«« Voltar
Bases do diagnóstico: ampliando a atuação do laboratório de patologia oral em Nova Friburgo
Protocolo do SIGProj:   69776.341.31404.02022011
De:07/03/2011  à  07/12/2011
 
Coordenador-Extensionista
  Rebeca de Souza Azevedo
Instituição
  UFF - Universidade Federal Fluminense
Unidade Geral
  PUNF - Polo Universitário de Nova Friburgo
Unidade de Origem
  MGD - Faculdade de Odontologia de Nova Friburgo
Resumo da Ação de Extensão
  O diagnóstico das afecções orais e maxilofaciais se dá pela realização de exame clínico minucioso, comumente associado a exames complementares como a biópsia, que é a remoção parcial ou total de uma alteração patológica de um organismo vivo para análise histopatológica. O exame histopatológico será responsável pelo estabelecimento do diagnóstico definitivo de grande parte das patologias e, assim, permitirá o direcionamento mais adequado do plano de tratamento do paciente. As etapas laboratoriais para obtenção da lâmina histológica consistem da fixação, macroscopia e clivagem, desidratação, diafanização, impregnação e inclusão, microtomia e coloração para visualização em microscópio óptico pelo patologista oral, que realizará a descrição microscópica e a emissão do laudo anatomopatológico. O laboratório de Patologia Oral da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal Fluminense do Pólo Universitário de Nova Friburgo (FOUFF/PUNF) foi implantado ao final do primeiro semestre de 2010 e tem atendido a comunidade da faculdade desde então. Dessa forma, o objetivo deste projeto de extensão é ampliar o acesso da comunidade de Nova Friburgo e adjacências ao Laboratório de Patologia Oral da FOUFF/PUNF e permitir que o aluno de graduação tenha acesso e entendimento mais completo das etapas, não apenas clínicas, mas também laboratoriais do processo do diagnóstico oral.
Palavras-chave
   patologia, cavidade oral, histopatologia, tratamento adequado, Diagnóstico
Público-Alvo
  O público-alvo base inclui pacientes da rede pública de todas as faixas etárias que possuem alterações patológicas (excluindo cárie e doença periodontal) do complexo maxilofacial que necessitem de biópsia para estabelecimento do diagnóstico definitivo de suas patologias. Além disso, ao estabelecer uma parceria com o Laboratório de Anatomia Patológica do Hospital Municipal Raul Sertã, a equipe técnica e o patologista médico responsável também se beneficiarão das atividades deste projeto de extensão.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar