«« Voltar
Estudo de peptídeos de origem vegetal com potencial antimicrobiano
Protocolo do SIGProj:   270092.1430.5135.02052017
De:01/07/2017  à  31/07/2019
 
Coordenador-Extensionista
  Maria Lígia Rodrigues Macedo
Instituição
  UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Unidade Geral
  FACFAN - Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Alimentos e Nutrição
Unidade de Origem
  CPQ - Comissão Setorial de Pesquisa
Resumo da Ação de Extensão
  O tratamento com ação antimicrobiana é um desafio complexo da saúde pública mundial. A necessidade de novas estratégias para incrementar as opções de tratamento levou a um grande interesse no isolamento de peptídeos antimicrobiano (PAMs), moléculas promissoras no desenvolvimento de novos fármacos pela sua capacidade de eliminar células-alvo rapidamente e por terem um amplo espectro de atividade. A maioria dessas substâncias (moléculas alvo) são extraídas de fontes naturais. Baseado em proteínas de plantas com ação antimicrobiana comprovada, o desenho racional de novos peptídeos pode levar ao aparecimento de drogas sem o efeito citotóxico de alguns peptídeos naturais. Espera-se com este trabalho identificar características estruturais importantes da atividade antimicrobiana de alguns peptídeos de origem vegetal que possam contribuir para um melhor entendimento do seu funcionamento, desenhar novas estruturas e fazer análises in silico e in vitro dos peptídeos com maior probabilidade de serem antimicrobianos.
Palavras-chave
   Novos fármacos, biomoléculas, peptídeos antimicrobianos
Público-Alvo
  
Situação
  Atividade EM ANDAMENTO
Contato
  
«« Voltar