«« Voltar
'Matemática e Pensamento'
Protocolo do SIGProj:   287096.1554.298432.16112017
De:10/01/2018  à  10/12/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Gerard Emile Grimberg
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CCMN - Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza
Unidade de Origem
  IM - Instituto da Matemática
Resumo da Ação de Extensão
  A Universidade Pública deve proporcionar caminhos para a construção de uma sociedade com compromisso social, incorporando a lógica na qual as ações coletivas desenvolvidas devem estar ancoradas em princípios éti¬cos, voltadas para o desenvolvimento social e econô¬mico com justiça e igualdade social, com base nos pressupostos de uma educação crítica-emancipadora. Neste contexto, a concepção da proposta está consubstanciada em um modelo pedagógico e institucional que tem por finalidade aproximar o conhecimento elaborado na universidade com o proporcionado pela escola, visando atenuar as barreiras encontradas no processo de ensino-aprendizagem em Matemática no ensino fundamental e médio. Para a consecução da proposta o coordenador do Projeto em conjunto com os estudantes de graduação do curso de Licenciatura em Matemática e do Programa de Pós-graduação em Ensino de Matemática – PEMAT realizarão oficinas de caráter interdisciplinar, envolvendo conhecimentos de outras disciplinas, tais como, Lógica, Filosofia, Física, Ciências da Natureza, História, voltados para o desenvolvimento do pensamento crítico e emancipatório de 20 (vinte) alunos da Educação Básica, previamente selecionados pelo Instituto LECCA.
Palavras-chave
   Matemática e pensamento crítico, Matemática e filosofia, Educação matemática, Ensino-aprendizagem.
Público-Alvo
  O público-alvo do Projeto são 20 (vinte) alunos do ensino fundamental 2 e ensino médio que receberão uma bolsa de estudos do Instituto Lecca, escolhidos previamente por meio de seleção pública. A inclusão destes alunos vinculados à Educação Básica como público-alvo no âmbito da proposta é alicerçada em dois eixos: 1) Adoção de um modelo de “educação matemática crítica” inserida em um contexto interdisciplinar que não vise apenas instrumentalizar estes alunos matematicamente, mas que estimule sua atuação crítica na sociedade, por meio dos conhecimentos adquiridos, o que é uma forma de proporcionar sua emancipação como cidadãos; 2) Comprometimento orgânico da estrutura acadêmica do Instituto de Matemática resgatando para e pela UFRJ, enquanto Universidade Pública, o necessário e urgente realinhamento de sua prática e configuração institucional, de contribuir para a superação das desigualdades sociais por meio de um processo dialógico e compartilhado com outros setores da sociedade.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   gerard.emile@terra.com.br
«« Voltar