«« Voltar
Identificação das prioridades de melhoramento e coleta de genótipos da cultura de mandioca
Protocolo do SIGProj:   299592.1668.273527.18032018
De:02/05/2018  à  30/10/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Nancy Farfan Carrasco
Instituição
  IFMS - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  UG - NA - Campus Nova Andradina
Unidade de Origem
  UO - Coeri NA
Resumo da Ação de Extensão
  A mandioca é cultivada nos trópicos, sendo o sexto maior cultivo produzido no mundo, e cultivada principalmente pelo amido que contem nas suas raízes tuberosas. Este cultivo tem sua origem no Brasil, e em regiões do centro Oeste apresentam alta diversidade genética, como é observado no estado do Mato Grosso do Sul (MS). No Vale do Ivinhema – MS, existe uma infinidade de agricultores tradicionais que cultivam mandioca, sem a utilização de variedades melhoradas, levando como consequência a rendimentos baixos. Neste contexto, este estudo tem como objetivos identificar as prioridades de melhoramento desta cultura, baseado nas necessidades dos agricultores e coletar as variedades de mandioca presentes no Assentamento Santa Olga do Vale do Ivinhema. Para a identificação das prioridades de melhoramento, serão realizados três dias de campo no Assentamento, com aplicação de entrevistas estruturadas e não estruturadas, com o objetivo de identificar as principais variáveis consideradas pelos agricultores, no momento da adoção de uma variedade melhorada de mandioca. Após, a identificação das variáveis que deverão ser levadas em consideração para implantação de um programa de melhoramento de Mandioca desenvolvido dentro do Assentamento, será feita a divulgação e análise desses resultados no último dia de campo junto aos agricultores. A coleta de amostras de manivas de diferentes genótipos presentes no Assentamento, será mediante visitas aos campos dos agricultores e posteriormente incluídas à coleção de germoplasma de mandioca presente no Instituto Federal de Mato Grosso do Sul – Campus Nova Andradina, visando o desenvolvimento de programas de melhoramento participativo, voltados para região.
Palavras-chave
   Manihot esculenta, diversidade, melhoramento participativo
Público-Alvo
  Agricultores de mandioca do assentamento de Santa Olga, alunos e professores do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   nancy.carrasco@ifms.edu.br
«« Voltar