«« Voltar
Melhora no serviço de inspeção e segurança alimentar através da identificação de lesões em órgãos e carcaças de bovinos abatidos em frigoríficos com inspeção federal
Protocolo do SIGProj:   311433.1718.6805.01102018
De:31/10/2018  à  30/10/2020
 
Coordenador-Extensionista
  Célso Pilati
Instituição
  UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina
Unidade Geral
  CAV - Centro de Ciências Agroveterinárias
Unidade de Origem
  DMV - Departamento de Medicina Veterinária
Resumo da Ação de Extensão
  A metodologia utilizada pela inspeção animal na linha de abate tem gerado controvérsias entre o que deve ser condenado e liberado ao consumo. Os inspetores muitas vezes têm dúvidas na interpretação das lesões durante o abate de animais, e acredita-se que muitas vezes carcaças e órgãos são condenados desnecessariamente. Será realizado um estudo em conjunto com os responsáveis pelo SIF para caracterizar as lesões que levam a condenação e possível perda econômica. As lesões serão fotografadas, coletadas e fixadas em formalina 10% neutro. O material será processado no laboratório de Histologia Animal do CAV, corado pela técnica de HE e analisado no microscópico óptico. Quando necessário, serão realizadas colorações especiais. Após a leitura será feita interpretação dos dados com ênfase na identificação das possíveis etiologias. Os resultados serão discutidos e apresentados aos veterinários da Inspeção Federal. Pretende-se diminuir as perdas econômicas para os criadores, bem como para as indústrias. Além de formar uma base de dados com as doenças prevalentes atualmente em SC.
Palavras-chave
   Lesões, inspeção, condenação, histopatológico.
Público-Alvo
  Através do correto diagnóstico das lesões observadas na linha de abate, pode-se auxiliar os veterinários do serviço de Inspeção a fazer a destinação adequada das vísceras e carcaças. Além disso, coletar dados para elaboração da atual prevalência de doenças em SC, as quais em sua maioria são subdiagnosticadas e subnotificadas. Com isso cria-se mais uma ferramenta para orientação aos produtores rurais, o que indiretamente acarreta em benefícios à população consumidora de carne. Além do que, é uma excelente oportunidade para os estudantes de medicina veterinária do CAV/UDESC aprenderem a identificar lesões em vísceras e carcaças, aprimorando-se para o mercado de trabalho.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   Célso Pilati - (49) 3289-9168
«« Voltar