«« Voltar
Levantamento de esporotricose em gatos no município de Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Protocolo do SIGProj:   280259.1530.113.30082017
De:18/09/2017  à  01/09/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Veronica Jorge Babo Terra
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  FAMEZ - Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Unidade de Origem
  GAB/FAMEZ - Gabinete do Diretor
Resumo da Ação de Extensão
  Com o crescente aumento dos animais de estimação, vem ocorrendo o aumento da predileção de tutores pela criação de gatos por sua facilidade de manejo e serem animais independentes, além de ocuparem pouco espaço. Assim, conforme a aumenta a interação do pet com seu tutor, aumentam também as chances de transmissão de doenças, tornando fundamental o papel do médico veterinário no conhecimento e detecção precoce das enfermidades de gatos, em especial as zoonoses. O gato, por ter hábito livre, tem maior chance de agir com um disseminador desses patógenos no ambiente, sem ao menos apresentar sintomatologia, transmitindo doenças para outros animais e também ao homem, representando grande risco à saúde pública. Uma das importantes zoonoses transmitidas pelos gatos é a esporotricose, causada por um fungo do complexo Sporothrix, cuja espécie mais conhecida é a S. schenckii. Os objetivos deste projeto são determinar a ocorrência de esporotricose em gatos domésticos. Será realizada a cultura fúngica e a PCR para identificar as espécies de microorganismos envolvidos nas infecções.
Palavras-chave
   Sporothrix spp., fungos, dermatoses, gatos, zoonoses
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar