«« Voltar
Ludicidade, intervenções psicopedagógicas e inclusão
Protocolo do SIGProj:   270937.1347.28778.04062017
De:01/05/2017  à  31/12/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Cristina Lucia Maia Coelho
Instituição
  UFF - Universidade Federal Fluminense
Unidade Geral
  ESE - Faculdade de Educação
Unidade de Origem
  SFP - Departamento de Fundamentos Pedagógicos
Resumo da Ação de Extensão
  O projeto pretende dar continuidade a um estudo realizado pela coordenadora anteriormente que teve como objetivo analisar o impacto de intervenções psicopedagógicas - via material concreto lógico e jogos eletrônicos- sobre o desenvolvimento cognitivo em especial no raciocínio lógico de alunos com dificuldades intelectuais e do desenvolvimento (DID) no contexto da política de inclusão. Os resultados indicaram sensibilidade dos alunos com deficiência intelectual à intervenções apontando para avanços em diferentes dimensões lógicas. No presente projeto enfatizamos na mesma amostra dimensões como conservação e outras nas quais os alunos apresentaram mais dificuldade. O recorte teórico e metodológico é baseado na teoria da mediação cultural, no conceito de zona de desenvolvimento proximal (Vygotsky), na teoria da aprendizagem mediada (Feuerstein) e na teoria ecológica de Bronfenbrenner. Nesta perspectiva, a inclusão demanda tanto um apoio psicopedagógico singularizado quanto a construção de práticas coletivas que garantam o desenvolvimento integral dos alunos. Metodologicamente, o projeto se baseia na pesquisa intervenção dentro dos pressupostos da avaliação interativa/dinâmica que admite que a experiência da aprendizagem mediada contribui para a plasticidade cognitiva, a transcendência da aprendizagem, a autorregulação e a mediação de sentimentos de competência entre os alunos. O método longitudinal envolve a utilização de instrumentos em situações de pré e pós intervenções mediadas através de avaliações do conceito de número e quantidade fundamentais para o aprendizado da matemática.
Palavras-chave
   Inclusão social, deficiência intelectual, habilidade lógica
Público-Alvo
  Alunos com necessidades educativas especiais com deficiência intelectual e/ ou do desenvolvimento
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar