«« Voltar
Os (des)limites da composicionalidade semântica.
Protocolo do SIGProj:   270894.1484.222411.08052017
De:14/09/2017  à  26/10/2017
 
Coordenador-Extensionista
  Ana Paula Quadros Gomes
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CLA - Centro de Letras e Artes
Unidade de Origem
  FL - Faculdade de Letras
Resumo da Ação de Extensão
  Curso: Os (des)limites da composicionalidade semântica 14/09 - Semântica formal das sentenças A composicionalidade nas sentenças.Os instrumentos da semântica formal para explicar cientificamente a capacidade humana de interpretar expressões da própria língua; pesquisas sobre o português brasileiro. 21/09 - Polissemias lexicais A semântica das palavras. Até que ponto há composicionalidade? O significado dos itens lexicais do português brasileiro. 28/09 - Quantificadores: estruturas sintáticas e leituras à distância Palavras que operam sobre palavras e pedaços de sentença; o papel da estrutura sintática na interpretação. Estudos sobre quantificadores, modificadores e operadores com escopo do português brasileiro. 05/10 - A vertente teórica da Morfologia Distribuída Morfologia Distribuída- 'Syntax all the way down'. Árvores [Spec [X Comp]], Segmentos e sintagmas. Sintagmas e projeções. Projeções e leituras. Composicionalidade e idiomaticidade em leituras de sintagmas. O princípio da GU para delimitação de idiomaticidade no Sintagma verbal (sujeito agente fora da idiomatização). Exemplos de singagmas com leituras idiomáticas 19/10 - Composicionalidade e idiomaticidades nas leituras das palavras Palavras complexas. O Quadro De/Para com os núcleos de N, V, A para N.V,A.. A sintaxe no interior das palavras complexas, com o desenho das respectivas árvores. Pontos de incidência de idiomatização em palavras ambíguas, Exemplos de palavras ambíguas. chifre1 e chifre2; morrendo1 e morrendo2; etc. 26/10 - Formação de leituras idiomáticas: questões em aberto Questões teóricas em aberto. Passos nas idiomatizações? Fronteira delimitadoras de incidência de idiomatizações? Diferenças entre línguas na incidência de idiomatizações? o previsível e o imprevisível do significado, língua portuguesa, morfologia distribuída, semântica formal, composicionalidade
Palavras-chave
   o previsível e o imprevisível do significado, língua portuguesa, morfologia distribuída, semântica formal, composicionalidade
Público-Alvo
  O público-alvo são alunos de licenciatura em língua portuguesa, alunos do Profletras UFRJ (professores da rede pública em pós-graduação), professores de língua portuguesa da rede pública e pesquisadores interessados em descrição e análise da língua portuguesa, quanto à sua semântica, para investigação ou para instrumentalizar o ensino de língua materna. Também serão convidados professores do Colégio Dom Pedro II.
Situação
  Atividade COM RELATORIO FINAL
Contato
   anpola@gmail.com
«« Voltar