«« Voltar
Uma história visual do humor gráfico feminista no Brasil (1975-1989)
Protocolo do SIGProj:   270945.1430.271754.08052017
De:01/08/2017  à  01/08/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Cintia Lima Crescêncio
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  CPTL - Câmpus de Três Lagoas
Unidade de Origem
  CPQ - Comissão Setorial de Pesquisa
Resumo da Ação de Extensão
   O estereótipo das mulheres que aderem à causa feminista há décadas é objeto e alvo das mais variadas manifestações do humor e raramente esses sujeitos são observados como produtoras do riso. Essa relação com o humor e com o riso deixou uma série de marcas nas memórias de mulheres feministas que ainda hoje rememoram episódios de ridicularização. Apesar de um processo repetido e contínuo de aliar a história feminista no Brasil ao antifeminismo de muitos representantes do humor, a produção de um humor gráfico feminista difundido a partir das páginas de jornais como Brasil Mulher, Nós Mulheres e Mulherio, indicam que as militantes das décadas de 1970 e 1980 assumiram o humor como uma ferramenta revolucionária. Uma série de charges e tirinhas com perspectiva feminista apontam a construção de um humor contra-hegêmônico capaz de fazer rir por meio do uso da crítica. Neste humor, através do deslocamento do sujeito que costuma ser alvo do riso para o sujeito produtor do humor, a desestabilização da autoridade permite a construção de uma cultura do riso marcada pela experiência das mulheres. Neste projeto, pretendo analisar e problematizar o esforço feminista brasileiro de construir um humor gráfico e um riso que se distancia do humor hegemônico que vem marcando memórias pela dor e ressentimento. Para isso pretendo, a partir do campo da visualidade, analisar o humor gráfico difundido em jornais feministas que circularam entre os anos 1975 e 1989 no Brasil, bem como realizar entrevistas com produtoras e leitoras destes mesmos jornais.
Palavras-chave
   umor Gráfico Feminista. Humor Contra-Hegemônico, Cultura do Riso, Visualidade, Gênero, Memórias.
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
  
«« Voltar