«« Voltar
A Teoria dos Humores: da antiguidade aos modernos
Protocolo do SIGProj:   301206.1639.96778.22032018
De:02/04/2018  à  12/06/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Juliana Santana de Almeida
Instituição
  UFT - Universidade Federal do Tocantins
Unidade Geral
  CUP - Campus de Palmas
Unidade de Origem
  FIL - FILOSOFIA (Licenciatura)
Resumo da Ação de Extensão
  A proposta do curso é apresentar a teoria dos humores, partindo da composição dos quatro elementos para apreender de que maneira a história a considerou a ponto de definir o ser na natureza, diante a influência e determinação deles. Conforme pensadores da saúde física e da filosofia da Antiguidade grega, quatro elementos constituintes naturais do corpo humano seriam responsáveis por inúmeras reações frente à vida, entre as quais contamos os diferentes temperamentos. Esses quatro constituintes, chamados “humores”, eram sangue, bílis amarela, bílis negra e fleuma. Por seu turno, gerariam os temperamentos sanguíneos, bilioso, melancólico e fleumático. Para a saúde, tanto do corpo quanto da comunidade, era necessária uma espécie de equilíbrio entre esses humores. Teorias como esta são encontradas em Galeano, Hipócrates, Empédocles e Aristóteles, este último pensador ao qual daremos maior ênfase. Abordaremos especialmente um tratado considerado pseudo-aristotélico mas com teorias condizentes àquelas do filósofo em questão, o “Problema XXX, 1”, que apresenta, entre outras ideias, a relação da bílis negra com a genialidade e a o temperamento melancólico. Na modernidade, a teoria dos humores permitiu o que consideramos um fomento da individualidade, a compreensão do ser a partir de sua evidência. O modo como certos autores se apropriaram da teoria dos antigos deu lugar a uma compreensão do sujeito pautado na natureza e determinado pelos fenômenos naturais. Assim, para os modernos foi reformulada a teoria dos quatro elementos e a teoria dos humores: a natureza determinando o ser.
Palavras-chave
   Humores, Antiguidade, Modernidade
Público-Alvo
  Estudantes da UFT, especialmente do curso de Filosofia, mas não somente, comunidade da UFT e externa que tenha interesse no tema debatido.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar