«« Voltar
Análise da diversidade genética em cultivares de trigo lançadas em diferentes anos
Protocolo do SIGProj:   281058.1359.127893.25082017
De:02/05/2017  à  28/02/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Rosilene Rodrigues Kaizer Perin
Instituição
  IFRS - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
Unidade Geral
  Sertão - Câmpus Sertão - Pesquisa
Unidade de Origem
  P&I - Pesquisa e Inovação
Resumo da Ação de Extensão
  O trigo é uma cultura de extrema importância para a humanidade, sendo base da alimentação mundial. O Rio Grande do Sul já foi o maior produtor de trigo do Brasil, mas perdeu esta posição já há alguns anos, por vários motivos. Um destes motivos pode ser a baixa variabilidade genética existente nos programas de melhoramento daqui do estado. A diversidade genética pertencente a um programa de melhoramento é um importante fator a ser avaliado quando se busca entender o diagnóstico da situação a qual este programa está inserida. Devido a isso, o objetivo deste trabalho é avaliar a diversidade ou similaridade genética em genótipos de trigo lançados em diferentes anos. A análise será realizada no laboratório de Bioquímica e Biologia Molecular do IFRS – Campus Sertão. Para a análise da diversidade serão utilizados marcadores moleculares do tipo microssatélites. Serão avaliadas em torno de quinze cultivares de trigo lançadas em diferentes anos. Para isso, será feita uma extração de DNA de dez plantas de cada genótipo, quantificado e colocado em PCR para a amplificação das amostras. Ao final deste estudo, pretende-se descobrir o quão distantes, ou quão próximas geneticamente estão as cultivares aqui avaliadas. Se estiverem muito próximas geneticamente, significa que a diversidade genética do programa de melhoramento é pequena, o que pode causar alguns problemas a campo.
Palavras-chave
   Triticum aestivum, cereais de inverno, programas de melhoramento, marcadores moleculares
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar