«« Voltar
Projeto VivenciAR Livre
Protocolo do SIGProj:   287280.1554.79707.22112017
De:10/01/2018  à  10/01/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Rodrigo Lemes Martins
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CCS - Centro de Ciências da Saúde
Unidade de Origem
  NUPEM - Núcleo de Pesquisas Ecológicas de Macaé
Resumo da Ação de Extensão
  Visitas técnicas desmistificam o estereótipo de que a educação está restrita à sala de aula e permitem uma abordagem crítica dos fatos vivenciados ao colocar alunos e alunas como produtores/as de conhecimento e informação. Vivências na natureza podem constituir ferramenta complementar de grande importância para várias áreas do conhecimento e, em especial, para a Educação Ambiental, pois contribui para a interação social, conservação da natureza e desenvolvimento de um olhar amplo e crítico a respeito do mundo. Em termos pedagógicos, a vivência proporciona um “aprendizado sequencial”, que se apresenta na forma de uma série de atividades dinâmicas e instigantes, através de experiências fornecidas pela própria natureza (MENDONÇA, 2007). Nesse sentido, Unidades de Conservação se apresentam como espaços ricos em experiências, que contribuem para o desenvolvimento de estratégias de educação ambiental (SAMMARCO, 2009).Nesse sentido, o presente projeto pretende através de atividades desenvolvidas em saídas de campo realizadas por escolas em unidades de conservação do município de Macaé, promover uma maior interação entre o conteúdo programático regular dos professores do ensino médio e fundamental ao contexto ambiental regional, envolvendo os estudantes às temáticas ambientais e históricas da região, numa perspectiva de construção coletiva de saberes, promovendo uma compreensão multifacetada dos ecossistemas pelos alunos e, nos proponentes da atividade, uma melhor visão de como o conhecimento se desenvolve em atividades de campo e permite emergir novas visões. Para tanto, propomos uma série de atividades que serão desenvolvidas junto aos alunos de ensino fundamental e médio que regularmente visitam unidades de conservação no município.
Palavras-chave
   visitas técnicas, conservação, ensino fundamental e médio
Público-Alvo
  Alunos do ensino básico e médio. Professores do Ensino Básico e Médio. Gestores de Unidades de Conservação.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar