«« Voltar
EXPERIÊNCIAS DE SAÚDE NO DIA A DIA DO INSTITUTO BENJAMIN CONSTANT
Protocolo do SIGProj:   314109.1722.133636.04112018
De:07/01/2019  à  30/09/2020
 
Coordenador-Extensionista
  Patrícia de Andrade Risso
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CCS - Centro de Ciências da Saúde
Unidade de Origem
  FO - Faculdade de Odontologia
Resumo da Ação de Extensão
  De acordo com a OMS (2015), existem 285 milhões de pessoas deficientes visuais (DV) no mundo. Destas, cerca 7 milhões são crianças e adolescentes com menos de 15 anos. A DV afeta as atividades da vida diária e escolar e reduz a qualidade e a expectativa de vida. Recente pesquisa no Instituto Benjamin Constant (IBC) demonstrou uma condição de saúde bucal (CSB) insatisfatória de crianças e adolescentes, relacionada a deficiente qualidade da higiene bucal e a não supervisão da escovação pelos responsáveis. Assim, restou claro, que independente das ações curativas odontológicas, é necessário o desenvolvimento de ações de promoção de saúde tanto bucal, quanto geral. Assim, este objetiva realizar ações de promoção, educação e prevenção em saúde bucal e geral, no IBC. O público-alvo principal são os escolares DV, e demais atores participantes da escola, como os reabilitandos, os professores e demais funcionários do IBC e os responsáveis dos escolares. As principais ações de promoção de saúde são: desenvolvimento de materiais didáticos e lúdicos sobre temas de saúde bucal e geral, ou outros que sejam de interesse do público-alvo, adaptados para os DV, mas também voltados para os responsáveis, professores e funcionários videntes; escovação dentária supervisionada e instrução de HB, palestras de saúde, rodas de conversa, adaptadas para os diferentes públicos e temas. Com este projeto espera-se contribuir para a melhoria da qualidade de vida do público-alvo e também contribuir para a formação acadêmica e cidadã dos alunos de graduação da UFRJ.
Palavras-chave
   saúde bucal, criança, adolescente, adultos, deficiência visual
Público-Alvo
  1) Escolares deficientes visuais, cegos ou com baixa visão (05 a 21 anos); 2) Reabilitandos (adultos com recente perda da visão total ou parcial); 3) Professores e demais funcionários do Instituto Benjamin Constant (IBC), que é um Instituição Federal de Ensino. 4) Os responsáveis pelos escolares do IBC.
Situação
  Atividade
Contato
   Patrícia de Andrade Risso (risso.p.a@gmail.com)
«« Voltar