«« Voltar
Repercussões longitudinais da hidroterapia em balde em recém-nascidos pré-termo em unidade neonatal: ensaio clínico randomizado controlado
Protocolo do SIGProj:   281982.1429.99760.11092017
De:14/06/2017  à  31/05/2020
 
Coordenador-Extensionista
  Daniele de Almeida Soares Marangoni
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  INISA - Instituto Integrado de Saúde
Unidade de Origem
  GAB/INISA - Gabinete do Diretor
Resumo da Ação de Extensão
  Objetivo: Verificar os efeitos em curto e médio prazos de um protocolo de hidroterapia em balde em recém-nascidos pré-termo em unidade neonatal. Método: Ensaio clínico randomizado, longitudinal, com desenho de grupos paralelos. Participarão 30 recém-nascidos pré-termo, com mais de 72h de vida, internados em unidade neonatal, com quadro clínico estável. Eles serão igualmente subdivididos em dois grupos aleatoriamente: a) grupo experimental (GE), que receberá o protocolo de hidroterapia em balde; e b) grupo controle (GC), sem hidroterapia. O protocolo será realizado durante 5 semanas consecutivas, 2 vezes semanais, com duração de 10 minutos cada sessão, de 32 a 37 semanas de idade pós-concepcional. O pesquisador manterá o bebê submerso no balde até o nível dos ombros e realizará movimentos suaves de deslocamento corporal ântero-posterior e látero-lateral, permitindo mobilidade articular. Na unidade, os recém-nascidos do GE serão avaliados imediatamente antes e após cada sessão de hidroterapia quanto ao desconforto respiratório, e em 1-2 dias antes e após o protocolo quanto ao desenvolvimento motor. Após a alta hospitalar, seu desenvolvimento motor será avaliado na primeira consulta ambulatorial e aos 3 e 6 meses de idade corrigida. O processo de amamentação será acompanhado na unidade e após a alta. O GC receberá os mesmos procedimentos e avaliações do GE, porém, sem receber hidroterapia. Serão utilizadas câmeras filmadoras para registros das avaliações. Impacto: Os resultados poderão ser utilizados para guiar a implementação do protocolo de hidroterapia nos hospitais brasileiros, podendo servir de modelo de estimulação precoce neonatal não só nacional mas internacional.
Palavras-chave
   intervenção precoce, fisioterapia aquática, prematuro, desenvolvimento motor
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar