«« Voltar
Organização do Trabalho e Autogestão
Protocolo do SIGProj:   284116.1554.34469.22112017
De:12/01/2018  à  12/01/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Flávio Chedid Henriques
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CT - Centro de Tecnologia
Unidade de Origem
  NIDES/CT - Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social
Resumo da Ação de Extensão
  A presente proposta dá continuidade a ações no campo da organização do trabalho realizadas desde 2006 e sintetiza uma parceria que vem sendo desenhada desde 2013 com o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional (IPPUR/UFRJ). As ações no ano de 2018 serão realizadas na Ocupação Solano Trindade e buscarão compreender a dinâmica de produção de alimentos e refeições pelos seus moradores. O principal intuito é desenvolver uma metodologia de assessoria e formação que parta da observação das situações reais vividas pelos trabalhadores. Ao mesmo tempo em que faremos esse acompanhamento, estaremos discutindo o projeto pedagógico do Centro de Formação Politécnico, que será construido ao longo de 2018 dentro da ocupação. Temos como objetivo potencializar a dinâmica produtiva na ocupação, desenvolver métodos de formação e assessoria que integrem esse espaço ao território e facilitar a prática da autogestão nas atividades produtivas e nas relações estabelecidas para o convívio dos moradores. Pretendemos envolver até 10 alunos de graduação que terão sua carga horária integralizada no currículo por meio de um Requisito Curricular Suplementar (RCS) e 3 pós-graduandos. Um estudante do mestrado Tecnologia para Desenvolvimento Social já desenvolve seu projeto de pesquisa na Ocupação. Buscamos com essas ações cumprir as diretrizes da extensão universitária previstas no Plano Nacional de Extensão Universitária.
Palavras-chave
   Organização do Trabalho, Autogestão, Território, Economia Popular, Politecnia
Público-Alvo
  Moradores da ocupação Solano Trindade, que são integrantes do Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM) e moradores do bairro de São Bento, que já foram entrevistados e são potenciais formadores e formandos do Centro de Formação que será construído na ocupação.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar