«« Voltar
Sabores e Saberes Guarani
Protocolo do SIGProj:   290901.1597.163133.30012018
De:01/04/2018  à  20/12/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Kenny Tanizaki Fonseca
Instituição
  UFF - Universidade Federal Fluminense
Unidade Geral
  EGG - Instituto de Geociências
Unidade de Origem
  GAG - Departamento de Análise Geoambiental
Resumo da Ação de Extensão
  O projeto Sabores e Saberes Guarani tem como proposta promover a Percepção Ambiental de alunos do ensino fundamental abordando os saberes indígenas do povo Guarani relacionados ao sistema de produção Agrofloresta, com o objetivo de resgatar a relação homem-natureza utilizando a cultura indígena como exemplo. Além de práticas que permitam que os alunos explorem essa relação, o projeto pretende valorizar a cultura dos nossos povos originários e também abordando o conceito de segurança alimentar. Ele é composto por três ações de extensão. A primeira consiste em uma oficina apresentando o povo Guarani e os conceitos de agrofloresta transmitidos de forma simplificada e lúdica para crianças de uma turma do ensino fundamental no Centro Educacional de Niterói - CEN, em conjunto com os professores da turma. A proposta da segunda ação é realizar com os alunos dessa turma, uma vivência em um Sistema Agroflorestal (SAF) do Centro de Ensino Integrado Agroecológico Barão de Langsdorff (CEIA), mostrando a eles como funciona este sistema, dando a oportunidade de aproximá-los do sistema de produção por agrofloresta, estreitando a relação homem-natureza. Nesta segunda oficina serão plantados alimentos para a colheita na terceira ação. A terceira ação, é uma oficina de culminância onde serão colhidos e preparados os alimentos plantados, reforçando o aprendizado da cultura guarani que tem como característica a prática da agrofloresta. Nesse sentido, o projeto ressalta a importância do resgate da relação homem-terra na manutenção da qualidade de vida, trabalhando o conceito de segurança alimentar e valorizando a cultura dos nossos povos originários.
Palavras-chave
   Educação Ambiental, Guarani-Mbyá, Agrofloresta, Percepção Ambiental, Ecologia.
Público-Alvo
  30 Alunos do Centro Educacional de Niterói (CEN) do ensino Fundamental e 3 professores dessa instituição, além de envolver 10 alunos de graduação de cursos relacionados a temática de “Educação Ambiental” como a graduação em Ciência Ambiental e 105 alunos (35 alunos de 3 turmas = 105 alunos) do ensino técnico em Agropecuária do Centro de Ensino Integrado Agroecológico Barão de Langsdorff (CEIA), além de dois indios Guaranis e dois docentes da UFF.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   Kenny Tanizaki Fonseca. Montaremos uma página no Facebook para divulgação, pois acreditamos que o mesmo seja um dos meios de propagação e divulgação mais eficientes que existem hoje.
«« Voltar