«« Voltar
Lesões musculoesqueléticas em atletas de voleibol: epidemiologia e fatores de risco
Protocolo do SIGProj:   278150.1430.80354.01082017
De:01/11/2017  à  31/12/2021
 
Coordenador-Extensionista
  Silvio Assis de Oliveira Júnior
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  INISA - Instituto Integrado de Saúde
Unidade de Origem
  CPQ - Comissão Setorial de Pesquisa
Resumo da Ação de Extensão
  O voleibol tem uma das maiores quantidades de praticantes no mundo e sua prática requer a execução de variados fundamentos, mediante deslocamentos horizontais e verticais, com importante requisição de velocidade, potência e força. Esses atributos podem favorecer o aparecimento de lesões musculoesqueléticas desportivas. Por sua vez, a investigação das causas de lesão constitui um passo importante para a compreensão dos diferentes fatores que as envolvem. Para tanto, deve-se abranger a natureza multifatorial de afecções decorrentes da prática esportiva, incluindo-se a coleta de informações sobre fatores de risco e nosografia. No entanto, a presença de fatores de risco que tornam o atleta mais suscetível a lesão não são suficientes para causá-la, porém, a soma desses fatores e as interações entre eles favorecem a ocorrência de lesão. Há poucos relatos sobre a ocorrência de lesões musculoesqueléticas entre jogadores de voleibol, considerando-se ainda fatores de risco associados à ocorrência de lesões. Dessa forma, a presente pesquisa foi proposta para descrever a epidemiologia e investigar os fatores de risco para lesões musculoesqueléticas desportivas em jogadores de voleibol.
Palavras-chave
   lesão atlética, fatores de risco, voleibol
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar