«« Voltar
Criação e implementação da Plataforma Zebrafish (Danio rerio) aplicada a pesquisa e desenvolvimento de produtos biotecnolgicos.
Protocolo do SIGProj:   310020.1599.60040.24072018
De:01/08/2018  à  31/12/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Bettina Monika Ruppelt
Instituição
  UFF - Universidade Federal Fluminense
Unidade Geral
  PROEX - Pró-Reitoria de Extensão
Unidade de Origem
  LURA/EX - Laboratório Universitário Rodolpho Albino
Resumo da Ação de Extensão
  O Instituto Vital Brazil é um laboratório oficial brasileiro que atende a todo o setor público, com a produção de soros de uso humano. Realiza estudos e pesquisas no campo farmacêutico, biológico, econômico e social. Dentre os soros hiperimunes produzidos pelo IVB destacam-se o antibotrópico penta valente, contra o veneno de Bothrops jararaca, Bothrops jararacussu, Bothrops moojeni, Bothrops alternatus, e Bothrops neuwiedi.; o anticrotálico, contra o veneno de Crotalus durissus; e o antiescorpiônico, contra o veneno de Tityus serrulatus. Segundo a Farmacopeia Brasileira (5ª edição) o veneno utilizado para a produção de soros hiperimunes é padronizado pela determinação da Dose Letal 50% (DL50). Para a determinação da DL50 são utilizados 50 camundongos albinos divididos em cinco grupos de 10 animais, administrando-se uma dose diferente do veneno por grupo. Para os soros hiperimunes determina-se a potência, utilizando-se 40 camundongos divididos em cinco grupos de 8 animais, com administração de diferentes doses do soro por grupo. Como teste de segurança biológica deve-se determinar a ausência de pirogênio utilizando-se 8 coelhos adultos por lote de soro hiperimune produzido. A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômicos (OCDE) padroniza as normas científicas de 30 países, aceita protocolos inovadores para testes que exigem menos animais, orienta a substituição de testes em mamíferos por métodos alternativos e o uso do Zebrafish (Denio rerio) para a determinação de DL50. O projeto tem como objetivo criar e implementar a Plataforma Zebrafish (Danio rerio) aplicada à pesquisa e desenvolvimento de produtos biotecnológicos no Instituto Vital Brazil.
Palavras-chave
   Biotério, Zebrafish, Danio rerio
Público-Alvo
  3 alunos de graduação do Curso de Farmácia da UFF, 3 Técnicos do Instituto Vital Brazil, 40 alunos da disciplina de Fitoterapia do Curso de Farmácia da UFF, 40 alunos da disciplina de Tecnologia Farmacêutica de Medicamentos Biológicos.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   Bettina Monika Ruppelt bettinaruppelt@id.uff.br
«« Voltar