«« Voltar
Habitantes do Arroio: Estudo de conflitos de uso de águas urbanas, risco, saúde pública e comunidades étnicas em Porto Alegre-RS
Protocolo do SIGProj:   64618.319.73718.18102010
De:23/10/2010  à  23/10/2015
 
Coordenador-Extensionista
  Maria Cristina Caminha de Castilhos França
Instituição
  IFRS - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
Unidade Geral
  Porto Alegre - Câmpus Porto Alegre - Extensão
Unidade de Origem
  EXT - Extensão
Resumo da Ação de Extensão
  O “Habitantes do Arroio: estudo de conflitos de uso de águas urbanas, risco, saúde pública e comunidades étnicas em Porto Alegre-RS” é um projeto de pesquisa e ação, voltado para descoberta das situações de conflito e interdependência entre grupos sociais diversos, instituições e técnicos de diversas áreas envolvidos cotidianamente com os usos (e abusos) das águas do Arroio Dilúvio, em Porto Alegre. O projeto é financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), sendo executado pelo grupo de pesquisa Banco de Imagens e Efeitos Visuais (BIEV – Laboratório de Antropologia Social – UFRGS) e pela ONG Instituto Anthropos, com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente do Estado do Rio Grande do Sul (SEMA-RS). A pesquisa se vale da produção e da exibição de documentários, relatórios e narrativas sonoras e visuais sobre as condições ambientais dos recursos hídricos em questão contrapostos à diversidade sócio-cultural de representações simbólicas, ethos e visão de mundo das populações que habitam a microbacia do Arroio Dilúvio quanto aos usos do solo e da água, visando à valorização do Arroio Dilúvio e do seu ecossistema como bem comum e essencial a toda a cidade.
Palavras-chave
   Habitantes do Arroio Dilúvio, situações de conflito e de uso das águas urbanas, narrativas sonoras e visuais
Público-Alvo
  Alunos dos cursos Técnico em Meio Ambiente e Tecnólogo em Gestão Ambiental
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar