«« Voltar
Ouvir e ser ouvido: acessibilidade para um ambiente inclusivo
Protocolo do SIGProj:   301070.1722.161891.02112018
De:01/03/2019  à  01/03/2020
 
Coordenador-Extensionista
  Nora Maria Mendes Guimarães Geoffroy
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CLA - Centro de Letras e Artes
Unidade de Origem
  EBA - Escola de Belas Artes
Resumo da Ação de Extensão
  O projeto pedagógico do Curso de Composição de Interior encontra-se fundamentado no princípio da inclusão, defendendo o conceito de Design Universal que requer, nos projetos de ambientes interiores, o atendimento a toda e qualquer pessoa, seja nas condições de acessibilidade, seja nas condições de uso dos espaços, não importando gênero, idade ou condição física e de saúde. A Lei 3.311 /2001 da Câmara Municipal do Rio de Janeiro instituiu a obrigatoriedade de os condomínios residenciais multifamiliares promoverem a necessária adaptação para a devida acessibilidade de pessoas com deficiência permanente de locomoção às partes comuns do edifício e a seus imóveis particulares, seja através de eliminação de barreiras arquitetônicas, seja através da implantação de mecanismos compensatórios, que lhes permitam a superação de quaisquer obstáculos. No entanto, os prazos de aplicação da Lei não têm sido cumpridos de maneira satisfatória. O projeto de extensão em pauta tem o objetivo de incentivar o estudante a contatar as edificações que se encontram inadimplentes, propondo um trabalho de consultoria técnica que se inicia com o levantamento de espaços comuns dessas edificações residenciais multifamiliares, para a verificação da necessidade de intervenções, de modo a promover a acessibilidade e a inclusão. O projeto culmina com a elaboração de relatório final, indicativo de soluções a serem empreendidas pelo próprio condomínio para atender à legislação e contribuir para o bem-estar dos condôminos idosos e dos usuários com dificuldade ou restrição de mobilidade.
Palavras-chave
   Design universal, inclusão, acessibilidade, idosos, condomínios
Público-Alvo
  O público alvo é composto pelos condôminos de edifícios residenciais multifamiliares na cidade do Rio de Janeiro e seus arredores, com foco especial em idosos e pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida. Trabalhando-se com 4 docentes orientadores de 2 grupos de 3 discentes cada, presume-se que cada grupo trabalhará com 1 condomínio. Calcula-se que cada condomínio contenha cerca de 100 apartamentos ou 400 condôminos, estimando-se em 3200 os sujeitos beneficiados pelo projeto.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   Orientadores do projeto através dos e-mails: norageoffroy@eba.ufrj.br marcelobrasil@eba.ufrj.br gilbertorangel@ufrj.br
«« Voltar