«« Voltar
MIGRAÇÃO E TERRITÓRIO: OS VENEZUELANOS NA FRONTEIRA VENEZUELA-BRASIL E AS CONSEQUÊNCIAS EM TERMOS DE POLÍTICAS PÚBLICAS
Protocolo do SIGProj:   290693.1530.248500.31122017
De:01/03/2018  à  01/12/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Gleicy Denise Vasques Moreira
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  FADIR - Faculdade de Direito
Unidade de Origem
  CPQ - Comissão Setorial de Pesquisa
Resumo da Ação de Extensão
  A República Bolivariana da Venezuela possui vasta reservas de petróleo e gás natural, porém marcado nas últimas décadas por uma sucessão de crises políticas e econômicas que culminaram no atual momento de convulsão. De um lado, um regime autoritário que luta para se manter no poder, do outro uma oposição ávida por tentar derrubar o regime instalado. E no meio desses dois grupos, uma população aflita, que tem tomado uma decisão extrema, deixar para trás sua casa, sua família, sua terra natal, para tentar refazer sua vida em outro país e lutar por melhores condições de vida. Diante dessa realidade, o presente artigo busca analisar a dinâmica político-econômica venezuelana nos últimos 30 anos, compreender as migrações venezuelanas para o território brasileiro e conhecer as políticas públicas de fronteira para o território em questão. Nesse sentido, o objetivo deste artigo é compreender um dos fenômenos importantes na relação entre Brasil e Venezuela - seja na perspectiva histórica seja na contemporaneidade - as migrações, que tem despertado interesses internacionais, nacionais e principalmente locais, além de sua importância para o desenvolvimento socioeconômico. O trabalho pretende abordar as políticas públicas em relação à imigração, contextualizando a dinâmica político-econômico-social venezuelana.
Palavras-chave
   migrações, planejamento urbano e regional, desenvolvimento socioeconômico, políticas públicas
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar