«« Voltar
Sistemas alternativos de abastecimento: avaliação e controle da potabilidade de água consumidas em propriedades rurais da serra catarinense
Protocolo do SIGProj:   282779.1534.208852.28092017
De:05/03/2018  à  31/12/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Carla Ivane Ganz Vogel
Instituição
  UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina
Unidade Geral
  CAV - Centro de Ciências Agroveterinárias
Unidade de Origem
  DPAA - Departamento de Produção Animal e Alimentos
Resumo da Ação de Extensão
  A presente proposta tem como objetivo geral a avaliação de sistemas alternativos de abastecimento de água consumida em municípios localizados na serra catarinense, incluindo Rio Rufino, Ponte Alta,Correia Pinto e Urubici observando os parâmetros físico-químicos da água consumida. O sistema de abastecimento e tratamento hídrico nas propriedades rurais nestes municípios está sendo operado de forma precária, afetando a potabilidade da água consumida por estas populações. Desta forma, nosso objetivo consiste em averiguar os sistemas de fornecimento e a potabilidade da água consumida. Além disso, o projeto fará uma análise epidemiológica sobre a presença de doenças gastrointestinais de veiculação hídrica dentro da população estudada. Apos análise dos resultados realizaremos uma série de ações com a aplicação de políticas corretivas e direcionadas como: divulgação aos órgãos públicos competentes, realização de palestras, minicursos e oficinas para esclarecimento das melhores estratégias de consumo e tratamento de água, treinamento para desinfecção de caixas de água e reservatórios além de minicursos apontando os principais riscos a saúde causados por possíveis contaminações seguido de delineamento estratégico de tratamento. Com este conjunto de ações acreditamos promover a melhoria de qualidade de vida destas populações. Além disso, o projeto visa o enriquecimento da formação técnico-cientifica, profissional e social dos estudantes através de contato direto com as populações e condições ambientais a que vivem além do desenvolvimento de alternativas que visem o melhoramento destas condições.
Palavras-chave
   Água, serra-catarinense, recursos-hídricos, potabilidade
Público-Alvo
  Público alvo 1: Propriedades rurais da região serrana de Santa Catarina que apresentam dificuldades em relação ao abastecimento de água. Serão escolhidas propriedades indicadas pelo Consórcio Intermunicipal Catarinense (CISAMA) que já participaram das primeiras análises em 2016 e 2017 além da incorporação de novas propriedades. Habitantes dos municípios de Correia Pinto (14.785 habitantes) da comunidade Pátria Livre, Rio Rufino (área central e rural, totalizando 2.436 habitantes), habitantes de Ponte Alta (4.894 habitantes) e Urubici (10.699 habitantes). Entende-se que a população beneficiada não incluirá somente as famílias residentes nas regiões onde serão realizadas as análises de água, pois durante a execução do projeto, reuniões serão realizadas para a população em geral do município, portanto, espera-se que toda a comunidade destes municípios seja beneficiada/envolvida no projeto. Público alvo 2: Público interno da UDESC. Os estudantes de Engenharia Ambiental do CAV/UDESC e do Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais terão a possibilidade de observação direta dos sistemas alternativos de captação, observação dos pontos críticos e possíveis falhas nos sistemas de tratamento e distribuição, assim como desenvolverão estratégias para a resolução de tais problemas. Os estudantes de Medicina Veterinária e do programa Multicêntrico em Bioquímica e Biologia Molecular terão a oportunidade de aprender os parâmetros de análise de água e genotoxicidade. Além disso os estudantes obterão e analisarão os dados epidemiológicos relacionados com as análises de qualidade de água e desenvolverão estratégias de condução da problemática, como a percepção de necessidade de encaminhamento a atendimento médico especializado. Esta experiência irá colaborar efetivamente para a formação profissional destes estudantes. Público alvo 3: Instituições Governamentais Estaduais: (A)Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Canoas. Esta instituição será beneficiada pela obtenção de dados de potabilidade de água dos municípios estudados. (B) CISAMA (CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO, MEIO AMBIENTE, ATENÇÃO À SANIDADE DOS PRODUTOS DE ORIGEM AGROPECUÁRIA E SEGURANÇA ALIMENTAR DA SERRA CATARINENSE - CISAMA). Esta instituição será beneficiada pela obtenção de dados sobre a qualidade da água dos municípios estudados e apoio fornecido aos municípios da serra catarinense.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar