«« Voltar
Aspectos clínicos e epidemiológicos da dermatofitose felina e zoonótica na cidade de Campo Grande-MS
Protocolo do SIGProj:   281239.1530.113.28082017
De:18/09/2017  à  18/09/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Veronica Jorge Babo Terra
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  FAMEZ - Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Unidade de Origem
  GAB/FAMEZ - Gabinete do Diretor
Resumo da Ação de Extensão
  Recentemente vem ocorrendo o aumento da predileção de tutores pela criação de gatos e conforme a aumenta a interação do pet com seu tutor, aumentam também as chances de transmissão de doenças, tornando fundamental o papel do médico veterinário no conhecimento e detecção precoce das enfermidades de gatos, em especial as zoonoses. A dermatofitose é uma infecção da haste pilosa e do estrato córneo, causada por fungos queratinofílicos, sendo o Microsporum canis a espécie mais prevalente, seguida do Microsporum gypseum e Trichophyton mentagrophytes. Sua transmissão ocorre pelo contato direto entre os animais, por contato com escamas caídas ou ambiente contaminado. O objetivo do presente trabalho será identificar a dermatofitose em gatos domésticos atendidos no Hospital Veterinário da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (FAMEZ-UFMS) ou levados ao Centro de Controle de Zoonoses de Campo Grande (CCZ), avaliando as espécies envolvidas nas infecções. Será realizado exame direto dos pelos e cultura fúngica. Também serão avaliadas as características clínicas e epidemiológicas da doença por meio de questionário aplicado ao proprietário e anotações na ficha clínica do animal.
Palavras-chave
   dermatófitos, zoonoses, epidemiologia, diagnóstico
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar