«« Voltar
PREVENÇÃO E DIAGNÓSTICO DAS PATOLOGIAS CERVICAIS E DA MICROBIOTA VAGINAL DE MULHERES RESIDENTES NA ZONA NORTE DO MUNICÍPIO DE PALMAS – TO
Protocolo do SIGProj:   304324.1639.65270.23042018
De:05/05/2018  à  30/05/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Valdir Francisco Odorizzi
Instituição
  UFT - Universidade Federal do Tocantins
Unidade Geral
  CUP - Campus de Palmas
Unidade de Origem
  MED - MEDICINA
Resumo da Ação de Extensão
  As infecções do trato geniturinário estão entre os distúrbios mais frequentes por causa dos quais as pacientes procuram os ginecologistas. O trato geniturinário feminino é vulnerável à infecção devido à propagação de microrganismos pela proximidade da uretra, vagina e ânus. A região vaginal contém microbiota extensa de bactérias e fungos, cuja composição é alterada na dependência de vários fatores. Um desequilíbrio na microbiota vaginal resulta em vulvovaginites, cervicites e vaginoses bacterianas. O fluxo de atendimento na rotina das unidades de saúde pública para as condutas de prevenção do câncer ginecológico e infecções se inicia com o exame colpocitológico (Papanicolaou). Para dar continuidade às ações de prevenção, é necessário conhecimento acerca dos resultados por parte dos profissionais que realizam a coleta e mantém contato direto com essas mulheres. Neste sentido, o presente projeto visa realização ações de educação em saúde visando prevenir as patologias do trato genital inferior, bem como avaliar a epidemiologia de câncer de colo uterino e vulvovaginites, de mulheres moradoras da zona norte do município de Palmas – TO.
Palavras-chave
   Vulvovaginites, Papainicolau, Prevenção
Público-Alvo
  150
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar