«« Voltar
Robótica para a Inclusão Social - RISO (2018-2019)
Protocolo do SIGProj:   280731.1534.6237.14092017
De:01/03/2018  à  31/12/2019
 
Coordenador-Extensionista
  André Bittencourt Leal
Instituição
  UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina
Unidade Geral
  CCT - Centro de Ciências Tecnológicas
Unidade de Origem
  DEE - Departamento de Engenharia Elétrica
Resumo da Ação de Extensão
  Este Programa de Extensão é composto de três projetos internos, todos eles destinados a promover a inclusão social de diferentes públicos por intermédio da robótica. São eles: Robótica do Amanhã (RODA); Grupo de Estudos sobre Robótica Autônoma (GERA); e Núcleo de Eventos sobre Robótica (NERO). Na ação RODA, pretende-se contribuir para a promoção da inclusão social de crianças e adolescentes em situação de risco ou vulnerabilidade social por intermédio do uso de kits de robótica móvel. Dessa forma, oportunizando ao seu público-alvo um contato mais abrangente no âmbito da robótica, transferindo as mais variadas formas de conhecimento e desenvolvimento que essa área pode proporcionar. Na ação GERA, o objetivo consiste em promover a inclusão social de estudantes do Ensino Médio em situação de vulnerabilidade social, através da realização de atividades avançadas de robótica autônoma. A mesma pode ser vista como uma forma de motivar os estudantes a ingressarem no ensino superior, através da exposição de como diversas áreas do conhecimento estão relacionadas pela multidisciplinaridade da robótica. A ação NERO tem dois grandes objetivos: promover a inclusão social da comunidade em geral pela divulgação da robótica móvel e suas aplicações; e dar mais um passo em direção à consolidação da inclusão de estudantes que já tiveram contato prévio com a robótica através de feiras, mostras e competições internas realizadas pelo grupo na área da robótica móvel.
Palavras-chave
   Inclusão Social, Robótica Móvel, Ciências Tecnológicas, Multidisciplinaridade, Interdisciplinaridade.
Público-Alvo
  As ações do programa RISO, abrangem um público bastante diversificado por intermédio das feiras e exposições realizadas em espaços públicos, mas dedica grande parte dos esforços para abarcar crianças e adolescentes de escolas ou instituições públicas, especialmente aquelas em situação de vulnerabilidade social. Assim, além do aspecto de inclusão social por intermédio da educação junto aos estudantes de ensino fundamental, médio e superior, prevê-se que esta inclusão também se dê por intermédio da divulgação da ciência e tecnologia junto a um público leigo. As instituições de ensino são escolhidas por dois critérios fundamentais: O Impacto social que a instituição representa para a região e, caso seja uma instituição de ensino, a avaliação realizada através do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica - IDEB juntamente com o portal Qedu que visa disseminar todas as informações públicas sobre a qualidade do aprendizado em cada escola, município e estado do Brasil. O programa visa escolher dentre as instituições, as que demonstrarem piores avaliações no aprendizado, para que possa se tornar fomentadora do conhecimento, e diferencial na vida das crianças e adolescentes em situação de risco ou vulnerabilidade social. Em instituições não governamentais (como o Instituto Priscila Zanette ou o Projeto Resgate) o primeiro contato é realizado, geralmente, com a assistente social ou coordenador responsável, para conciliar um cronograma com a faixa etária requisitada condizente ao público alvo do Programa. Por outro lado, em instituições de Ensino Básico, o primeiro contato é realizado diretamente com a direção, para assim esclarecermos o funcionamento do programa. De forma não excludente, antes da consolidação da parceria com cada instituto, realizaremos uma divulgação diretamente aos indivíduos que serão atingidos pelo programa, divulgando o curso e a UDESC - Joinville, obtendo a aprovação e o interesse de ambos.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   udesc.germ@gmail.com, @GERMUDESC(FACEBOOK), @germ.udesc (Instagram).
«« Voltar