«« Voltar
AS PRÁTICAS INTEGRATIVAS COMPLEMENTARES E POPULARES EM INTERFACE COM A EDUCAÇÃO POPULAR EM SAÚDE DOS POVOS DO CAMPO.
Protocolo do SIGProj:   295847.1639.203289.21052018
De:03/01/2018  à  31/12/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Nilton Vale Cavalcante
Instituição
  UFT - Universidade Federal do Tocantins
Unidade Geral
  CUP - Campus de Palmas
Unidade de Origem
  MED - MEDICINA
Resumo da Ação de Extensão
  O projeto visa trabalhar Práticas Integrativas e Educação Popular, a realização do curso de capacitação será um espaço para troca de saberes e práticas, além de oportunidade de articular atores sociais em prol de ações que fomentem sobre as práticas populares. O projeto será desenvolvido pela Universidade Federal do Tocantins por meio do Núcleo de Estudos da Saúde do Tocantins (NEST) e envolverá a realização de um Curso de Capacitação de 128 Multiplicadores em oito polos presenciais (Tocantinópolis, Araguaína, Colinas, Miracema, Palmas, Porto Nacional, Gurupi e Arraias) em Promoção das Políticas de Equidade, Gestão Participativa e da Educação Popular em Saúde, dividido em seis módulos de 20 horas, totalizando 120 horas de curso. Além disso, serão realizados dois Seminários com carga horária de 12 horas cada, abarcando a participação de até 970 pessoas, para discutir sobre as temáticas envolvidas neste projeto. Será realizado um edital para selecionar os alunos e os facilitadores que ministrarão o curso nos oito polos presenciais do projeto no Tocantins. Desta forma, este projeto visa contribuir como estratégia de qualificação de recursos humanos e comunidade na implementação das políticas de promoção da equidade e educação popular em saúde, focando sua atenção no desenvolvimento de ações de formação e qualificação da equipe de saúde, dos gestores e dos usuários do SUS.
Palavras-chave
   Práticas Integrativas, Educação Popular, Equidade, Gestão Participativa, Educação Popular em Saúde
Público-Alvo
  O Projeto: Capacitação em Políticas de Equidade e Educação Popular em Saúde envolvendo profissionais que atuam na Estratégia Saúde da Família (ESF) e Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) - Coordenadores de Atenção Básica, Agentes Comunitários de Saúde (ACS), especialmente os que trabalham com comunidades do campo, da floresta e das águas, gestores de saúde, lideranças comunitárias, ativistas de movimentos sociais e estudantes da área da saúde, docentes, técnicos administrativos e discentes da UFT. Buscando atingir 970 pessoas.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar