«« Voltar
Construção da rede nacional de articulação: psicologia, povos indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais
Protocolo do SIGProj:   301708.1599.248120.22102018
De:01/04/2018  à  31/12/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Beatriz Corsino Perez
Instituição
  UFF - Universidade Federal Fluminense
Unidade Geral
  ESR - Instituto de Ciências da Sociedade e Desenv. Regional de Campos
Unidade de Origem
  CPS - Departamento de Psicologia de Campos
Resumo da Ação de Extensão
  Nos últimos vinte anos, a relação da psicologia com as populações tradicionais, indígena, quilombola e em luta por território vem se modificando devido a uma ampliação das políticas públicas no campo, o processo de interiorização das universidades, a maior atuação dos psicólogos em município de pequeno e médio porte e uma preocupação com a chamada “agenda ambiental”. É frente a esta emergente exigência histórico-política de expansão das atividades e da formação profissional, nos interiores do país, que se torna relevante voltar o olhar da psicologia para a vida dos povos indígenas, tradicionais e do campo, frente a seus costumes, modos de ser e as relações que estes implicam sobre a vida das cidades. Este projeto tem como objetivo a construção de uma rede nacional de articulação de profissionais, pesquisadores, militantes e as próprias populações para refletir sobre a atuação da psicologia nesse campo de trabalho, pesquisa e intervenção. Através da criação do I Encontro Nacional e de eventos locais busca-se promover o diálogo e o encontro de saberes das populações do campo, tradicionais e indígenas com os saberes psicológicos para construir propostas de atuação ético-política, prática e metodológica articuladas às especificidades e às diversidades culturais, de expressão e produção, de forma a não reproduzir práticas colonizadoras e universalizantes.
Palavras-chave
   Psicologia, rede, comunidades tradicionais, indígenas, quilombolas
Público-Alvo
  Psicólogos que atuam na rede pública, ongs, movimentos sociais, populações tradicionais, indígenas, quilombolas, de terreiro e em luta pela terra, professores universitários, estudantes de psicologia, Conselhos regionais de psicologia, Conselho Federal de Psicologia, Abrapso, sindicato de psicologia.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   biacorsino@gmail.com
«« Voltar