«« Voltar
Vivências Agroecológicas com Movimentos Sociais - VAMoS
Protocolo do SIGProj:   286072.1554.162707.22112017
De:10/01/2018  à  10/01/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Monica Pertel
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CT - Centro de Tecnologia
Unidade de Origem
  NIDES/CT - Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social
Resumo da Ação de Extensão
  O Projeto Vivências Agroecológicas com Movimentos Sociais - VAMoS desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão nos campos da Agroecologia e da Economia Social e Solidária. Surge a partir da atuação do Grupo MUDA - Mutirão de Agroecologia , Projeto de Extensão da UFRJ, junto à ocupações urbanas e assentamentos rurais organizados por movimentos sociais no estado do Rio de Janeiro. O objetivo geral é fortalecer e institucionalizar - a partir das vivências agroecológicas - a colaboração entre atores universitários e movimentos populares demandantes de tecnologias sociais que auxiliem o trabalho associativo e a autogestão da produção no contexto urbano e rural. A proposta de projeto foi motivada pela complementariedade das demandas dos movimentos sociais por assessoria técnica em agroecologia e a demanda do corpo discente por vivências de campo e formação com maior influência de conhecimentos populares. A realização das vivências agroecológicas no contexto do projeto VAMoS potencializa o intercâmbio de saberes acadêmicos e populares, contribui na aproximação entre teoria e prática e na formação dos alunos e moradores/assentados. As atividades de caráter imersivo ocorrem em finais de semana, e possibilitam que os participantes vivenciem a realidade dos movimentos sociais parceiros e vice-versa, de forma a complementar sua formação e contribuir na legitimação da luta desses grupos na cidade e no campo. O Grupo MUDA desenvolve em parceria com o anfitrião uma programação buscando contemplar os interesses e necessidades de ambas as partes. Dessa forma as vivências trazem um grande aprendizado tanto para os visitantes como para os anfitriões.
Palavras-chave
   agroecologia, autogestão, vivências, tecnologia-social, movimentos-sociais
Público-Alvo
  A proposta de realização de vivências agroecológicas tem como público alvo principal os moradores das ocupações, acampamentos, e assentamentos, bem como os colaboradores de tais movimentos sociais, comunidade acadêmica e interessados na agroecologia em geral. O projeto pretende também alcançar moradores e outros grupos comunitários nos bairros e cidades em que se localizam essas iniciativas. O compartilhamento dessas experiências abre um canal para que outras pessoas desses contextos se apropriem do conhecimento necessário para uma prática produtiva alternativa aos parâmetros hegemônicos. Além disso, o acúmulo de experiências numa região garante a aprendizagem necessária, pelos movimentos sociais e pelos gestores públicos, para a difusão da autogestão, quando linhas de financiamento para esse público são criadas. A divulgação dos eventos pelo Grupo MUDA é aberta e realizada principalmente através de mídias sociais. Os participantes das edições realizadas até agora foram, portanto, principalmente os anfitriões das vivências e estudantes e profissionais da UFRJ, mas também estiveram presentes em todas as edições pessoas externas à universidade. Também são público alvo indireto os estudantes de graduação que receberão creditação por meio de RCS.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   muda.poli.ufrj.br muda@poli.ufrj.br facebook.com/grupomudaufrj
«« Voltar