«« Voltar
Alimentos bons, limpos e justos: integrando a agricultura familiar e o pescador artesanal catarinense ao movimento Slow Food
Protocolo do SIGProj:   282850.1534.119376.24092017
De:05/03/2018  à  31/12/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Patricia Sfair Sunye
Instituição
  UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina
Unidade Geral
  CERES - Centro de Ensino Superior da Região Sul
Unidade de Origem
   DEPB - Engenharia de Pesca e Ciências Biológicas
Resumo da Ação de Extensão
  O Programa 'Alimentos bons, limpos e justos: integrando a agricultura familiar e o pescador artesanal catarinense no movimento Slow Food' será desenvolvido através de três ações, cada uma representada por um projeto de extensão: 1. Integração da agricultura familiar e pesca artesanal na rede Slow Food Catarinense – este projeto visa identificar, catalogar e valorizar produtos e produtores familiares das regiões de Laguna, Imbituba, Garopaba, Pescaria Brava e Imaruí, integrando produtores e consumidores, ampliando a consciência dos atores quanto a novas formas de comercialização direta / circuitos curtos, criando estratégias de comercialização a partir da filosofia do Slow Food, que incluem um grupo de compras formado por professores, alunos e técnicos da UDESC; 2. Organização da Fortaleza do Butiá sem Fronteiras, que tem como objetivo de ajudar os pequenos produtores de butiá de Laguna e região organizados em uma Fortaleza SlowFood a resolver suas dificuldades, reunindo produtores isolados, levantando informações e conectando-os com mercados alternativos, mais sensíveis sua situação e que valorizam os seus produtos. Este projeto inclui ações de inserção de produtos a base de butiá em restaurantes e bares locais; 3. Combinar atividades de educação, gastronomia e promoção de produtos locais orgânicos e sustentáveis na Escola de Gastronomia da UDESC, através de cursos de gastronomia regional, e de capacitação para diferentes categorias de profissionais.
Palavras-chave
   Slow Food, butiá catarinense, pesca artesanal, agricultura familiar, gastronomia
Público-Alvo
  Agricultores, produtores familiares e pescadores artesanais de Laguna, Imbituna, Garopaba, Imaruí e Pescaria Brava. Professores e estudantes da UDESC e publico interessado em produtos orgânicos ou sustentáveis de produção local.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar