«« Voltar
Seminário Língua de Sinais, Identidades e Cultura Surda de Paranã
Protocolo do SIGProj:   304281.1639.43678.15042018
De:05/05/2017  à  06/05/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Bruno Gonçalves Carneiro
Instituição
  UFT - Universidade Federal do Tocantins
Unidade Geral
  CUPN - Campus de Porto Nacional
Unidade de Origem
  LIBRAS - Letras Libras
Resumo da Ação de Extensão
  A língua de sinais utilizada no Brasil – a libras - é uma língua de complexidade e atributos comparáveis a qualquer outro sistema dessa natureza. Mas, esse status ainda é desconsiderado principalmente na implementação de políticas de inclusão envolvendo a comunidade surda brasileira, que muitas vezes não tem assegurados os direitos à sua língua e cultura. Os motivos para tal entrave são diversos, mas, certamente, uma das causas é a insistência da sociedade majoritária em enxergar deficiência no surdo, desprezando sua forma de significar o mundo. A comunidade surda brasileira conquistou o reconhecimento legal de sua língua, identidades e cultura, um patrimônio imaterial. Com a língua de sinais, os surdos podem usufruir de direitos constituicionais fundamentais, como a educação, saúde, trabalho, moradia, lazer, segurança, porque todos eles perpassam pela língua em uso. Resgatam também o direito à participação, com a garantia da presença de intérpretes de libras e ouvintes sinalizadores em diversos fenômenos da vida cotidiana, em que estabelecemos as nossas relações sociais. O Língua de Sinais, Identidades e Cultura Surda de Paranã tem como objetivos dar visibilidade à libras e promover discussões envolvendo direitos humanos, linguísticos, em torno da comunidade surda brasileira, adentrando em contextos dos mais diversos: educacionais, laborais, culturais e outros.
Palavras-chave
   Língua de sinais, cultura surda, acessibilidade, inclusão, educação bilíngue
Público-Alvo
  Profissionais da educação básica, estudantes da educação básica e demais interessados.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar