«« Voltar
Laboratorio de Informática e Sociedade - LabIS
Protocolo do SIGProj:   287220.1554.298703.22112017
De:05/03/2018  à  04/03/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Henrique Luiz Cukierman
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CT - Centro de Tecnologia
Unidade de Origem
  COPPE - Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa em Engenharia
Resumo da Ação de Extensão
  É necessário, para não dizer urgente, ter em conta o novo ordenamento social que se está produzindo desde o surgimento e a adoção das novas tecnologias de informação e comunicação. Investigá-lo é crucial, seja para descortinar novas perspectivas de sucesso comercial e empresarial, seja para construir uma melhor qualidade de vida e uma sociedade mais justa. Estas novas tecnologias são reputadas como fonte de mudanças radicais, e, neste caso, constituem um cenário no qual transformam significativamente várias dimensões da vida moderna, entre outras a natureza e a experiência das relações e comunicações interpessoais, as relações e condições de trabalho, o modo de funcionamento do mundo dos negócios, da indústria e da agroindústria, os processos educacionais, os modos de construção do conhecimento ou ainda a formulação de políticas regulatórias. Em síntese, as novas tecnologias modificam a forma e a substância do controle, da participação e da coesão social. Porém, ao fazê-lo, são também modificadas pela experiência social, de sorte que informática e sociedade, ou de outra forma, o técnico e o social, constituem um movimento de “co-modificação”, somente percebido por uma aproximação concomitantemente social e técnica, por um olhar sociotécnico.
Palavras-chave
   olhar sociotécnico, educação sociotécnica
Público-Alvo
  Projeto do Banco do Preventório - Morro do Preventório - Niterói Projeto de Introdução à lógica de programação - parceria com o LiPE para moradores das comunidades do entorno do Fundão
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   listas de emails de alunos, instituições, organziaç~eos comunitárias
«« Voltar