«« Voltar
Projeto EnCANTAR: a interface Musicoterapia e Odontopediatria na atenção humanizada ao paciente infantil e com deficiência
Protocolo do SIGProj:   292707.1597.211569.03022018
De:22/03/2018  à  20/12/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Thereza Christina Lopes Coutinho
Instituição
  UFF - Universidade Federal Fluminense
Unidade Geral
  CMO - Faculdade de Odontologia
Unidade de Origem
  MOC - Departamento de Odontoclínica
Resumo da Ação de Extensão
  O medo e a ansiedade ao tratamento odontológico, principalmente em crianças, afeta entre 5.7% e 19.5%, tornando o atendimento destes pacientes difícil e mais prolongado. Além disso, causam efeitos no corpo, tanto psicológicos quanto fisiológicos: taquicardia, aumento da pressão arterial, secreção de cortisol dentre outros, que afetam, negativamente, o comportamento da criança na cadeira odontológica. Existem vários meios não farmacológicos de controle do comportamento infantil, no entanto, alguns pacientes não respondem positivamente. Os métodos farmacológicos, como a sedação e a anestesia geral, apresentam riscos e efeitos colaterais. Assim, o uso de terapias complementares como a Musicoterapia tem gradualmente sido utilizadas devido ao seu caráter não invasivo. A Musicoterapia é um processo terapêutico que utiliza a música e seus elementos com objetivo de prevenção, manutenção e recuperação da saúde física e mental do indivíduo. A música é utilizada como recurso terapêutico que visa promover o acolhimento e a humanização no atendimento do paciente, visando uma melhor qualidade de vida, podendo trazer conforto a quem ouve. Estudos usando a música no controle da ansiedade em ambiente odontológico têm obtido bons resultados na redução do impacto negativo do estresse e na prevenção do mesmo. O objetivo deste projeto é inserir a Musicoterapia no atendimento de 60 crianças de 0 a 12 anos cadastradas na disciplina de Odontopediatria com a finalidade de promover o acolhimento e a humanização no atendimento destes pacientes, mediando o controle do medo e da ansiedade, aliviando tensões e auxiliando no tratamento do paciente infantil.
Palavras-chave
   musicoterapia, odontopediatria, medo, ansiedade, odontologia
Público-Alvo
  Crianças de 0 a 12 anos inscritas nas clínicas de Odontopediatria (graduação e pós-graduação).
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar