«« Voltar
REPRESENTAÇÕES SOCIAIS SOBRE A PERMANÊNCIA DE CRIANÇAS NO LOCAL DE TRABALHO DE SEUS PAIS: UM ESTUDO COM FEIRANTES NA REGIÃO DA FRONTEIRA BRASIL E BOLÍVIA
Protocolo do SIGProj:   289741.1530.216240.13122017
De:01/01/2018  à  31/12/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Claudia Araujo de Lima
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CPAN - Câmpus do Pantanal
Unidade de Origem
  GAB/CPAN - Gabinete do Diretor
Resumo da Ação de Extensão
  As feiras livres são espaços de encontros, de interações sociais e culturais. Situadas no circuito inferior da economia são importantes meios de geração de emprego e renda. No município de Corumbá-MS, região de fronteira com a Bolívia, as feiras livres possuem características distintas das demais feiras do país, observa-se nesses espaços que os feirantes levam seus filhos ao local de trabalho. O presente projeto de pesquisa tem por objetivo conhecer as representações sociais de feirantes sobre a permanência de crianças no local de trabalho de seus pais. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, de caráter exploratório-descritivo. Farão parte da pesquisa 6 trabalhadores que desempenham suas atividades na feira de domingo do município de Corumbá-MS. Como instrumentos de coleta de dados serão utilizados um questionário sociodemográfico e entrevista semiestruturada. Os dados das entrevistas serão submetidos à Análise de Conteúdo proposta por Bardin (1977). As respostas das entrevistas serão analisadas a partir do referencial teórico da Teoria das Representações Sociais.
Palavras-chave
   Criança e Trabalho, família e trabalho, crianças feirantes
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar