«« Voltar
Avaliação da qualidade do sono na perspectiva da população atendida pela Estratégia Saúde da Família: contexto, impactos e intervenções
Protocolo do SIGProj:   312168.1722.131904.03112018
De:07/01/2019  à  07/01/2020
 
Coordenador-Extensionista
  Maria Tavares Cavalcanti
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CCS - Centro de Ciências da Saúde
Unidade de Origem
  FM - Faculdade de Medicina
Resumo da Ação de Extensão
  A prevenção dos transtornos psiquiátricos e a promoção da saúde mental têm sua concretização em alternativas que busquem aperfeiçoar a resposta do sistema de saúde à demanda que recebe da população. O projeto tem como objetivo fundamental atuar de forma não-farmacológica na construção terapêutica da qualidade do sono, em encontros com a população da Clínica da Família Felippe Cardoso. A privação de sono e os transtornos do sono atingem níveis epidêmicos, exigindo mais do sistema de saúde, reduzindo a qualidade de vida e causando impactos financeiros diretos e indiretos na sociedade. O sono e a vigília são estados neurobiológicos essenciais à saúde e funcionamento físico e mental, contribuindo para a aquisição de novas memórias e o processamento de informações, além de serem fundamentais para o aprendizado e a capacidade de tomar decisões, enquanto problemas do sono estão associados ao desenvolvimento de doenças neurodegenerativas, depressão e ansiedade. Alterações do sono são observadas com maior frequência em indivíduos com doenças psiquiátricas e, inversamente, indivíduos com transtorno do sono comumente apresentam sintomas e transtornos psiquiátricos. A medicina do sono é um campo multidisciplinar no qual a prática médica atua com possibilidades investigativas e terapêuticas. Uma dessas diz respeito a intervenções psicológicas e comportamentais que visam reduzir a latência do sono e melhorar sua consolidação, alterando comportamentos, hábitos e cognições que interferem em tal estado fisiológico.
Palavras-chave
   Transtornos do sono, Saúde Mental, Estratégia Saúde da Família
Público-Alvo
  O projeto está aberto para qualquer paciente da Clínica da Família Felippe Cardoso que se interesse em participar das atividades que serão realizadas, possuindo como público alvo em potencial todos os usuários da clínica. Entretanto, devido a impossiblidade logística de atender a todo os pacientes, haverá um limite de 50 vagas. Além disso, serão ofertadas 15 vagas para membros da Liga de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro para participação nas aulas de capacitação e nas atividades da clínica.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   A divulgação deste projeto acontece entre os professores envolvidos e dos alunos para os demais alunos. A divulgação dentro da comunidade contará com o apoio dos Agentes comunitários de Saúde e dos próprios usuários participantes, auxiliados por um material de propaganda e informação adequado.
«« Voltar