«« Voltar
Conhecimentos, modos de vida & bem-viver indígenas: encontros/diálogos transculturais sobre a saúde e a medicina indígena
Protocolo do SIGProj:   305450.1650.279000.03072018
De:05/09/2018  à  10/12/2018
 
Coordenador-Extensionista
  João Paulo Lima Barreto
Instituição
  UFAM - Universidade Federal do Amazonas
Unidade Geral
  PROEXT - PRO-REITORIA DE EXTENSÃO
Unidade de Origem
  ICHL - INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS
Resumo da Ação de Extensão
  O projeto em parceria entre o Núcleo de Estudos da Amazônia Indígena (NEAI) e o Centro de Medicina Indígena de Manaus (CMI) visa promover o diálogo interepistêmico e transcultural entre os conhecimentos indígenas e os conhecimentos acadêmicos, de modo a contribuir para as discussões que emergem na interface entre os campos da saúde, da medicina, da auto-sustentabilidade e dos direitos culturais e sociais das comunidades indígenas no Amazonas, especialmente quando o Estado realiza políticas públicas nesse sentido. Objetiva-se promover o reconhecimento e a valorização dos sistemas de conhecimentos indígenas, isto é sua epistemologia, através da ampla participação de seus portadores e agentes que são os kumuã (xamãs indígenas): os mestres tradicionais dos conhecimentos indígenas. Os eventos do projeto (palestras, mesas redondas, cursos de formação e exposição) contarão também com a participação de docentes e discentes da UFAM e de outras Instituições de Ensino Superior: profissionais e estudantes da área da saúde, profissionais e estudantes da área do direito, professores, pesquisadores e alunos da área da antropologia, da comunidade em geral. Em especial contaremos com a participação de antropólogos indígenas, mestrandos, mestres e doutorandos, que são novos agentes dos conhecimentos indígenas, possibilitando assim uma troca e articulação de múltiplos sistemas de especialistas, agindo na perspectiva de conectar conhecimentos, experiências e propostas para um diálogo conjunto na busca de soluções para os dilemas no campo da saúde e da medicina indígena.
Palavras-chave
   Saúde indígena, conhecimentos, multiplicidade
Público-Alvo
  Estudantes de graduação e pós-graduação em Antropologia Social e Ciências da Saúde; Profissionais da saúde que trabalham em contato direto com pessoas indígenas, comunidades e aldeias.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar