«« Voltar
TDAH em Cheque: O uso do xadrez como ferramenta terapêutica para crianças com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade
Protocolo do SIGProj:   279563.1523.280146.07082017
De:01/10/2017  à  01/08/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Adriano Marcio Rissati Junior
Instituição
  UEMS - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  Campo Grande - Unidade Universitária de Campo Grande
Unidade de Origem
  Medicina - Coordenação do Curso de Medicina
Resumo da Ação de Extensão
  O transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é um grave problema de saúde pública e é o distúrbio psiquiátrico mais comum diagnosticado na infância e adolescência. Avaliando do ponto de vista financeiro, o tratamento fármaco-psicológico, que seria o mais indicado, pode ser por vezes caro e sofrer relutâncias dos pais devido aos efeitos colaterais das drogas usadas. Portanto, no presente contexto, usar o efeito potencial terapêutico do xadrez, que pode melhorar a atenção e concentração, não é apenas interessante, mas também vantajoso pelas limitações socioeconômicas envolvidas nos tratamentos oferecidos atualmente. Embora o xadrez seja um jogo de tabuleiro tradicional baseado em regras muito simples, requer o uso de estratégias cognitivas complexas. Tem sido anteriormente utilizado como uma opção terapêutica, por exemplo, para melhorar capacidades cognitivas na esquizofrenia e para prevenir a demência. O presente projeto tem por objetivo, portanto, ensinar xadrez as crianças identificadas pela escola como aquelas com Transtornos de Déficit de Atenção e Hiperatividade ou simplesmente dificuldade de aprendizagem e comportamento, e avaliar sua melhora no desempenho das atividades escolares por meio da prática regular desse esporte, através do comparativo de desempenho escolar e comportamento, realizado por pais e professores.
Palavras-chave
   TDAH, Xadrez, Aprendizagem, Terapia
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar