«« Voltar
Ateliê experimental de cerâmica da FAU UFRJ. Práticas de novas formas de ressignificação do material terra como convergência entre o ensino, a pesquisa e a extensão.
Protocolo do SIGProj:   270232.1484.184973.31052017
De:30/06/2017  à  30/06/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Eunice Bomfim Rocha
Instituição
  UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Unidade Geral
  CLA - Centro de Letras e Artes
Unidade de Origem
  FAU - Faculade de Arquitetura e Urbanismo
Resumo da Ação de Extensão
  Este projeto concentra suas ações na prática da experimentação com objetos cerâmicos, buscando convergir ensino, pesquisa e extensão tanto na formação do estudante da FAU como do público externo à instituição. Será desenvolvido junto ao Canteiro Experimental da FAU, compartilhando seus espaços pedagógicos e atribuições de reflexão e participação de soluções construtivas junto a comunidades. Este acordo de cooperação tem por finalidade promover o encontro entre arte, ciência, técnica e a inclusão inerente à prática da experimentação. Acredita-se que a ação de trabalhar com públicos diferenciados (acadêmico e comunitário) num mesmo espaço possibilita um contexto privilegiado de experimentações e trocas de experiências entre os diferentes grupos e consequentemente, uma vivência mais socializante e humanizadora do processo. Serão trabalhadas metodologias e materiais didáticos específicos a cada público alvo. Em comum, na abordagem dos diferentes públicos, será observado um programa que abrange a preparação de matérias primas naturais, as técnicas manuais utilizadas na elaboração das peças cerâmicas, os tipos de queima utilizados na finalização das peças incluindo, neste processo, a construção de fornos em ambos os contextos (Canteiro Experimental e Vila Residencial). Com duração de dois anos e encontros quinzenais de 8 horas diárias se pretende trabalhar, nestes encontros, a totalidade do objeto cerâmico. Ao final de cada semestre está prevista uma exposição dos trabalhos dos participantes. Ao final do projeto, pretende-se montar um painel com os trabalhos dos participantes.Todas as ações do projeto serão registradas em fotografias e imagens para um documentário.
Palavras-chave
   Ateliê de Cerâmica, Canteiro Experimental, Objetos cerâmicos, Público Comunitário e Acadêmico
Público-Alvo
  Numero estimado de público: 150 pessoas. Verificar tabela 'Discriminar Público Alvo'. As atividades previstas de oficinas e práticas construtivas deverão contar com a participação de estudantes e técnicos administrativos da UFRJ e da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), além de membros da comunidade externa. O quantitativo de vagas curriculares abertas para estudantes de graduação da UFRJ, por semestre: 10 vagas. O total de 40 vagas em 2 anos (tempo de duração do projeto). O quantitativo de vagas abertas para estudantes de pós-graduação da UFRJ é de dois estudantes durante a duração do projeto. O número total de vagas para a UFRJ é de quarenta e dois estudantes, podendo ser ampliado em função da demanda da comunidade universitária. O quantitativo de vagas abertas para professores ufrj: 2 vagas O quantitativo de vagas abertas para técnico administrativo UFRJ: 2 vagas (Um técnico administrativo do canteiro experimental e um fotógrafo - ja preenchida ) O quantitativo de vagas abertas para estudantes da UFRRJ: 3 vagas O quantitativo de vagas abertas para técnico administrativo UFRRJ: 1 vaga (Um escultor, licenciado em artes pela UFRJ) O quantitativo de vagas abertas para grupos comunitários da Vila Residencial e Outros, por semestre: 25 vagas. O total de 100 vagas em 2 anos. O processo de creditação das ações de extensão, na unidade FAU, encontra-se em andamento, com previsão de implementação em 2017/2. Assim que for aprovado as 10 vagas semestrais estarão disponíveis ao longo do tempo de duração do projeto.Verificar documento anexo emitido pela Diretoria Adjunta de Extensão da FAU UFRJ. O publico que será atendido e que participará desta ação consiste nos moradores da Vila Residencial da UFRJ e Outras comunidades que possam se agregar ao longo do desenvolvimento da proposta. Trata-se de uma ação de convergência de ensino, pesquisa e extensão por meio da prática da experimentação na confecção de objetos cerâmicos, utilitários ou não, dentro da comunidade da Vila Residencial da UFRJ. Com esta ação pretende-se favorecer o uso público do conhecimento, para estabelecer novas técnicas e processos de trabalho que propiciem a autonomia do fabrico de objetos cerâmicos e auxiliem a percepção da totalidade da ação de elaboração destes objetos. Pretende-se também que esta ação possa favorecer uma poética do fazer que garanta uma experiência mais socializadora e humanizante entre os grupos participantes.
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
   Contato com a Coordenação da Ação: Profa. Eunice Bomfim Rocha ebr@fau.ufrj.br (21) 982-776-000
«« Voltar