivos; 6.7 explicitação dos procedimentos metodológicos; 6.8 indicação do público-alvo e número de pessoas beneficiadas; 6.9 cronograma de execução; 6.10 experiência da equipe executora; 6.11 carta de aceite e termo de parceria (quando for o caso), são itens eliminatórios, de acordo com http://www.uftm.edu.br/upload/institucional/Comunicado_12_Proext_Exigencia_de_Carta_de_Aceite_e_ou_de_Parceria-signed.pdf 7 ANÁLISE E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS 7.1 As propostas recebidas serão avaliadas por um Grupo de Trabalho (GT) de Avaliação, composto por pareceristas do Banco de Pareceristas da PROEXT; 7.2 a avaliação será feita considerando-se os 10 (dez) quesitos identificados conforme quadro abaixo: QUESITO* PONTUAÇÃO PESO TOTAL Mínima Máxima Caráter extensionista – eliminatório - - - - Apresentação da carta de aceite e/ou do termo de parceria (quando for o caso) – eliminatório - - - - Infraestrutura existente - eliminatório - - - - 6.1 Relevância social da proposta para a comunidade 5,00 10,00 0,20 6.2 Previsão no projeto pedagógico do curso 5,00 10,00 0,20 6.3 Acompanhamento e avaliação 5,00 10,00 0,05 6.4 Natureza acadêmica 5,00 10,00 0,20 6.5 Fundamentação teórica 5,00 10,00 0,05 6.6 Clareza e precisão dos objetivos 5,00 10,00 0,05 6.7 Explicitação dos procedimentos metodológicos 5,00 10,00 0,05 6.8 Indicação do público-alvo e número de pessoas beneficiadas 5,00 10,00 0,10 6.9 Cronograma de execução 5,00 10,00 0,05 6.10 Experiência da equipe executora 5,00 10,00 0,05 TOTAL *A descrição dos quesitos 6.1 a 6.10 está disponível no Anexo V. 7.3 a nota do projeto/programa será o resultado da soma das notas atribuídas a cada quesito pelo CT multiplicada pelos respectivos pesos, conforme a seguinte equação: Nota = onde: N: nota do quesito; P: peso do quesito. 8 CLASSIFICAÇÃO DAS PROPOSTAS E DIVULGAÇÃO DO RESULTADO 8.1 A classificação das propostas dar-se-á por ordem decrescente das notas finais obtidas, respeitado o limite dos recursos disponíveis; 8.2 Será eliminada a proposta que: 8.2.1 não atender ao quesito “caráter extensionista”; 8.2.2 não apresentar carta de aceite e/ou termo de parceria, de acordo com http://www.uftm.edu.br/upload/institucional/Comunicado_12_Proext_Exigencia_de_Carta_de_Aceite_e_ou_de_Parceria-signed.pdf (somente quando for o caso); 8.2.3 não apresentar os documentos descritos nos itens 4.3 e 4.4 do presente edital, cujos modelos estão disponíveis nos Anexos I, II, III e IV do presente edital; 8.3 Será desclassificada a proposta que: 8.3.1 não atingir a nota final mínima de 6,00 (seis); 8.4 o julgamento e a classificação das propostas são atos exclusivos do GT de avaliação, que se reserva o direito de desclassificar/eliminar as propostas em desacordo com este edital, ou ainda que se revelarem manifestamente inexequíveis; 8.4 em caso de empate na nota final, será considerada a maior pontuação obtida nos seguintes quesitos, nesta ordem: 8.4.1 relevância social da proposta para a comunidade; 8.4.2 previsão no projeto pedagógico do curso; 8.4.3 natureza acadêmica; 8.5 concluído o julgamento das propostas pelo GT de Avaliação, a Pró-Reitoria de Extensão Universitária divulgará o resultado preliminar da seleção das propostas na página da UFTM, no seguinte endereço: http://www.uftm.edu.br 8.6 o prazo para a interposição de recursos será de 24 (vinte e quatro) horas, a contar da data da divulgação do resultado preliminar; 8.7 a solicitação do recurso deverá ser protocolada pessoalmente na PROEXT, por meio de memorando, emitido pelo coordenador da proposta, no horário de expediente dessa Pró-reitoria (das 8h00 às 12h00 e das 13h00 às 17h00). Excepcionalmente, no caso de docentes que atuam no Campus Universitário de Iturama, o memorando poderá ser enviado por meio eletrônico, para o seguinte endereço: bolsa.fomento@proext.uftm.edu.br 8.7.1 em relação aos docentes que atuam no Campus Universitário de Iturama, a Pró-Reitoria de Extensão Universitária enviará mensagem eletrônica confirmando o recebimento do pedido de interposição de recurso, em até 12 (doze) horas após o recebimento da mesma (não sendo computados nesse período feriados e finais de semana). Caso o proponente não receba mensagem de confirmação de recebimento, deve entrar em contato, pelo e-mail bolsa.fomento@proext.uftm.edu.br, solicitando o envio da confirmação. A Pró-Reitoria de Extensão Universitária não se responsabiliza por situações que não sigam esse procedimento. 8.7.2 pedido de interposição de recurso submetidos fora do prazo (veja item 13. Do cronograma) ou das orientações citadas anteriormente serão indeferidos; 8.8 as decisões dos recursos, devidamente fundamentadas, estarão disponíveis para consulta e retirada na Pró-Reitoria de Extensão Universitária; 8.9 após a divulgação do resultado final, havendo desistência por parte do proponente, o mesmo deverá comunicar oficialmente à Pró-Reitoria de Extensão Universitária, que convocará o coordenador do próximo projeto/programa, respeitada a ordem de classificação. 9 REQUISITOS E COMPROMISSOS DO COORDENADOR DO PROJETO/PROGRAMA 9.1 Ser docente em efetivo exercício na UFTM e possuir Currículo Lattes atualizado; 9.2 não estar afastado da instituição, por qualquer motivo, durante o período de vigência do projeto/programa. Caso o coordenador necessite se afastar de suas atividades na UFTM, deve obrigatoriamente nomear outro coordenador ou cancelar o projeto/programa; 9.3 não ser coordenador de proposta de projeto/programa na área temática em que atuará como avaliador de propostas submetidas ao presente edital (deliberação da 8ª Reunião Ordinária do COEXT, ocorrida em 26/11/2015); 9.4 definir os critérios para seleção do bolsista, além dos estabelecidos neste edital (se for o caso); 9.5 selecionar para bolsista, por meio de processo seletivo, aluno com perfil adequado ao projeto/programa desenvolvido e com formação compatível para as atividades previstas no plano de trabalho; 9.5.1 o processo de seleção é de responsabilidade do docente coordenador, e deverá ser divulgado por meio do Curso ou Departamento de vinculação do docente, com antecedência mínima de 08 (oito) dias de sua realização, incluindo informações sobre data, horário, local, critérios e procedimentos a serem utilizados; 9.5.2 os docentes coordenadores de propostas têm a responsabilidade de cumprir o que determina este edital, a fim de cumprir o processo seletivo dentro do mais alto padrão legal; 9.5.3 os docentes coordenadores que não fizerem público e impessoal tais processos seletivos para seleção dos alunos bolsistas poderão ter os mesmos cancelados devido ao descumprimento do presente edital; 9.6 orientar o aluno bolsista durante todo o desenvolvimento das atividades; 9.7 encaminhar a frequência mensal do discente bolsista até o 25º dia de cada mês, para bolsa.fomento@proext.uftm.edu.br O não envio ou o atraso na entrega desse documento implicará no não pagamento da bolsa no mês em questão. O modelo está disponível na página da Pró-Reitoria de Extensão Universitária: http://www.uftm.edu.br/paginas/carrega/cod/55/area/7/t/FORMULARIOS+E+ORIENTACOES; 9.8 encaminhar o Relatório Parcial de atividade extensionista para projetos/programas com prazo de execução superior a 06 (seis) meses, que deverá ser submetido na metade de sua vigência na plataforma do SIGProj; 9.9 encaminhar o Relatório Final de atividade extensionista até o limite de 60 (sessenta) dias da data de seu encerramento na plataforma do SIGProj; 9.10 o não cumprimento dos itens 9.8 e/ou 9.9 implicará na impossibilidade do coordenador participar de editais da PROEXT e na não emissão de certificados, pela PROEXT, para a equipe executora; 9.11 inscrever-se na Jornada de Extensão Universitária da UFTM do ano de 2016 e acompanhar a apresentação dos resultados do projeto/programa pelo discente bolsista que, obrigatoriamente, também deverá se inscrever; 9.12 o resumo do trabalho apresentado na XI Jornada de Extensão Universitária, prevista para ocorrer no mês de outubro de 2016, deverá ser anexado ao Relatório Final. O não atendimento a essa obrigação implicará na impossibilidade do coordenador participar de próximos editais lançados pelo PROEXT e na reprovação do relatório final do projeto/programa. 9.13 registrar no Currículo Lattes o projeto de extensão em desenvolvimento, além da produção vinculada ao projeto; 9.14 estar disponível para possível apresentação da atividade extensionista no Corredor Cultural, se o projeto/programa for inserido na área temática Cultura. 10 REQUISITOS E COMPROMISSOS DO DISCENTE BOLSISTA 10.1 Participar das atividades de extensão previstas no projeto/programa; 10.2 manter os indicadores de desempenho acadêmico satisfatórios, conforme definido pelo docente coordenador do projeto/programa de Extensão Universitária; 10.3 fazer referência ao Programa PIBEX/PROEXT/UFTM/2016 nas publicações e trabalhos apresentados, interna e externamente à UFTM; 10.4 estar regularmente matriculado em um dos cursos de graduação da UFTM; 10.5 não ter vínculo empregatício com a Instituição; 10.6 dedicar-se integralmente às atividades acadêmicas e de extensão; 10.7 o discente bolsista deverá ter concluído, no mínimo, o primeiro semestre letivo e não estar cursando o último período; 10.8 não receber outro tipo de bolsa da UFTM ou de quaisquer outros órgãos de fomento. A ocorrência deste fato será objeto de cancelamento imediato da bolsa e devolução ao erário da quantia recebida indevidamente; 10.9 o discente bolsista deverá dispor de, no mínimo, 10 (dez) horas semanais para dedicar-se às atividades do projeto/programa; 10.10 acompanhar todo o desenvolvimento do projeto/programa, incluindo a sua inscrição e apresentação obrigatória dos resultados do mesmo na XI Jornada de Extensão Universitária da UFTM, a ser realizada em outubro de 2016; 10.11 não estar inadimplente com atividades de ensino, pesquisa e de extensão da UFTM. 10.12 estar disponível para possível apresentação da atividade extensionista no Corredor Cultural, se o projeto/programa for inserido na área temática Cultura. 11 CASOS DE CANCELAMENTO DAS BOLSAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA 11.1 Conclusão do curso de graduação; 11.2 desempenho insuficiente, ou seja, não desempenhar as atividades definidas no projeto/programa; 11.3 trancamento de matrícula; 11.4 desistência da bolsa ou do curso; ou 11.5 abandono do curso. 12 DA PRORROGAÇÃO DAS BOLSAS 12.1 A concessão de bolsas de extensão universitária poderá ser prorrogada, por um período igual ou inferior ao estipulado neste edital, a ser definido pelo Conselho de Extensão Universitária - COEXT e mediante disponibilidade de recursos financeiros pela UFTM; 12.2 antes do término da vigência da bolsa, a PROEXT consultará os coordenadores de propostas sobre o interesse na prorrogação da bolsa e dará as orientações necessárias (caso o item 12.1 seja contemplado); 12.3 o prazo da bolsa de extensão não poderá ultrapassar o prazo para a conclusão do projeto/ programa, considerando-se o período que o aluno frequenta e o prazo regular do curso. 13 DO CRONOGRAMA ETAPA DATA Lançamento do Edital 22/03/2016 Prazo para submissão de proposta 22/03/2016 até 03/04/2016 Divulgação do resultado preliminar até 25/04/2016 Período para interposição de recurso 24 h após a divulgação do resultado preliminar Divulgação do resultado final até 28/04/2016 14 PUBLICAÇÕES 14.1 As publicações e/ou quaisquer outros meios de divulgação dos trabalhos realizados e de seus resultados deverão citar, obrigatoriamente, o apoio da UFTM, “Apoio: PIBEX/PROEXT/UFTM/2016”. 15 DISTRIBUIÇÃO DAS BOLSAS DE EXTENSÃO 15.1 Serão distribuídas cotas para as 08 (oito) áreas temáticas da extensão universitária Comunicação, Cultura, Direitos Humanos e Justiça, Educação, Meio Ambiente, Saúde, Tecnologia e Produção, e Trabalho, proporcionais à demanda bruta aprovada em cada área temática da extensão universitária (número total de projetos/programas aprovados em cada área); 15.2 não será permitida transferência de cota de bolsas de uma área para outra no mesmo edital. Caso todas as bolsas não sejam distribuídas, um novo edital será aberto. 16 DA IMPUGNAÇÃO DO EDITAL 16.1 Qualquer cidadão poderá impugnar fundamentadamente este edital ou suas eventuais alterações, somente por escrito, junto à Pró-Reitoria de Extensão Universitária, no prazo de 02 (dois) dias úteis de sua publicação; 16.2 não serão aceitos pedidos de impugnação intempestivos ou promovidos por intermédio de correio eletrônico, fax ou postal; 16.3 os pedidos de impugnação inconsistentes serão indeferidos; 16.4 da decisão sobre a impugnação não cabe recurso administrativo. 17 DISPOSIÇÕES FINAIS 17.1 o projeto/programa selecionado por meio do presente edital não poderá ser substituído, sendo a bolsa automaticamente cancelada. Neste caso, o coordenador deverá fazer uma comunicação por escrito à Pró-Reitoria de Extensão Universitária, com a devida justificativa; 17.2 caso o coordenador necessite se afastar de suas atividades na UFTM, deve obrigatoriamente nomear outro coordenador ou cancelar o projeto/programa; 17.3 uma vez cumprido o plano de trabalho proposto, apresentado e aprovado o relatório final do projeto/programa, a equipe de trabalho terá direito à certificação, emitida pela Pró-Reitoria de Extensão Universitária; 17.4 durante o período de vigência da bolsa, os participantes do projeto/programa contemplados com bolsa de extensão deverão estar disponíveis para prestar informações a qualquer momento; 17.5 a inscrição para esta seleção implica a aceitação, por parte da equipe executora do projeto/programa, de todas as atividades/obrigações descritas neste edital. O não cumprimento das atividades/obrigações previstas implicará na não emissão de certificados pela Pró-Reitoria de Extensão Universitária, e na impossibilidade de participação da equipe executora em próximos editais lançados pela Pró-Reitoria de Extensão Universitária; 17.6 os projetos/programas aprovados no presente edital, e que não forem contemplados com bolsa, poderão, após manifestação de interesse do coordenador, via emissão de memorando, serem registrados na Pró-Reitoria de Extensão Universitária da UFTM, para serem desenvolvidos, seguindo os mesmos critérios de acompanhamento descritos neste edital; 17.7 o pagamento das bolsas de extensão previstas no presente edital está condicionado ao repasse de recursos financeiros para a UFTM, no ano de 2016, pelo MEC; 17.8 a participação no Programa Institucional de Bolsas de Extensão Universitária da UFTM não estabelece vínculo empregatício de qualquer natureza e, após o prazo de vigência da bolsa não trará qualquer compromisso para o bolsista; 17.9 o resultado final desse edital será homologado pelo Conselho de Extensão Universitária da UFTM; 17.10 esclarecimentos de dúvidas sobre esse edital poderão ser solicitados à Pró-Reitoria de Extensão Universitária, pelos telefones (34) 3700-6142, 3700-6146, 3700-6147 e 3700-6148; 17.11 os casos não previstos neste edital serão resolvidos pela Pró-Reitoria de Extensão Universitária da UFTM. Uberaba, 22 de março de 2016. Profª. Drª. Valéria Almeida Alves Pró-Reitora de Extensão Universitária da UFTM ANEXO I TERMO DE COMPROMISSO – BOLSISTA DE EXTENSÃO ANEXO II Modelo de Declaração do Coordenador do Departamento ou do Coordenador do Curso Declara-me favorável à implementação do projeto/programa de extensão NOME DO PROJETO/PROGRAMA, permitindo sua submissão no Edital PIBEX/PROEXT n° 02/2016, para execução sob a coordenação de NOME DO DOCENTE, tendo o apoio da seguinte equipe: Nome: ( ) Docente ( ) Técnico Administrativo ( ) Aluno Voluntário ( ) Parceiro Externo ( ) Voluntário Externo ( ) Aluno Bolsista Telefone:_____________e-mail:_________________________________________ Área / Departamento de atuação:________________________________________ (repetir a relação de dados para todos os membros) ___________________________________ Local e Data ___________________________________ Coordenador do Curso ou Coordenador do Departamento do docente Assinatura e Carimbo ANEXO III Modelo de Declaração do Diretor da Unidade Acadêmica Declara-me que o NOME DA UNIDADE ACADÊMICA dispõe de infraestrutura necessária para a execução da proposta NOME DO PROJETO/PROGRAMA, permitindo sua submissão no Edital PIBEX/PROEXT n° 02/2016, para execução sob a coordenação de NOME DO DOCENTE. ___________________________________ Local e Data ___________________________________ Diretor da Unidade Acadêmica Assinatura e Carimbo ANEXO IV Modelo de Declaração do Coordenador, em adesão ao Corredor Cultural Eu, NOME DO COORDENADOR DO PROJETO/PROGRAMA, declaro que concordo em aderir ao Corredor Cultural quando houver a chamada para apresentação de propostas culturais da UFTM, para possível circulação nas Instituições de Ensinor Superior, IES, localizadas na região Sudeste, participantes do Corredor Cultural. Declaro ainda que tenho interesse e disponibilidade em submeter proposta(s) no(s) seguinte(s) eixos (o coordenador poderá escolher mais de um eixo, se for o caso): ( ) Eixo 1 – Mostras e exposições: circulação de projetos de pesquisa, processos criativos e produções artísticas nas áreas de artes visuais e interdisciplinar; ( ) Eixo 2 – Cursos e oficinas: oficinas ministradas por alunos, funcionários e professores de IES, com o objetivo da difusão de conhecimentos artístico culturais; ( ) Eixo 3 – Música: circulação de grupos, coletivos e artistas solos com trabalhos artísticos que englobam desde a música popular, instrumental, erudita a músicas experimentais; ( ) Eixo 4 – Artes da cena: objetos culturais que englobam manifestações artísticas de teatro, dança, circo e performance. Tenho ciência que os custos para circulação das atividades culturais serão pagos com recursos oriundos do Ministério da Cultura/MinC (condicionado ao repasse de recursos pelo MinC à UFTM). ___________________________________ Local e Data ___________________________________ Coordenador da proposta Assinatura e Carimbo ANEXO V 6.1 Relevância social da proposta para a comunidade: detalhamento do impacto social gerado com a proposta; da interação com os outros setores da sociedade, desenvolvendo parcerias; da contribuição para as políticas públicas prioritárias ao desenvolvimento regional e nacional; e do atendimento à comunidade, com vistas à futura autonomia das ações. Apresentar informações sobre a realidade social que indicam a necessidade de intervenção e a importância da realização do programa/projeto. Esse quesito deve ser contemplado no item Justificativa ou Fundamentação Teórica, na plataforma do SIGProj. 6.2 Previsão no projeto pedagógico do curso: deverá ser demonstrada a vinculação das atividades de extensão com o Projeto Pedagógico do Curso – PPC e com o Plano de Desenvolvimento Institucional– PDI. Esse quesito deve ser contemplado no item Justificativa ou Fundamentação Teórica, na plataforma do SIGProj. 6.3 Acompanhamento e avaliação: Do programa/projeto: apresentar os indicadores que serão utilizados na análise e avaliação do programa/projeto, que permitirão acompanhar e comparar seu desenvolvimento e seus resultados. Os indicadores podem ser de duas categorias (quantitativos e qualitativos), podem se referir aos agentes do programa/projeto (corpo docente, corpo discente, corpo técnico, comunidade), bem como aos instrumentos e metodologias (entrevistas, análise documental, questionários, observação etc.). Indicar quais serão as fontes de informação, os instrumentos, a periodicidade e a metodologia, bem como quais os agentes participarão dessa avaliação. Da comunidade: a avaliação pela comunidade envolvida sobre os impactos do programa/projeto é um item importante a ser considerado. Do bolsista: descrever o processo de avaliação do bolsista – instrumentos, periodicidade, metodologia, outros. 6.4 Natureza acadêmica: INDISSOCIABILIDADE ENTRE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO – caracterizada pela integração da ação extensionista à formação técnica e cidadã do estudante. Promover, desenvolver e difundir os conhecimentos científicos e tecnológicos. Projetos desenvolvidos a partir do resultado de estudos sistemáticos (pesquisas – conhecimento) do contexto sócio-econômico-cultural da comunidade cujas aspirações se pretende atender. Aplicação dos resultados na pesquisa científica e tecnológica na sociedade ou que as atividades desenvolvidas na sociedade subsidiem o desenvolvimento de pesquisas científicas e tecnológicas que impactem no desenvolvimento regional. INTERDISCIPLINARIDADE - caracterizada por trocas entre áreas de conhecimento, interação de modelos e conceitos complementares, além da integração de metodologias, instrumentos e técnicas para uma consistência teórica e operacional que estrutura o trabalho coletivo. IMPACTO NA FORMAÇÃO DO ESTUDANTE – caracterizado pela contribuição à formação técnico-científica, pessoal e social dos estudantes, explicitada em um plano de trabalho que contenha as ações que serão desenvolvidas pelos estudantes durante a execução do projeto. CAPACIDADE DE GERAÇÃO DE PUBLICAÇÕES E PRODUTOS DE EXTENSÃO – caracterizado pela elaboração de produtos que sejam resultantes das ações dos programas e projetos. Também devem ser contempladas a INTERINSTITUCIONALIDADE e a INTERPROFISSIONALIDADE da proposta. 6.5 Fundamentação teórica: explicitação detalhada dos fundamentos teóricos que orientam a proposta; qualidade da descrição da problemática a ser abordada. Explicitação dos fundamentos conceituais que orientarão as atividades a serem desenvolvidas. 6.6 Clareza e precisão dos objetivos: qualidade da definição do objetivo geral da proposta; clareza e precisão dos objetivos específicos; qualidade da correlação entre metas definidas e objetivos a serem alcançados. 6.7 Explicitação dos procedimentos metodológicos: participação da comunidade beneficiada no processo decisório; coerência metodológica com os objetivos da proposta; coerência metodológica com os princípios da Extensão, entendida como o processo educativo, cultural e científico que articula o Ensino e a Pesquisa de forma indissociável e viabiliza a relação transformadora entre Universidade e Sociedade. Descrição da metodologia empregada para a execução do programa/projeto e como os objetivos e metas serão alcançados, incluindo a contribuição dos bolsistas, a infraestrutura existente/necessária (como recursos materiais, laboratoriais, financeiros, logísticos e tecnológicos), bem como outras informações consideradas relevantes e respectivas justificativas. 6.8 Indicação do público-alvo e número de pessoas beneficiadas (atendidas): indicação das pessoas que serão diretamente beneficiadas na execução do projeto/programa e do número estimado de pessoas beneficiadas; pertinência do público-alvo escolhido com a área temática na qual a proposta concorre; qualidade da delimitação e da caracterização do público alvo. 6.9 Cronograma de execução: consistência do cronograma e sua relação com os objetivos e metas propostos; envolvimento equilibrado e distribuído da equipe executora ao longo de todo o cronograma de execução. 6.10 Experiência da equipe executora: a coordenação da equipe executora deverá estar a cargo de um docente, com o título de Doutor ou Mestre, pertencente ao quadro da instituição proponente, e que deverá obrigatoriamente ter o seu Currículo Lattes preenchido e atualizado.