«« Voltar
Processos participativos para a inclusão social no Parque Nacional da Tijuca
Protocolo do SIGProj:   284250.1554.161902.22112017
De:10/01/2018  à  10/01/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Marta de Azevedo Irving
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CFCH - Centro de Filosofia e Ciências Humanas
Unidade de Origem
  IP - Instituto de Psicologia
Resumo da Ação de Extensão
  O presente projeto busca desenvolver um diagnóstico socioambiental participativo nas favelas do Guararapes, Cerro-Corá, Vila Cândido e Prazeres, na cidade do Rio de Janeiro (RJ). As atividades são orientadas por um processo participativo de mobilização, formação e de interação dialógica. As etapas metodológicas pretendem, assim, produzir o diagnóstico socioambiental participativo e, ao mesmo tempo, promover a mobilização das comunidades, de acordo com as suas próprias demandas locais, para a sua adesão futura aos projetos e programas a serem desenvolvidos em parceria com o Parque Nacional da Tijuca. Dessa forma, este projeto é uma possibilidade de se ampliar as oportunidades de ações de extensão, por meio do Programa OBSAPIS, no Parque Nacional da Tijuca, envolvendo o saber local de moradores do seu entorno em articulação com a UFRJ. Assim, espera-se promover o diálogo entre a academia, o movimento social e a gestão pública, e uma oportunidade para a integralização da extensão nos cursos de Psicologia e de Economia em uma das questões mais estratégias da gestão ambiental na atualidade: a construção de estratégias de conservação da biodiversidade vinculadas ao compromisso da inclusão social e econômica de populações vulneráveis. Assim, o projeto busca resgatar o papel social da universidade e contribuir para uma postura ética e cidadã da população da cidade do Rio de Janeiro, oferecendo oportunidades de aprendizado conjunto dos alunos da UFRJ e das lideranças comunitárias do entorno do PNT, sendo essa uma área protegida ícone para a conservação da biodiversidade e para o turismo no Rio de Janeiro.
Palavras-chave
   Ambiente, Inclusão social, Gestão participativa, Psicossociologia, Psicologia comunitária
Público-Alvo
  O Projeto tem como público alvo moradores, lideranças comunitárias, representantes de movimentos sociais e grupos comunitários das favelas do Guararapes, Cerro-Corá, Vila Cândido e Prazeres, no entorno do Parque Nacional da Tijuca.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   E-mail: gapis.ufrj@gmail.com Telefone: 21 3938-5349
«« Voltar