«« Voltar
Estudo de Fotossensibilizadores para Controle Fotodinâmico da População de Larvas de Aedes aegypti (Diptera: Culicidae)
Protocolo do SIGProj:   285177.1429.125975.23102017
De:01/11/2016  à  30/10/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Samuel Leite de Oliveira
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  INFI - Instituto de Física
Unidade de Origem
  GAB/DIR - Gabinete do Diretor
Resumo da Ação de Extensão
  O Aedes aegypti é um vetor competente para a transmissão de algumas doenças virais, tais como febre amarela, dengue, chikungunya e zika vírus. As estratégias de controle e combate do vetor, como manejo ambiental, controle biológico e controle químico tem se mostrado ineficiente. Na atualidade, apesar dos avanços científicos não existe vacina ou medicamento disponível que confira imunidade a todas as doenças virais transmitidas pelo mosquito. Portanto, o desenvolvimento de métodos eficazes para o controle integrado do vetor se faz necessário. O objetivo do trabalho é desenvolver uma metodologia para o controle do vetor usando uma abordagem física baseada no controle fotodinâmico. Este processo envolve a interação de uma substância fotossensível com a luz, gerando espécies reativas de oxigênio molecular, provocando a morte das larvas. Larvas de 3º estádio do Aedes aegypti serão submetidas aos corantes FSs (norbixina, curcumina, eosina azul de metileno, azul brilhante e amarelo crepúsculo) e a iluminação com diferentes fontes de irradiação. Os FSs escolhidos absorvem radiação na região de interesse para o controle fotodinâmico. Além disso, destaca-se que esses compostos são usados como aditivos em alimentos, apresentando, portanto, custo relativamente baixo.
Palavras-chave
   Aedes aegypti, Fotossensibilizador, Irradiação, Espectroscopia Óptica
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar