«« Voltar
O que é que a mosquinha tem? Uma proposta didática usando o modelo Drosophila melanogaster para o estudo das ciências da vida.
Protocolo do SIGProj:   286805.1554.192502.22112017
De:10/01/2018  à  10/01/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Helena Maria Marcolla Araujo
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CCS - Centro de Ciências da Saúde
Unidade de Origem
  ICB - Instituto de Ciências Biomédicas
Resumo da Ação de Extensão
  Dentre os seres vivos que são utilizados como modelo de estudo para as ciências da vida, Drosophila melanogaster, conhecida como mosca da fruta ou do vinagre, é largamente utilizada. Este organismo foi o responsável pela redescoberta das Leis de Mendel, consistência da Teoria de Darwin e nascimento da Genética, permitindo a conexão entre Genética e Evolução. Como os princípios gerais do desenvolvimento são evolutivamente conservados, também é utilizado na Biologia do Desenvolvimento que estuda os mecanismos que regulam o desenvolvimento de um organismo. No entanto, apesar de toda sua importância para a Ciência, esta realidade ainda não é conhecida pelo grande público devido a não popularização destes conhecimentos. Cabe à Universidade democratizar os conhecimentos científicos adquiridos pela pesquisa através do ensino e da extensão, que se faz por uma comunicação dialógica entre os saberes acadêmico e popular. Assim, é relevante o desenvolvimento de um projeto de extensão cujo objetivo seja popularizar a Drosophila e discutir sua importância histórica e didática para as ciências da vida. O público alvo deste projeto são jovens entre 12 e 18 anos e como atividades de extensão realizaremos visitas interativas com as escolas, pois é fundamental compreender as audiências para poder estabelecer uma verdadeira interação dialógica. Este projeto de extensão pode despertar o interesse dos jovens por Ciência, pesquisa e ensino e uma melhor compreensão sobre conceitos fundamentais relacionados à Biologia do Desenvolvimento, Genética e Evolução.
Palavras-chave
   Drosophila, genética, evolução, biologia do desenvolvimento, experimentação
Público-Alvo
  O público alvo deste projeto abrange professores e alunos da rede de escolas públicas e privadas do Rio de Janeiro, estudantes de turmas do 6ª ano do ensino fundamental ao ensino médio, pertencentes a distintos contextos sócio-econômicos da região metropolitana do Rio de Janeiro.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   haraujo@histo.ufrj.br
«« Voltar