«« Voltar
Enfrentamento a violação de direitos de crianças e adolescentes indígenas
Protocolo do SIGProj:   270149.1342.147161.06072017
De:20/08/2017  à  20/08/2018
 
Coordenador-Extensionista
  Maria Aparecida Mendes de Oliveira
Instituição
  UFGD - Universidade Federal da Grande Dourados
Unidade Geral
  FAIND - Faculdade Intercultural Indígena
Unidade de Origem
  L.I.I. - Licenciatura Intercultural Indígena
Resumo da Ação de Extensão
  A proposta visa promover a conscientização, esclarecimento e formação de crianças e jovens indígenas, assim como levar para diferentes espaços e instituições nas áreas indígenas uma discussão a respeito dos direitos da criança e do adolescente e promover uma campanha de prevenção e enfrentamento a violência sexual contra crianças e jovens. Parte de uma trabalho inicial realizado junto ao Comitê Municipal de Enfrentamento da Violência Sexual de Crianças e Adolescentes de Dourados/MS. Pretende-se estabelecer uma relação entre as escolas indígenas e a Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio do CRAS e CREAS, Câmara Municipal de Dourados, FUNAI, UNIVERSIDADE e SESAI, na perspectiva do trabalho em rede. Acredita-se que desta forma podemos possibilitar o diálogo na rede de atendimento as situação de violência sexual de crianças e jovens indígenas. O enfoque da ação será a formação, por meio de realização de oficinas, considerando a perspectiva da criança e jovem indígena. As ações serão realizadas no município de Dourados. Para tanto, a metodologia contemplará a perspectiva Guarani e Kaiowá do “fazer junto” que deve, envolver, necessariamente, as comunidades (pais, professores, agentes de saúde, e crianças, jovens indígenas). Tem como finalidade, a elaboração de uma cartilha, em língua indígena (Terena e Guarani), que possa servir de referência para a prevenção de situações de violência sexual contra crianças e jovens indígenas. A ação com os vários parceiros e o envolvimentos de estudantes possibilita a configuração de uma rede de observação de políticas que promovam o direitos das crianças e jovens indígenas.
Palavras-chave
   CRIANÇAS E JOVENS INDÍGENAS, GUARANI KAIOWÁ, TERENA, ENFRENTAMENTO A SITUAÇÕES DE VIOLÊNCIA SEXUAL
Público-Alvo
  Crianças e Jovens e familias indígenas das aldeias especificadas
Situação
  Atividade CONCLUÍDA
Contato
  
«« Voltar